Musculação e Suplementação

7 Formas de Aumentar a Testosterona de forma natural para hipertrofia!

Veja as principais dicas para manter a testosterona em níveis anabólicos e o que evitar para influenciar negativamento na sua diminuição.

A testosterona é um hormônio sexual que predomina nos homens. As consequências dela são muitas, como o aumento da densidade óssea e o crescimento da massa muscular.

Por alguns motivos, seus níveis podem diminuir no organismo humano. No entanto, há modos de evitar isso, e até de estimular seu crescimento natural, sem uso de produtos sintéticos. Nesta publicação vou mostrar exatamente isto: leia até o final!

Whey Protein Growth Supplements

O que é testosterona

É o principal hormônio sexual masculino. Isso significa que, em homens, ela é responsável pelo desenvolvimento dos tecidos reprodutores, por exemplo.

Também tem influência positiva em nosso humor, na libido, além de trazer benefícios para pele, orgãos e ossos.

Além disso, ela também estimula o desenvolvimento das características sexuais secundárias.

O crescimento de cabelos e pelos por todo o corpo, bem como o aumento da síntese proteica e no aumento de massa muscular.

E é exatamente um destes efeitos secundários que é o esperado por atletas. Afinal de contas, qual atleta ou fisiculturista não deseja ter um aumento  da hipertrofia muscular?

Testosterona para mulheres

É também por este motivo que, quando utilizada demais por mulheres, através de esteroides sintéticos, a testosterona traz alguns efeitos colaterais incômodos, como a virilização. Elas acabam desenvolvendo algumas características que são mais próprias dos homens.

Isto porque o hormônio sexual feminino mais abundante é outro, é o estrogênio.

E, como a biologia nos ensina, testosterona e estrogênio têm funções fisiológicas distintas. Basta lembrar que o estrogênio não estimula o ganho de massa muscular, por exemplo.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Apesar disso, é errado dizer que mulheres não têm testosterona. Pelo contrário: elas têm, só que num grau muito menor do que nos homens, como mostraremos logo abaixo.

Este hormônio é classificado, portanto, como um esteroide. Ele é sintetizado a partir do colesterol, e é convertido em metabólitos no fígado. Também é utilizado contra doenças, como é o caso do hipogonadismo e, até, de alguns cânceres de mama.

Média de quantidade circulante para homens

Existe, assim, uma média de quantidade circulante para homens, quando falamos na testosterona.

Este número é aquele mais padrão, considerado normal em indivíduos adultos do sexo masculino.

O número considerado padrão é, então, de 800 ng/dl. Isto só pode ser medido por exame de sangue, de modo que apenas um especialista poderá avaliar.

A média no homem  ainda considera dentro do normal pode variar de 250 – 900 ng/dL.
Produzindo em média de  50   a  70 mg de testosterona por semana.

Nas mulheres essa média fica entre  15 – 75ng/dL Produzindo em  média por semana de  3 a 7mg de  testosterona.

Quando este número está alterado (para baixo ou para cima dos números citados acima), alguns sintomas são facilmente sentidos. Nestes casos, procure um médico, que irá solicitar um exame de sangue.

Whey Protein Isolado Growth Supplements

Alguns exemplos são:

  1. Alterações na libido;
  2. Falta de energia;
  3. Perda de massa muscular (catabolismo muscular);
  4. Acúmulo de gordura;
  5. Alterações de humor;
  6. Impotência sexual;
  7. Alterações na quantidade de pelos no corpo.

Fatores que fazem diminuir e o que evitar

Alguns fatores fazem diminuir o nível de testosterona no seu corpo.

Desse modo, contribuem negativamente para seu bem-estar e para que ocorram fatores considerados benefícios dela, como crescimento de massa muscular. Saiba evitar o que for ruim.

1. Testosterona sintética

Por incrível que pareça, a testosterona sintética  diminui durante um tempo o nível da produção natural. Por mais que pareça estranho num primeiro momento, na verdade você vai ver que a explicação é bem lógica.

Quanto mais das sintéticas você utiliza, mais o seu corpo entende que deve diminuir a produção natural.

Dessa forma, quanto mais você utilizar, pior é para depois abandonar este uso, principalmente se for acima dos níveis seguros (que ninguém sabe exatamente quais são).

2. Ingestão de bebidas alcoólicas

Estudos recentes estimam que o uso regular de bebidas alcoólicas pode reduzir em até 25% o índice de testosterona em homens. Além disso, ele contribui para lesões e problemas reprodutivos tanto nos homens quanto nas mulheres.

3. Estresse e alterações de humor

Não é segredo para ninguém que a mente afeta o funcionamento do organismo. Pois bem, sintomas como estresse e ansiedade podem afetar substancialmente a sua produção hormonal, inclusive de testosterona.

4. Alimentar-se de forma errada

Uma rotina alimentar correta é fundamental para conseguir nutrientes que estimulem a produção hormonal, e não que a diminuam.

5. Fazer exercícios demais

Pode soar estranho, mas fazer exercícios muito além do que seu corpo aguenta é nocivo. Isto porque estimula a produção de cortisol, hormônio que diminui o nível de testosterona.

6. Algumas doenças

Há doenças que alteram o seu nível hormonal. Diabetes tipo 2, hipertensão e um colesterol alto são bons exemplos. Mantenha-se saudável.

Como aumentar de forma natural através de exercícios, hábitos e alimentos

Você não precisa de testosterona sintética para elevar os seus níveis hormonais. Isto pode ser feito naturalmente, por meio de práticas saudáveis. Exercícios, hábitos e alimentos específicos ajudam bastante. Veja:

1. Faça exercícios de solicitação global ou compostos

Os exercícios compostos são aqueles que utilizam mais de um grupo muscular durante sua execução. Temos uma lista dos principais exercícios compostos aqui e falamos o por quê eles ajudam na produção de testosterona.

2. Não se esqueça das pernas

Como já deu para notar acima, trabalhar com intensidade e força faz a testosterona aumentar.

Se você deixar as pernas de fora, portanto, não estará sendo tão intenso quanto pode. Além disso, é claro, esteticamente também não fica legal.

Conheça os melhores exercícios para pernas em  nosso guia principal e também em nosso canal no Youtube com vários exercícios para perna,s como esse abaixo:

3. Dê valor às proteínas

Proteínas de alto valor biológico, ricos em aminoácidos, também são bons para aumentar os níveis da testosterona no sangue.

As proteínas das carnes vermelhas (prefira cortes magros), os peixes, as aves e os ovos são bons exemplos.

4. Consuma boas fontes de gorduras

Os lipídios  principalmente as gorduras boas, auxiliam no bom funcionamento   e produção dos principais hormônios  em nosso organismo, como o  GH (hormônio do crescimento) e  testosterona.

Consumir  boas fontes de gorduras é essencial . Temos um guia aqui no site com as  melhores fontes de gorduras para se incluir na dieta.

5- Consuma alho diariamente!

Exitem vários estudos mostrando que o consumo constante de alho  aumenta a produção de LH, ajudando de forma direto no aumento da produção de testosterona. 

Em nosso artigo principal sobre o alho que você pode ver aqui, nos falamos  mais a respeito e estudo feito que mostra os benefícios do alho na produção de testosterona.

6. Frutas e verduras influenciam

Algumas frutas potencializam o índice de testosterona no sangue, por terem nutrientes como vitaminas do complexo B. O abacate é um deles – e além disso tem gorduras boas. A melancia também ajuda na produção de aminoácidos que contribuem, já falamos aqui

Hortaliças, como agrião, couve, rabanete, repolho, nabo e principalmente o brócolis também trazem benefícios. Aliás, em nosso artigo principal sobre o brócolis, falamos de todos os benefícios dele para quem faz musculação  e quer ganhar massa muscular.

7. As fontes de zinco

Os alimentos fontes de zinco, como é o caso da ostra, inibem a produção da enzima aromatizante que converte testosterona em estrogênio. Assim, não é propriamente que você aumenta a produção, mas sim que diminui a conversão, aumentando, do mesmo jeito, o resultado final, que é o índice final de testosterona.

Como resultado, a testosterona é essencial para trazer benefícios como o aumento da massa muscular. Ela pode ser aumentada naturalmente, desde que você saiba o que evitar e o que fazer.

Receptores também tem influência

Vale lembrar que não é apenas ter a testosterona circulante alta que irá gerar benefícios, tem pessoa com ela no limite natural, tendo menos resultados do que pessoas que estão com um valor mais baixo, como apenas a metade, por volta de 450 ng/dL. E isso está relacionado aos receptores.

Caso queira se aprofundar mais sobre esse tema, o Mestre Dudu Haluch explica nesse vídeo abaixo. A parte dos receptores está por volta dos 20 minutos.

Tome esse artigo como um guia e até a próxima!

Abraços e bons Treinos.

Clique e se inscreva

Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

48 Comentários

  1. Por favor, Eu apreciaria
    por ser notificado,
    a respeito de alguma informação
    que responda se um grave TCE é capaz de ter, a produção hormonal, condicionado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar