Pesquisar

Testosterona – Aumente sua produção natural e tenha excelentes ganhos de massa muscular

Saiba como aumentar sua testosterona de forma natural através da alimentação, exercícios e bons hábitos, para ter excelentes ganhos de massa muscular.


PUBLICIDADE

Se nossa massa muscular fosse um filho, poderíamos dizer que a Testosterona seria o pai, a relação pode ser até um pouco bizonha, mas a importância de uma para outra é comparável.

A Testosterona é o hormônio mais importante para o ganho de massa muscular, porque ele aumenta a síntese proteica, além de diminuir o “mau” colesterol e reduzir a gordura corpórea.

Além disso, a Testosterona é ligada a diversas funções úteis no organismo, como:

  • A retenção de cálcio prevenindo a osteoporose;
  • Aumento da libido (apetite sexual);
  • Melhora nas funções mentais de memorização e concentração;
  • Mantém o bom humor e a sensação de bem estar;

Como aumentar a testosterona e ganhar massa muscularTestosterona sintéticas

Com tantos benefícios que a Testosterona tem a oferecer, principalmente nos resultados de hipertrofia, nada melhor que manter seus níveis altos em nosso organismo, e principalmente de forma natural, e chego a esse ponto, porque a grande maioria dos frequentadores de academia, já sabem as formas perigosas que existem de elevar a testosterona no organismo através dos Esteróides Anabolizantes, como Durateston, Deca Durabolin, Dianabol, Propionato…e por ai vai.

Quando você faz uso desses fármacos, a produção endógena de Testosterona diminui chegando até a zerar, pois o corpo não vê necessidade de produzir mais, já que durante o uso os níveis desse hormônio estão altos. Quando você para de usar, se não houver um tratamento com medicamentos específicos (anti-aromatizantes) que contribuem para restabelecer a produção natural ao final de cada ciclo dessas drogas, com o tempo à produção ficará cada vez mais comprometida. E ai me diga quais serão os níveis seguros para o uso desses esteróides sem afetar sua saúde?

Bom, isso ninguém sabe até hoje. Então se você quiser correr o risco, Livre Arbítrio!

Só para constar aqui, os níveis normais de Testosterona em um homem adulto deve estar em pelo menos 800ng/dL. Se tiver dúvidas ou sintomas como baixa libido, falta de energia, perda de massa muscular, acúmulo de gordura, vá ao médico e solicite um exame de sangue para checar seus níveis desse hormônio em seu organismo.

Agora algumas dicas para elevar sua Testosterona de forma natural:

Exercícios de solicitação global ou compostos:  

São os exercícios básicos que são passados quando você entra em uma academia, e não é por acaso, eles trabalham mais que um grupo muscular, exigindo mais do seu corpo, pois você utiliza maiores cargas e menos repetições, são eles: Supino, Agachamento, Levantamento Terra, desenvolvimento militar, Remada, Rosca direta e os puxadores.

Não deixe de fora os exercícios para as pernas, além de não ficar legal esteticamente depois de um tempo, seu corpo não vai ser exigido 100%, e como podem notar, elevar sua Testosterona é fazer seu corpo trabalhar duro e com muita intensidade, mas claro sem passar dos seus limites, porque ai os resultados serão inversos, é overtraining, catabolismo e cortisol comendo solto.

Aliás, vou falar mais um pouco do cortisol, vamos para o item abaixo, pois é muito importante esse tema.

Situações de stress, cansaço, falta de apetite e exagerar nos exercícios, fazem liberal um hormônio que tem um efeito oposto da Testosterona, o Cortisol, ele além de ser catabólico, também provoca a redução de Testosterona e hGH no organismo.

Então a dica aqui é, durma bem, para poder ter um descanso físico e mental e aproveitar para liberar durante o sono, importantes hormônios anabólicos como a Testosterona e hGH citadas aqui.

Reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas, além de não combinar em nada com atletas, estudos recentes já provaram que o álcool reduz drasticamente os níveis de Testosterona no homem em até 25%, pois o metabolismo do álcool no organismo afetam o balanço reprodutivo tanto do homem quanto da mulher. No homem o álcool contribui para lesões testiculares, o que prejudica a produção de testosterona e a síntese de esperma.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Não estou falando para você nunca mais beber, mas tente diminuir bastante, aproveite o domingo que já é o dia do lixo na dieta, e tire esse dia, por exemplo, para tomar uma cervejinha com os amigos. Mas beba com moderação. 😉

Importante lerem esse artigo que abordamos o porquê o álcool atrapalha tanto os resultados na musculação.

A dieta é muito importante na produção de testosterona

Mais uma vez estou aqui falando que um dos principais fatores para se ter bons resultados na musculação, é a sua alimentação, e alimentos ricos em gorduras boas são essenciais na produção dos hormônios, principalmente o hormônio do crescimento (hGH) e a Testosterona. Então não deixe de incluir em sua dieta os ácidos graxos essenciais: Pollinsaturados (ômega-3 e ômega-6) e os Monoinsaturados. Qualquer dúvida leia esse artigo sobre os lipídios em sua alimentação.

Consuma proteínas de alto valor biológico.

Essa nem precisava falar, tem que estar sempre presente em nossa dieta. Os aminoácidos da proteína também contribuem para a produção de Testosterona.

Alguns vegetais crucíferos demonstraram reduzir drasticamente o estrogênio, aumentando assim os níveis de Testosterona. Alguns exemplos dessas hortaliças: Agrião, brócolis, couve, rabanete, nabos e repolho.

Frutas como o abacate (ótima fonte de gordura mono) e a banana são ricas em potássio, que auxiliam na regulação da glândula tireoide, o que pode ajudar no aumento da libido masculina.

Essas frutas também são ricas em vitamina B como a riboflavina, necessária na produção de Testosterona.

A Ostra é uma ótima fonte de zinco, esse mineral inibe a enzima aromatizante de converter a testosterona em estrogênio.

Algumas doenças interferem diretamente na produção de Testosterona.

Hipertensão e altos níveis de colesterol fazem com que haja uma diminuição de fluidez na circulação do sangue até os órgãos de produção hormonal.

Estudos mostraram que a diabetes tipo 2 está ligada também a diminuição de níveis de Testosterona.

Conclusão que chegamos aqui:

Mantenha sempre hábitos saudáveis e disciplina em seus treinamentos, alimentação e descanso. São fatores primordiais para manter sua Testosterona sempre em níveis que vão auxiliar nos resultados satisfatórios da hipertrofia.

Abraços e bons Treinos.

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

48 Comentários

  1. Leonardo Henrique Pereira Silva

    Por favor, Eu apreciaria
    por ser notificado,
    a respeito de alguma informação
    que responda se um grave TCE é capaz de ter, a produção hormonal, condicionado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *