fbpx
Pesquisar

DHEA: O que é, 13 Benefícios, Como tomar e Depoimentos (antes e depois)

Para melhores resultados em termos de desempenho,  hipertrofia e saúde, muitas pessoas lançam mão de substâncias medicamentosas. Veja agora uma avaliação completa do DHEA (desidroepiandrosterona) e ao final, especialista tira maiores dúvidas em vídeo. Saiba onde comprar por um preço justo!

DHEA dehidroepiandrosterona

O que é e para o que serve o DHEA?

A desidroepiandrosterona (DHEA) é um hormônio de ação esteroide anabólica, que é  produzido pelas glândulas adrenais ou suprarrenais, a partir do colesterol.

A DHEA é o precursor de um hormônio chamado de androstenediona, que por sua vez, é um precursor da testosterona e de outros hormônios sexuais femininos.

A DHEA é hormônio esteroide precursor quase que direto da testosterona e do estradiol, mesmo que em menores quantidades do que alguns outros hormônios.

Mas a secreção de DHEA não é linear durante a vida, como praticamente todos os hormônios ligados a questão sexual.

 Ao longo de nossa vida, a produção de cortisol é aumentada, através da glândula suprarrenal.

De maneira inversa, hormônios como o DHEA, o  GH e a melatonina tem suas secreções declinadas.

Por isso, uma série de fatores são melhorados com o aumento na secreção do DHEA,  veja abaixo quais são:

13 Benefícios

O DHEA tem sido vinculado a diversos benefícios, como aumento da massa muscular e da libido, bem como controle da depressão e melhora no sistema imunológico.

Veremos a seguir os principais, comprovados por inúmeros estudos e pesquisas ao redor do mundo.

1. Aumento da densidade dos ossos

Níveis mais baixos do DHEA em decorrência do envelhecimento foram ligados a uma menor densidade óssea e também um aumento ao risco de fraturas.

Os estudos mostram que a suplementação do hormônio por dois anos pode corrigir esses fatores em mulheres, enquanto em homens, não.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Alguns estudos não apresentaram esses resultados, mas eles foram realizados por um intervalo menor que seis meses.

A conclusão é de que ingerir o DHEA através de suplementos pode ser benéfico quando utilizado por longos períodos.

2. Controle da depressão

Pesquisas mostraram que a suplementação com o hormônio pode ser efetiva no combate a depressão.

Principalmente em pacientes que apresentam a condição de forma mais leve e também entre aqueles que não respondem aos tratamentos tradicionais.

3. Aumento da libido e fertilidade

Por interferir diretamente nos hormônios sexuais, não é surpresa que a suplementação com DHEA afete esses aspectos da vida.

Estudos mostram que ele melhorou a função dos ovários em mulheres com problemas de fertilidade.

Além disso, pesquisas comprovaram que ele também aumenta a libido e o bem estar tanto em homens quanto em mulheres.

4. Correção de problemas hormonais

A insuficiência adrenal é um condição que afeta a produção hormonal e pode causar sintomas como fadiga, fraqueza e alterações na pressão arterial.

Estudos mostram que a suplementação com DHEA diminui o problema, melhorando a qualidade de vida de quem possui a condição.

5. DHEA e musculação

Particularmente para quem pratica musculação e busca melhora dos resultados, o DHEA bem utilizado pode ser muito interessante.

Primeiramente, pelo fato de que o DHEA é um pré-hormônio da testosterona, um dos principais hormônios anabólicos de nosso corpo.

 Além disso, ele tem forte atuação sobre a utilização da insulina, fazendo com que haja uma melhor síntese proteica e maior utilização de gorduras como fonte energética.

Os efeitos em longo prazo ainda não são claros, portanto, é interessante usar o DHEA em ciclos.

6. Perda de gordura

Por aumentar os níveis de testosterona, o hormônio gera aumento da massa muscular e também perda de gordura. Lembrando que esses benefícios estão associados a prática regular de atividades físicas e uma alimentação saudável e balanceada.

