Musculação FemininaTreino de Peito

Treino de peito para mulheres: 6 melhores exercícios [FICHA DE TREINO]

Conheça alguns dos melhores exercícios para incluir no treino de peito para mulheres. Ao final, ficha de treino como exemplo.

Whey Protein Growth Supplements

O treino de peitoral é um dos mais procurados e desejados na musculação principalmente pelo público masculino.

Porém, as mulheres muitas vezes deixam de lado o treino de peitoral, pois acreditam de forma equivocada que este possa deixá-las com um físico mais “masculinizado”.

Dessa forma, deixam de obter diversos benefícios que o treinar peitoral pode trazer, como uma melhor funcionalidade, uma maior sustentação ao tecido mamário, entre outros.

Sendo assim, este texto mostrará abaixo 6 exercícios para mulheres utilizarem no treino de peitoral.

Melhores exercícios de peito para mulheres

1° Supino reto

O principal exercício de peitoral no que diz respeito a ganho de força e massa muscular e também o que permite utilizar a maior carga, aumentando assim a intensidade do treino.

Músculos trabalhados:

O peitoral maior é o principal músculo trabalhado, porém o deltoide anterior e tríceps também são trabalhados durante o supino reto.

Execução:

BCAA Growth Supplements

 Deitada, no banco do supino, para começar é preciso posicionar as mãos na barra com uma abertura um pouco mais afastada em relação alinha dos ombros.

Depois, iniciar o movimento, descendo a barra até estar próxima do peitoral e logos após estender os cotovelos retornando assim a posição inicial.

Cuidados:

O supino é um exercício que precisa de cautela ao ser executado, pois é preciso estar atento para evitar um acidente.

Sendo assim, o primeiro passo é ter cuidado para não exagerar na carga e assim correr o risco de se acidentar.

2° Supino Inclinado

Assim como o supino reto, a versão do supino no banco inclinado também é uma excelente ferramenta para trabalhar o peitoral.

Músculos trabalhados:

Os músculos trabalhados no supino inclinado são praticamente os mesmos do supino reto, porém pelo ângulo do banco, há um maior trabalho do deltoide em relação a versão no banco reto.

Execução:

Deitada, no banco inclinado, segurar a barra com pegada pronada e as mãos mais abertas em relação a linha dos ombros.

Logo depois, flexionar os braços trazendo a barra próxima ao peitoral, para depois estender os braços retornando a barra a posição inicial.

Cuidados:

Uma das maiores queixas de quem evita realizar o supino inclinado é o desconforto que sentem no ombro ao efetuar o exercício.

Muitas vezes o problema pode ser a sobrecarga na articulação devido ao encaixe correto da escapula.

Ao “encaixar” a escapula, haverá menor sobrecarga na articulação do ombro, o que torna o exercício mais seguro neste quesito e também mais efetivo para trabalhar o peitoral.

3° Flexão de braços

A flexão de braço é uma excelente opção para realizar em qualquer lugar sem precisar de nenhum aparelho, além de ser prático, pois pode ser efetuado em qualquer lugar, até em casa.

Músculos trabalhados:

O peitoral maior é o principal músculo trabalhado durante o exercício, também são trabalhados o deltoide anterior e tríceps.

Whey Protein Growth Supplements

Execução:

 Deitada, posicionar as mãos apoiadas no solo, com uma abertura um pouco maior que a linha dos ombros e as pernas estendidas e os pés apoiados no solo.

Depois, iniciar o movimento flexionando os cotovelos até o peitoral estar próximo do solo e finalizar estendendo os cotovelos até retornar à posição inicial.

Cuidados:

Apesar do risco ser menor na flexão de braço, pois não há carga envolvida que possa causar um acidente, também é preciso prestar atenção a sua execução.

Durante a realização da flexão de braços é preciso manter o corpo alinhado para evitar sobrecarga na lombar, além disso é preciso evitar os cotovelos fiquem muito “apontados para fora” e evitar assim a sobrecarga nesta articulação.

4° Crucifixo na máquina (peck deck)

Este exercício é uma excelente opção para enfatizar o trabalho no peitoral, sem uma participação muito grande de músculos sinergistas.

Músculos trabalhados:

O peitoral maior é o principal músculo trabalhado neste exercício e o deltoide anterior também é trabalhado como sinergista.

Execução:

 Sentada no banco do aparelho, segurar o suporte e posicionar os braços mais ou menos da altura dos ombros.

Iniciar o movimento de “fechar” os braços até estes estarem próximos e depois retornar de forma controlada à posição inicial.

Cuidado:

 Para focar mais no trabalho do peitoral é preciso priorizar a técnica.

É preciso ter cuidado para não exagerar na carga e assim prejudicar a técnica e tornar o exercício menos efetivo.

5° Supino reto com halteres

Outra alternativa para trabalhar o peitoral é utilizar a variação do supino reto com halteres e aproveitar os benefícios desta versão, como uma amplitude maior.

Músculos trabalhados:

Além do peitoral que é o músculo mais trabalhado durante o supino reto com halteres, também são trabalhados de forma secundaria o deltoide anterior e o tríceps.

Execução:

 Deitada, no banco reto e com um halter em cada mão, iniciar o exercício com os cotovelos flexionados e com estes posicionados mais ou menos na mesma linha dos ombros.

Começar o movimento estendendo os cotovelos, depois efetuar a flexão dos cotovelos até estarem próximos da linha do peitoral, retornando assim à posição inicial.

Cuidados:

 Assim como qualquer supino, manter os ombros e costas bem apoiados é essencial para não sobrecarregar a articulação do ombro.

Ao realizar o exercício é importante manter o ombro em uma posição estável, pois esta articulação tem maior risco de lesão se o exercício não for bem executado.

6° Crucifixo reto com halteres

Além da versão do crucifixo na máquina também tem a opção de realizá-lo com halteres, o que exige um pouco mais da coordenação do praticante, pois há maior instabilidade nesta.

Músculos trabalhados:

O peitoral maior é o principal músculo trabalhado no crucifixo com halteres, o deltoide anterior também é trabalhado como sinergista no exercício.

Execução:

 Deitada no banco, iniciar o exercício com os braços abertos, porém não completamente estendidos.

Logo depois, juntar os braços até os dois halteres estarem próximos e depois lentamente retornar à posição inicial.

Cuidados:

 Manter uma boa amplitude é muito importante para estimular o músculo de maneira mais efetiva, porém ao realizar o crucifixo é preciso ter cuidado para não “abrir” demais os braços e sobrecarregar o ombro.

Então é preciso realizar esta etapa do exercício até o momento que não incomode ou cause dor, para assim tornar a execução mais segura e diminuir os riscos de lesão.

Ficha de treino

Inserir os exercícios de forma correta durante o treino é importante para poder obter melhores resultados com o treino.

Dessa forma, utilizando alguns dos exercícios acima, abaixo serão mostrados dois exemplos de treino:

Exercício

Séries

Repetições

Intervalo

Supino reto

3

10 a 12

60 a 90 segundos

Supino inclinado

3

10 a 12

60 a 90 segundos

Crucifixo máquina (peck deck)

3

10 a 12

60 a 90 segundos

Flexão de braços

3

10 a 12

60 a 90 segundos

Outro exemplo pode ser como este abaixo:

Exercício

Séries

Repetições

Intervalo

Supino reto com halteres

3

8 a 10

60 a 90 segundos

Supino inclinado

3

8 a 10

60 a 90 segundos

Crucifixo reto com halteres

3

8 a 10

60 a 90 segundos

Flexão de braços

3

8 a 10

60 a 90 segundos

Existem diversas variáveis que devem ser levadas em conta ao inserir os exercícios em um programa de treino.

Sendo assim, é possível modificar as séries, repetições entre outras variáveis de acordo com a necessidade de cada pessoa, sendo os exemplos acima uma das diversas formas de ajustar o treino de peitoral.

Leia também:

+ 11 Melhores Exercícios para Peito

Concluindo

Algumas mulheres negligenciam equivocadamente o treino de peitoral, assim como o de membros superiores por acreditar que estes possam tornar seu físico “masculinizado”.

Dessa forma, deixam de lado os benefícios como um físico mais equilibrado, melhora da postura e também a funcionalidade que estes exercícios podem trazer.

Por isso é importante contar com um treino que esteja de acordo com as necessidades e objetivos de cada pessoa e para tal é preciso contar com a orientação de um profissional de Educação Física, para assim poder treinar de forma mais efetiva e segura.

Bons treinos!

Clique para conhecer

Sandro Lenzi

CREF: 22643-G/SC Profissional de educação física apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. Quer ter um treino personalizado? clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo