Pesquisar
Compressão patelar exercícios musculação evitar

Compressão patelar, que exercícios de musculação evitar?

A compressão patelar é um problema para muitas pessoas, pois agrava lesões de joelho. Veja neste artigo completo, que exercícios devem ser evitados e por qual razão!

O joelho é a articulação mais complexa de nosso corpo, em termos estruturais. Isso se deve, primeiramente ao amortecimento.

Segundo, porque temos no joelho, a patela, que é uma alavanca para inúmeros movimentos.

Porém, para que esta patela “deslize” no local certo, temos uma série de fatores.

Qualquer anormalidade neste processo, ocasiona um processo aumentado de compressão patelar.

Para pessoas com pré-disposição ou até mesmo, lesão instalada, isso se torna um problema.

Neste caso, temos que trabalhar com exercícios que não tenham tanta compressão patelar ou ainda, que possam evitar este tipo de problema.

Já de antemão te adianto, não há como eliminar totalmente a compressão patelar.

O mais indicado é um fortalecimento, alinhamento muscular e melhora do quadro.

Enquanto isso está acontecendo, temos algumas formas de evitar alguns problemas.

Leia também:

Condromalácia patelar, entenda como ela afeta você!

Compressão patelar, apenas evitar exercícios é suficiente?

Um erro muito comum de quem tem problemas, como a condromalácia patelar, que se agravam com compressão patelar, é evitar determinados movimentos, mas não buscar uma solução.

Muitas vezes, o aumento da compressão patelar ocorre devido a desequilíbrios musculares ou excesso de impacto.

Por isso, apenas evitar os exercícios que irei mostrar a seguir, não é uma boa alternativa.

Precisamos de um realinhamento muscular e um processo de fortalecimento, principalmente de quadríceps, isquiotibiais e tríceps surral (panturrilha).

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Isso sim, em longo prazo trará uma solução mais eficiente e saudável para os problemas com a compressão patelar.

Veja agora, alguns exercícios que aumentam a compressão patelar e que podem ser evitados para pessoas com problemas.

Exercícios que aumentam a compressão patelar

Alguns exercícios que irei apresentar a seguir são óbvios. Outros não.

Estes movimentos devem ser evitados por pessoas que sentem dores ou então, já tem um diagnóstico de condromalácia ou outras patologias.

Lembrando que isso é algo feito em situações onde a dor é forte e ainda não foi feito um trabalho de fortalecimento.

Após um trabalho de realinhamento e melhora do tônus muscular, podemos ir aos poucos voltando com este tipo de movimento.

1- Sissy squat

Este é provavelmente, um dos principais exercícios que uma pessoa com compressão patelar deva evitar.

Ele projeta fortemente as cargas mecânicas sobre o joelho e com isso, aumenta consideravelmente a força compressiva sobre a patela.

Ele não é um exercício “proibido” para qualquer pessoa, mas deve com certeza, ser evitado por quem tem dores oriundas de problemas na patela.

Além disso, seu principal foco que é o trabalho com o quadríceps, que pode facilmente ser substituído por outros movimentos.

2- Cadeira extensora

Há uma grande chance de você nunca ter ouvido falar da compressão patelar na cadeira extensora.  Naturalmente, porque para a maioria das pessoas ela não acontece.

Porém, este é um exercício que se feito na amplitude total, pode ocasionar ainda mais dores na região patelar.

Quando iniciamos o peso, que é um dos pontos onde mais a carga incide sobre o joelho, estamos com a articulação em flexão.

Ou seja, no momento em que mais temos carga na articulação, a patela está totalmente pressionada.

Isso não significa que a cadeira extensora seja totalmente proibida para pessoas com condromalácia, por exemplo. Porém, podemos fazer adaptações ao movimento.

Uma das principais, é começar o movimento em ângulos maiores.

Aumentando o ponto inicial do movimento, conseguimos reduzir bastante a compressão patelar e ainda conseguimos fortalecer os músculos do quadríceps.

Conforme este fortalecimento vai acontecendo, podemos aumentar gradativamente a amplitude do movimento.

Leia também:

Cadeira extensora, como potencializar os resultados? (4 dicas importantes)

3- Avanço

Este é um exercício com duas variáveis importantes: a distribuição das cargas é menor e os joelhos acabam sendo mais sobrecarregados e ainda temos uma instabilidade mais acentuada.

Como pessoas com problemas com a compressão patelar comumente apresentam instabilidade no joelho, este exercício aumenta consideravelmente o problema.

Ele pode ser usado, mas após uma melhora do quadro. Uma pessoa com dor, por exemplo, não deve fazer o avanço em seu treino.

Leia também:

Avanço, um excelente exercício para glúteos e coxas!

4- Agachamento

Intencionalmente eu deixei este exercício por último. Apesar de ele apresentar uma compressão patelar, grande maioria dos casos, ele deve fazer parte do treino de uma pessoa com problemas como condromalácia.

– Mas como assim?

Primeiramente que a compressão patelar em um agachamento bem feito é menor.

Segundo que este é um exercício fundamental para o fortalecimento adequado dos quadríceps.

Porém, como no caso da cadeira extensora, temos que trabalhar com angulações diferentes. Comece com ângulos menores.  

Flexione o joelho até cerca de 75°, por exemplo. Conforme for sentindo conforto e não sentir dores, pode ir aumentando progressivamente a angulação.

Além disso, ainda podemos trabalhar com aumento progressivo de carga.

Uma pessoa com dores, pode aumentar ainda mais o quadro crítico com a utilização de cargas durante o agachamento.

No caso de dores na patela, também é importante evitar que o joelho ultrapasse demais a ponta dos pés.

Já há evidencias que isso não é um problema em pessoas saudáveis. Mas no caso de dores por causa da compressão patelar, devemos evitar esta prática.

Leia também:

Agachamento – Para que serve, benefícios e EXECUÇÃO CORRETA

5- Flexão nórdica

O grande problema da flexão nórdica é o movimento com o joelho apoiado totalmente no chão.

Mas é importante que você entenda que isso é um problema quando usamos este exercício com o joelho apoiado em um colchão, como no vídeo.

Hoje já temos formas de trabalhar com apoio abaixo do joelho, o que deixa a patela livre.

Este é um exercício muito importante para o trabalho de isquiotibiais, que ajudam a dar mais estabilidade para o joelho.

Leia também:

Isquiotibiais (posterior da coxa), 6 dicas para treiná-los corretamente

Estes são alguns exercícios que aumentam a compressão patelar e devem ser usados com cuidado por pessoas com problemas nesta articulação.

Mas com o acompanhamento adequado, eles podem ser inseridos aos poucos em seu treino.

Lembre-se que o alinhamento e fortalecimento é fundamental nestes casos.

Bons treinos!

Compressão patelar, que exercícios de musculação evitar?
4.6 (92%) 5 votes

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de