Leia também:

Testosterona – Aumente sua produção natural e tenha excelentes ganhos de massa muscular

7. Diminuição dos sintomas da menopausa:

Por estimular a produção de estrogênio, hormônio que diminui na menopausa, DHEA pode diminuir os sintomas que causam incômodos durante essa fase, como insônia, fogacho e mudanças de humor.

8. Diminuição dos sintomas da andropausa

Da mesma forma que DHEA estimula a produção de estrogênio na mulher, também estimula a produção de testosterona em homens. Os sintomas da andropausa incluem a perda de energia, disfunção erétil, insônia e alterações de humor.

Alguns outros benefícios incluem:

  • Prevenção a doença de Alzheimer;
  • Alívio dos sintomas de envelhecimento nas mulheres;
  • Aumento da imunidade;
  • Efeito anti inflamatório;
  • Redução do risco de diabetes.

Dosagem e Como tomar o DHEA

É possível consumi-lo através da suplementação, que deve ser indicada por um médico especialista, geralmente um endocrinologista.

Ele fará um mapeamento hormonal e indicará a dose mais adequada para você.

Em geral, a recomendação diária é de 25 a 50mg para as mulheres e 50 a 100mg para os homens.

Quando prescrito, o DHEA deve ser tomado todos os dias, sempre na parte da manhã ou na parte da noite.

Leia também:

ZMA: O que é, Como tomar, Composição, Colaterais e Benefícios

Tribulus Terrestris: Para que serve, 5 benefícios e Como tomar

DHEA engorda?

Ainda não existem relatos nem estudos que indicam que o DHEA por si só pode levar ao ganho excessivo de peso e acúmulo de gordura.

Obviamente que seu consumo sem orientação profissional pode causar efeitos indesejáveis ainda mais quando consumido com outras substâncias nocivas e sem praticar nenhuma atividade física.

Efeitos colaterais

Por ser um hormônio, o DHEA pode causar uma série de efeitos colaterais como:

  • Pele oleosa;
  • Acne;
  • Aumento do crescimento de pelos nas axilas e região pubiana;
  • Queda de cabelo;
  • Insônia;
  • Fadiga;
  • Dor abdominal;
  • Congestão nasal;
  • Aumento nos níveis de colesterol;
  • Palpitações ou taquicardia;

Alguns dos sintomas percebidos em mulheres, devido a alteração do estrogênio são:

  • Alteração no ciclo menstrual;
  • Crescimento de pelo facial;
  • Engrossamento da voz;

Alguns dos sintomas manifestados em homens incluem:

  • Ginecomastia;
  • Aumento da sensibilidade na região dos mamilos;
  • Agressividade

Contraindicações

Algumas pessoas não devem tomar DHEA, veja a lista a seguir:

  • Crianças;
  • Mulheres grávidas;
  • Pessoas com problemas de pressão alta
  • Diabéticos;

Interações com medicamentos

O DHEA pode aumentar o efeito de alguns medicamentos, como:

  • AZT (usado no tratamento de HIV);
  • Medicamentos para o tratamento de câncer;
  • Anticoncepcionais orais.

Relato do antes e depois de quem usou

Ajude os próximos leitores com seu relato falando sobre os resultados com o uso do DHEA, como foi o seu antes e o depois e outras informações que achar relevante.

Por favor utilize a área de comentários logo abaixo para deixar seu depoimento.

Referências:
RODHEN, E.L. Efeitos do uso crônico de DHEA sobre os níveis céricos da testosterona e da espermatogênese. UFRGS, 2004.
CARVALHO, C.R.O. Densidroepiandrosterona e ação insulínica: regulação da secreção de insulina, das etapas iniciais da ação insulínica, do fator transcricional pdk-1 e da expressão do GLUT2 em ilhotas. USP, 2007.

SIQUEIRA FILHO, M. Músculo esquelético e envelhecimento: Efeitos do DHEA sobre a sarcopenia em ratos. USP 2008.

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

24 Comentários

  1. Rogerfernandes fernandes

    Estou tomando DHEA a 4 meses recém fiz hemograma aumentou o colesterol e triglicerídeos mesmo tendo perdido 2 kgs de gordura corporal e ganho 2 kg de massa magra, irei fazer um tratamento para redução do colesterol por 3 meses e fazer um novo hemograma para ver o resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *