Página Inicial » Dietas e Nutrição » L-Lisina: Para que serve, benefícios e fontes em alimentos

L-Lisina: Para que serve, benefícios e fontes em alimentos

Um importante aminoácido essencial, a L-Lisina tem papel fundamental em nosso organismo e além de possuir Inúmeros benefícios, auxilia no tratamento de doenças.

L-Lisina - Para que serve, benefícios e onde comprar

Os suplementos proteicos fazem cada vez mais parte da vida dos praticantes de exercícios físicos, principalmente daqueles que praticam musculação. A variedade é imensa e antes de escolher um é preciso pesquisar muito e saber a composição de cada um deles. As cadeias de proteínas são produzidas a partir de aminoácidos.

Para compor a grande variedade de proteínas que temos no nosso corpo precisamos dos aminoácidos não essenciais (que são produzidos pelo nosso organismo) e dos essenciais (que não são produzidos pelos seres humanos e portanto precisam ser consumidos de fontes externas de alimentos). Entre os aminoácidos essenciais temos a L-Lisina.

O que é a lisina?

É um aminoácido polar, ou seja, consegue interagir muito bem quando em contato com a água. Ela está presente quando o assunto é a síntese de cartilagens, formações de colágeno (uma proteína e promove maior adesão aos tecidos) e muitos animais são alimentados com ração misturada à lisina. Os suínos e a aves que são produzidos em larga escala tem muita lisina em sua dieta.

A lisina também faz parte, junto com a metionina, da síntese da carnitina produzida pelo fígado, rins e cérebro. Para produzir essa proteína é necessário também outras substâncias como a vitamina B6, niacina, ácido ascórbico e ferro.

A carnitina tem uma função importante na geração de energia, pois é a partir da presença dessa proteína que temos a geração de adenosina trifosfato. Ela também aumenta o fluxo sanguíneo levando oxigênio e nutrientes para os tecidos, melhorando a saúde como um todo.

Leia também: L-carnitina: O que é, efeitos, como tomar e onde comprar

Fontes de L-Lisina

Carnes: esta é a principal fonte de proteínas que encontramos na nossa alimentação. Entre os aminoácidos presente na carne temos também a lisina. Para conseguir boas fontes de lisina ingerindo carne o ideal é procurar opções com menos gordura saturada como os peixes, aves e frutos do mar.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Leite: não só o próprio leite como também seus derivados são excelentes fontes de lisina. O leite possui diversos aminoácidos essenciais e também é fonte de cálcio e riboflavina (vitamina B).

Produtos à base de soja: um dos suplementos mais utilizados pelos vegetarianos são os suplementos à base de soja. É bem difícil encontrar proteínas vegetais com altas doses de lisina, mas a soja consegue cumprir esse papel principalmente com o leite de soja, a farinha de soja e o tofu.

Vegetais e legumes como o feijão, lentilha e ervilha, também possuem boa quantidade de lisina em sua composição.

Os benefícios da lisina

A lisina é muito importante no tratamento de uma DST chamada herpes. Esta, causa feridas na boca e nos órgãos genitais. A lisina não apenas ajuda na prevenção fazendo com que as lesões apareçam com menor frequência como também auxilia no tratamento, fechando-as mais rapidamente. Doses diárias de lisina de 3 a 9 gramas pode ajudar nos dois casos.

Uma certa quantidade de lisina por dia ajuda o nosso sistema gastrointestinal a absorver mais cálcio dos alimentos. O cálcio é um sal mineral essencial para a formação dos ossos e dentes o que também a ajuda na formação de novas células ósseas prevenindo a osteoporose. Ele também aumenta a produção de colágeno, essencial para a boa formação de cartilagens, ligamentos e tendões.

E como não poderia faltar, a lisina, por ser um aminoácido essencial e fazer parte da formação de diversas proteínas, auxilia no reparo muscular. Quando praticamos exercícios intensos como musculação, várias fibras musculares sofrem microlesões devido ao fato de fazerem um grande esforço para erguer uma determinada carga. Quem fica a cargo dessa reparação são as proteínas e para isso é preciso ter uma alimentação adequada às necessidades do corpo.

Deficiência de lisina

A deficiência de lisina pode ser provocada pela falta de uma alimentação rica em carnes ou então uma deficiência do próprio organismo em absorver proteínas que pode ser causada por um fator genético.

A falta desse aminoácido pode causar anemia, náusea, fadiga, formação de pedras nos rins, asma, infecções virais e desenvolvimento anormal do sistema reprodutivo. Isso pode ser resolvido com uma ida ao nutricionista ou nutrólogo e ajustar a quantidade de lisina que você deve consumir por dia seja na forma de suplementos ou na alimentação do dia a dia.

Leia também: L-Arginina: Para que serve, efeitos e como tomar

Como tomar lisina

Não é necessário receita médica para consumir suplemento de lisina, mas é indicada a assistência de um profissional de saúde, pois o excesso de proteínas também oferece riscos à saúde como aumento dos níveis de colesterol e triglicérides, deficiência de arginina e formação de pedra da vesícula. A média recomendada é de 12 mg de lisina por quilo de peso ao dia.

Referências
COELHO, Christianne de Faria et al . Aplicações clínicas da suplementação de L-carnitina. Rev. Nutr.,  Campinas ,  v. 18, n. 5, p. 651-659, Oct.  2005 .   Available from Scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732005000500008&lng=en&nrm=iso. access on  06  June  2015.  Dx.doi.org/10.1590/S1415-52732005000500008.

Sobre Calila Galvao

Leia também

O que avaliar ao procurar um nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é um profissional fundamental para que você tenha melhores resultados em seu …

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

  1. Neli De Napoli Lunardi

    Por ordem médica estou tomando Fortfit 1x ao dia.sou diabética e i de artrite. Esse suplemento pode me trazer benefícios? Grata.

  2. Gostaria de saber se posso compra so um frasco de lisina

  3. Herpes não é DST.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!