fbpx
Pesquisar

Lipídios: O que são, Tipos, Funções e Melhores Fontes

Os lipídios são provenientes das gorduras e podem ser encontrados em alimentos cuja origem é animal ou é vegetal.

Eles possuem funções as quais são vitais para o bom funcionamento do organismo, como veremos.

Sua estrutura química faz com que não sejam solúveis em água. Ainda assim, o são em  solventes orgânicos. Acetona, álcool, éter, entre outros, são exemplos disso.

melhores fontes de gordura lipídios dieta hipertrofia emagrecer

O que são Lipídios?

Os lipídios são estruturas orgânicas as quais são formadas por hidrogênio, oxigênio e carbono em sua maior parte.

Além deles, no entanto, é possível que tenham também nitrogênio, enxofre e fósforo.

A origem dos lipídios é a gordura. Via de regra e a grosso modo, pode ser dito que as moléculas de gordura, quando quebradas, formam os lipídios no corpo humano. Da mesma forma, por exemplo, que os açúcares geram a glicose.

A princípio, sua importância é sobrepujada quando o assunto é o das reservas energéticas do organismo. Lá são armazenadas calorias que são utilizadas pelo corpo em caso de necessidade.

Funções

Embora a função energética seja a principal quando falamos em lipídios, podemos também citar outras.

Eles têm uma atuação relevante no corpo humano e é de fundamental importância para o seu bom funcionamento.

1. Fonte energética

Em primeiro lugar, ressalta-se o seu papel como fonte energética, sobre o qual já foi comentado.

Os lipídios são uma fonte secundária de fornecimento de energia para o corpo, ficando atrás dos carboidratos. A glicose, proveniente dos carboidratos, é sempre a primeira opção das células.

Em seguida, caso haja necessidade, elas recorrem aos lipídios, sendo estes, portanto, conhecidos como reserva energética.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

2. Mantém a temperatura corporal

A partir de uma atuação na forma de isolante térmico, os lipídios auxiliam o corpo a manter a sua temperatura normalizada. Mantém, assim, a chamada homeostasia corpórea, evitando variações na temperatura.

3. Suporte para os órgãos

Além de proteger contra as variações térmicas e variações de temperatura, também tem outra função. É a proteção mecânica dos órgãos.

4. Ajuda absorver vitaminas lipossolúveis:

As vitaminas lipossolúveis que se dissolvem em gordura, como as vitaminas A, D, E e K são importantes para várias funções do nosso organismo.

A ingestão dessas vitaminas são de extrema importância e devem fazer parte de nossa dieta.

Veja nosso guia sobre os multivitamínicos e entenda melhor como funciona e as melhores fontes.

Metabolismo dos Lipídios

Abaixo veja como funciona o metabolismo dos lipídios:

Metabolismo dos Lipídios

Tipos de Lipídios

Quando falamos em lipídios, há alguma diferenciação entre diferentes grupos. Eles podem ser divididos em diferentes características, conforme separamos abaixo:

1. Glicerídeos:

O mais famoso dessa categoria é o exemplo dos triglicerídeos. Ele é formado por três moléculas de ácidos graxos, associado ao glicerol. É uma das principais fontes de reserva energética.

2. Cerídeos:

Compostos de álcool que não é o glicerol e tem uma consistência mais sólida. Ele auxilia a evitar a perda de líquidos e, por conseguinte, a desidratação. São fontes o mel e a maçã, por exemplo.

3. Esteroides:

Possuem 4 anéis de carbonos interligados, além de hidroxilas, oxigênio e cadeias carbônicas.

São mais conhecidos pela sua função referente aos hormônios sexuais femininos e masculinos. Também formam o colesterol bom (HDL) e ruim (LDL).

4. Fosfolipídios:

Essas têm como finalidade formar a membrana plasmática nas células de um modo geral. Uma parte delas se compõe à água e outra não.

5. Carotenoides:

Estão presentes nas plantas, uma vez que possuem papel na fotossíntese. Fortalecem o sistema imune e, adicionalmente, têm papel anti-inflamatório.

Benefícios dos lipídios

Como temos visto, portanto, cada tipo de lipídio auxilia o funcionamento do corpo de uma forma diferente. Isto está intimamente ligado às funções dos lipídios, as quais já falamos. Resta ver, então, a vantagem do seu consumo:

1. Aumentam a imunidade

Os lipídios auxiliam a produção de anticorpos no organismo, os quais são responsáveis por defendê-lo de infecções e agentes externos. Deste modo, melhora o sistema imune.

2. Protegem os órgãos

A presença das gorduras no corpo humano faz com que os órgãos fiquem protegidos. Isto também é possível de ver em aves e em outros mamíferos.

3. Reserva energética

Na falta de glicose para uso energético, os lipídios são acionados e garantem que o corpo funcione bem. Caso estejam em falta também, o corpo terá de recorrer às reservas musculares, o que não é saudável.

4. Auxiliam na produção hormonal

Como vimos, principalmente a partir dos esteroides, os lipídios são importantes para homens e mulheres.

Auxiliam, no primeiro caso, na formação da testosterona, importante para saúde do homem e essencial para quem deseja ganhar massa muscular, já que é um hormônio anabólico; e para a saúde das mulheres, através de estrogênio e de progesterona.

5. Formação do colesterol

A partir destas propriedades, o colesterol bom (HDL) é sintetizado. Ele tem por função limpar o organismo, levando tudo que há de tóxico ao fígado, para limpeza.

Leia também:

12 Benefícios do Ômega 3, Para que serve, Fontes e Como tomar

Fontes nos alimentos mais saudáveis

Lipídios fontes nos alimentos

Podemos separar as fontes de lipídios entre os alimentos de origem animal e os alimentos de origem vegetal.

Dentro destes dois grupos, porém, há aqueles que são mais indicados para a saúde e os que são menos.

Os principais lipídios de origem animal:

  • Carnes vermelhas;
  • Leite e derivados como certos tipos de queijo;
  • Manteiga;
  • Ovos;
  • Peixes;
  • Mel;
  • Óleo de peixes;

Os principais lipídios de origem vegetal:

Consumo recomendado

Quem tem deficiência em lipídios pode apresentar uma série de problemas de saúde.

A baixa produção de hormônios e tudo decorrente disto, o baixo ou aumento de peso e até mesmo o crescimento retardado são alguns dos principais exemplos.

Em vista disso, é recomendável ingerir regularmente uma certa quantidade desta propriedade.

Isto está diretamente relacionado à dieta de cada um e o que cada pessoa consome no seu dia a dia. É importante não comer nem de menos e nem de mais.

De acordo com médicos e nutricionistas, o ideal é comer de 15% a 30% do cardápio diário em lipídios. Via de regra, isto corresponde de 30g a 60g por dia em dietas normais.

Obviamente que praticantes de atividades físicas, dependendo da intensidade, objetivos, pode ter a quantidade maior de consumo. Por isso a necessidade de orientação de um nutricionista para elaborar sua dieta.

Compartilhe:

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *