fbpx
Página Inicial » Natação » Ombro de nadador, o que é e como prevenir
ombro de nadador

Ombro de nadador, o que é e como prevenir

O ombro de nadador é uma lesão muito comum e prejudica a funcionalidade e o desempenho do praticante. Veja agora o que é o ombro de nadador e como evitá-lo.

As lesões de ombro estão entre as mais comuns na natação. Entre estas lesões, temos uma que inclusive levou o nome do esporte, em sua versão popular: ombro de nadador.

Esta é uma lesão muito comum em praticantes de natação e deve ser ao máximo, prevenida.

Para isso, há uma série de situações que devem ser trabalhadas para que possamos ter melhores resultados. Veja agora, o que é o ombro de nadador

O que é o ombro de nadador?

Basicamente, o ombro de nadador é uma tendinite, que acontece de forma concentrada no tendão do supraespinhal e do bíceps, no espaço do subacromial. Desta maneira, esta é uma lesão caracterizada por uma inflamação, ou seja, oriunda de um agente estressor.

Por ser uma lesão em um dos músculos do manguito rotador, é natural que o portador sinta uma dor mais acentuada ao tentar elevar o braço. Isso atinge diretamente a inflamação e pode causar dores e formigamentos.

Causas do ombro de nadador

A inflamação causada no músculo supraespinhal e no bíceps pode ser oriunda de diversos motivos. No geral, o ombro de nadador tem como principais causas:

– Técnica errada de natação

Movimentos como o nado livre ou borboleta tendem a tornar o ombro de nadador mais comum. Isso por que é comum a técnica de nado gerar uma rotação externa ou interna além do necessário, o que pode gerar a tendinite.

– Excesso de treinamento

A repetição exagerada do movimento, sem as devidas pausas ou controle da carga, também podem gerar o ombro de nadador.

– Falta de fortalecimento específico

Pelo fato da natação trabalhar com uma resistência constante (atrito com a água), faz com que seja fundamental um fortalecimento muscular específico. A falta deste, pode ocasionar uma série de lesões.

– Falta de estabilização do core e de músculos adjacentes

Se o seu core não é fortalecido, gera padrões de movimento alterados, o que vai impactar profundamente no aparecimento de lesões, como o ombro de nadador.

De forma geral, o ombro de nadador é oriundo de problemas com o treinamento e o controle de cargas. Não que esta seja a única razão, mas sim, uma das mais comuns.

Como prevenir o ombro de nadador?

1- Melhora da técnica

Quanto mais sua técnica de natação for trabalhada em torno de melhora da técnica, alinhamento articular do movimento, menores serão as chances de desenvolver o ombro de nadador.

Por isso é fundamental que você trabalhe com exercícios de melhora de técnica de braçada, mobilidade de quadril e movimentação de pernas.

Ao melhorar sua técnica, você faz com que estruturas como o manguito rotador, não sejam tão expostas a estímulos lesivos.

2- Fortaleça os músculos estabilizadores (exercícios)

Se a lesão do ombro de nadador acontece prioritariamente na articulação do ombro, então ali temos a solução para minimizá-la! Fortaleça seu manguito rotador e seu deltoide, bem como o bíceps braquial (que também atravessa esta articulação).

Abaixo,  artigos com exercícios específicos:

Artigos complementares => Veja a importância de exercitar o manguito rotador
=> Core, o que é, como treinar e qual a sua importância!
=> Treino de Bíceps – 5 exercícios mais efetivos -MELHORES RESULTADOS!
=>  Tenha ombros mais fortes e definidos com essas dicas valiosas

Desta maneira, teremos muito menos impacto e instabilidade nesta articulação, o que vai dificultar o aparecimento de uma tendinite.

Por isso, dedique uma boa parte de seu treino, para fortalecer estes músculos. Além disso, por causa da melhora da técnica, é fundamental fortalecer os músculos do core também.

3- Melhore sua mobilidade articular

A flexibilidade e mobilidade articular é fundamental para que o nadador evite esta lesão. Trabalhe com movimentos que irão melhorar a mobilidade e também, que vão impactar na melhora da técnica.

4- Tenha uma periodização de treinamento

Somando tudo isso que já foi dito, temos ainda a questão do treinamento em excesso. Sem uma periodização adequada, não temos como ter um controle adequado da carga total de trabalho. Com isso, pode-se exceder a quantidade ideal de treino e termos lesões, como a do ombro de nadador.

Por isso, a periodização é fundamental para que seu treino seja mais eficiente!

Prevenir o ombro de nadador não é difícil, mas precisa de cuidados. Se você é nadador e quer ser funcional por mais tempo, tem que destinar uma parte de seu tempo para o fortalecimento e melhoria das estruturas, para evitar lesões. Sempre treine com orientação de um bom profissional. Bons treinos!

Referências:
Prevention and Treatment of Swimmer’s Shoulder –  https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2953356/

Ombro de nadador, o que é e como prevenir
Avalie este artigo

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de