Pesquisar

Glutamina: O que é, Como tomar e Benefícios

A glutamina é um aminoácido condicionalmente essencial, comumente abundante no plasma e no tecido muscular de indivíduos saudáveis. 

A ação dela é mais específica nos tecidos musculares, fornecendo uma característica anabólica.

Por isso, é tão comum em suplementos que visam a hipertrofia.

A suplementação por meio deste aminoácido costuma ser feita sob a justificativa de que os níveis normais diminuem após atividades físicas de alta intensidade.

 Por conseguinte, a reposição de glutamina poderia ser benéfica para o ganho de massa muscular magra.

Glutamina o que e benefícios e como tomar

O que é

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Os aminoácidos são moléculas orgânicas que têm a função de formar as proteínas.

Podemos categorizá-los em duas classificações gerais: os essenciais e os não essenciais.

Os essenciais são todos aqueles que o corpo humano não produz. Portanto, são adquiridos somente através da alimentação.

É o caso, por exemplo, do triptofano, da isoleucina, da metionina entre tantos outros.

Por outro lado, os não essenciais são os que o organismo dos seres humanos é capaz de sintetizar, portanto, são adquiridos somente pela a ingestão de alimentos.

E existem os aminoácidos condicionalmente essenciais, que são aqueles que se tornam essenciais em determinadas situações hipermetabólicas que predispõe ao catabolismo, seja por alguma doença, quadro inflamatório, traumas, cirurgias e exercícios físicos ou em organismos jovens e em desenvolvimento.

Como dissemos, a glutamina é um aminoácido condicionalmente essencial, e é um dos aminoácidos mais presentes tanto no plasma sanguíneo quanto no tecido muscular.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Por isso, ela tem características próprias que estão relacionadas a estes dois elementos.

De acordo com pesquisas científicas, ela é fundamental para o funcionamento de diversos órgãos e sistemas do corpo humano. Isto porque a glutamina atua diretamente em diversas funções:

  • Desenvolvimento das células
  • Balanço ácido-básico
  • Atividade cerebral
  • Antioxidante
  • Resistência muscular

Como tomar

O primeiro passo para quem deseja realizar uma suplementação com glutamina é procurar profissionais da área da saúde.

Um médico e um nutricionista podem ser de grande ajuda para saber estabelecer o melhor balanço na dieta.

Somente por meio de exames, pelo estilo de vida e pela dieta de cada um será possível determinar a dosagem de forma correta.

 Há pessoas, por exemplo, que tendem a ter um gasto diário maior de glutamina ou que têm uma necessidade maior do que outras.

Ainda assim, existe uma dose e uma frequência que são, normalmente, as mais recomendadas para os atletas.

Para isso, basta comprar um suplemento e seguir as orientações:

  • A dose varia de 10 a 15 gramas diárias de L-glutamina,
  • Esta quantidade pode ser dividida em 2 ou 3 doses,
  • Não existe um melhor horário.

Ainda que possa ser tomado a qualquer horário, já que vai fracionar o consumo, busque deixar algum tempo entre eles.

Distribuir a glutamina ao longo do dia é, portanto, mais eficaz.

Por exemplo, você pode ingerir a glutamina ao acordar pela manhã. 

Depois tome uma dose cerca de meia hora antes de iniciar o treino e por fim, antes de ir à cama, tome mais uma.

É importante ressaltar que a glutamina pode ser comprada tanto em cápsulas quanto em pó.

Aqui, quem for comprar só deve ter o cuidado de garantir que será possível fracionar o consumo conforme a dose ideal.

Leia também:

Whey Protein: O que é, Para que serve, Benefícios e Como tomar

Albumina: O que é, para que serve, benefícios e como tomar

Creatina – O que é, Para que serve, Efeitos e Como tomar

BCAA: O que é, para que serve, benefícios e como tomar

Benefícios da Glutamina

Como dissemos, a glutamina é um aminoácido que existe em abundância no tecido muscular.

 Isto já indica a sua importância para quem quer ganhar massa muscular, sendo um dos benefícios.

Isso acontece de diversas formas:

  • Evita o catabolismo muscular (perda de massa magra) que pode acontecer depois de treinos de alta intensidade;
  • Melhora a resistência muscular, fazendo com que haja maior regeneração e menos queimação, diminuindo o tempo de recuperação depois dos treinos;
  • É um condutor de nitrogênio, proporcionando melhor desempenho em exercícios físicos de longa duração;
  • Desintoxica as células, auxiliando na recuperação do tecido muscular.

Além destas que são voltadas aos atletas, há outros benefícios da glutamina:

  • Regula o intestino;
  • Melhora o metabolismo;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Controla a glicose no sangue (favorecendo, especialmente, quem tem diabetes);
  • Beneficia a memória e a concentração.

Glutamina engorda?

Não há estudos científicos que indiquem que, de fato, a glutamina engorde.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Apesar disso, se utilizada em excesso ou fora da dosagem recomendada para as particularidades de cada um, há relatos que indicam que pode, sim, aumentar o peso.

Não se sabe bem o porquê, mas acredita-se que em função das suas calorias e da atuação no corpo.

Qual Glutamina é boa?

Quer saber quais são as marcas de glutamina preferidas dos nossos leitores? Veja a lista completa com as melhores nacionais e importadas clicando no link a seguir:

Leia também:

GLUTAMINA: Para que serve e 7 Melhores Marcas (2019)

Efeitos colaterais

De forma geral, como é um aminoácido sintetizado pelo próprio corpo, não devem haver efeitos colaterais caso seja suplementada corretamente.

Caso seja ingerido em sobredosagem a partir de 40g por dia, a glutamina pode ter efeito contrário e trazer grandes prejuízos ao corpo, como náuseas e até sobrecarregando os órgãos.

Referências:
Glutamine supplementation favors weight loss in nondieting obese female patients. A pilot study – www.nature.com/ejcn/journal/v68/n11/abs/ejcn2014184a.html
Side Effects of Long-Term Glutamine Supplementation – www.researchgate.net/publication/230879692_Side_Effects_of_Long-Term_Glutamine_Supplementation

Sobre Bruna Bosco

Nutricionista formada em 2011 e pós graduada em Bioquímica, Fisiologia, Treinamento e Nutrição Esportiva pela UNICAMP.

132 Comentários

  1. Queria msm fazer o uso da glutamina e não sabia suas reais funções, o texto foi msm esclarecedor, agradeço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *