Pesquisar

É possível ter resultados com um treino de 30 minutos? (7 dicas importantes)

Durante muito tempo, as pessoas acreditaram que quanto mais longo um treino, mais ele traria resultados. Mas hoje, sabe-se que sem o fator intensidade, não é possível alcançar grandes resultados.


PUBLICIDADE

Durante minha adolescência, cansei de ver revistas que falavam de “celebridades” que diziam que elas passavam “2 horas por dia malhando” ou que elas faziam “1500 abdominais por dia”.

Só que eu cresci e fui estudar e descobri que aquilo era golpe midiático e que provavelmente, tais “celebridades” faziam algum uso de substancia ilícita.

Hoje sabemos que mais importante do que passar horas na academia treinando, é oferecer uma elevada intensidade de estímulos, seguido de um descanso, para que ocorra a supercompensação.

Neste contexto, muitas vezes as pessoas me perguntam se um treino de 30 minutos pode trazer resultados.

Índice – O que você irá ver nesse artigo sobre “treino de 30 minutos:

ter resultados com um treino de 30 minutos musculação

Pois bem, a resposta é um tanto complexa, mas vamos avaliar tudo o que é possível. É importante saber que não vou dar respostas prontas, pois cada caso exige uma avaliação mais completa.

Treino de 30 minutos e com excelentes resultados? Propaganda enganosa ou verdade?

Em diversos artigos falei de um dos princípios do treinamento físico, que é fundamental na montagem de qualquer programa de treino, que é a interdependência entre o volume e a intensidade.

Estes dois conceitos são inversamente proporcionais, ou seja, ao aumentarmos um deles, temos que diminuir o outro.

Para ficar mais fácil de compreender, imagine o seguinte, você tem que percorrer determinada distância correndo (volume).

Se você aumentar a sua velocidade, talvez não consiga completar tal distância, ou se diminuirmos a distância, você poderá correr mais rápido.

O mesmo acontece com um treino de musculação, ou até mesmo de emagrecimento.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Quando aumentamos o volume de treino, temos que obrigatoriamente diminuir a intensidade. Da mesma forma, ao diminuir o volume, precisamos aumentar a intensidade.

Neste sentido, acredito que já seja possível fazer um bom posicionamento sobre o tema do título. Sim, é possível ter bons resultados com um treino de 30 minutos, desde que ele seja feito em elevada intensidade.

Leia também: 5 Técnicas para quebrar seu platô de desenvolvimento e ter mais resultados

É óbvio que existem outros inúmeros fatores que vão fazer o treino ser efetivo ou não, mas no geral, um treino de 30 minutos é suficiente para que você possa ter bons resultados.

Mas isso não vale para todos, já que iniciantes e avançados tem suas especificidades.

Treino de 30 minutos para todos?

Ter a diferença entre as respostas que um iniciante e um avançado mostram em seus treinos é fundamental na montagem de um treino.

Segundo Weineck (2002) os iniciantes tem menos resistência a fadiga e ao cansaço, portanto, a intensidade de seus treinos precisa ser reduzida, para que ocorram as devidas adaptações.

Desta forma, quem sai do sedentarismo para a vida ativa, tem que ter um treino com mais volume e menos intensidade, para que ocorram as adaptações.

Isso não significa ficar 2 horas na academia, já que é possível montar um bom treino para iniciantes em 45 ou 50 minutos.

Além disso, em fases mais específicas da periodização, é possível que o treino seja um pouco mais longo. Mas isso vai depender de uma série de fatores.

Veja agora como você pode fazer para ter um treino eficiente de 30 minutos!

Treino de 30 minutos…. e eficiente!

1° Leve em conta os estímulos indiretos:

Ao integrar o treino de dorsais com o de bíceps, por exemplo, você pode executá-lo em menos tempo, já que os músculos do braço já sofreram uma influência indireta.

O mesmo vale para o treino de peito e tríceps, coxas e panturrilhas e abdômen e lombar.

2° Prefira exercícios multiarticulares:

Em grande parte dos casos, os exercícios multiarticulares são mais eficientes para os treinos mais intensos, devido à necessidade de maior deslocamento de massa.

Além disso, é possível ter estímulos indiretos, que serão usados posteriormente.

3° Faça mais treinos durante a semana:

Se o seu treino é curto, treinar apenas 3 vezes na semana não é indicado. Até porque será difícil englobar todos os grupos musculares em menos treinos.

De 4 a 6 treinos por semana são interessantes, já que você terá espaço para trabalhar com todos os grupamentos musculares.

Leia também: 5 metas que você precisa estabelecer para ter melhores resultados

4° Use métodos mais intensos:

Você pode “destruir” um músculo em apenas 2 ou 3 exercícios, se usar métodos como o drop-set, bi-set, tri-set ou rest-pause.

Alternar variáveis de acordo com seus objetivos é fundamental para quem busca um treino intenso.

5° Intervalos de descanso adequados:

Não estou falando para fazer intervalos excessivamente curtos, mas quem busca intensidade não pode esperar uma recuperação completa dos mecanismos contráteis. Entre 30 segundos e 1 minuto e meio são os mais usados. Mas lembre-se que cada um deles tem efeitos diferentes.

6° Tenha uma correta ordem de exercícios:

Alguns exercícios são mais intensos e necessitam de mais controle muscular. Geralmente são os multiarticulares que tem estas características.

De modo geral (existem várias exceções), estes exercícios se enquadram melhor no inicio do treino, já que seus músculos ainda estão descansados e é sabido que conforme o treino vai acontecendo, os níveis de coordenação motora diminuem.

Deixe para o final os movimentos mais simples, ou feitos em aparelhos, já que sua execução é mais simples. Desta maneira, você irá conseguir um treino mais intenso, sem perder a qualidade do movimento.

7° Treine com foco:

Muitas vezes, as pessoas passam horas na academia, mas nem treinam de verdade.

Muitos acham que academia é festa e ficam conversando, mexendo no celular ou vendo TV. Se você quer treinar em 30 minutos, reserve este tempo para esta finalidade! Foco é fundamental em um treino intenso!

Leia também: Quanto tempo demora para observar resultados na musculação?

Além disso, existem outros fatores que também influenciam seu treino e que farão ele ser mais ou menos longo.

Tudo isso vai depender das metodologias utilizadas e dos objetivos propostos.

Mas de maneira generalista, modificando as variáveis de treino, é possível ter um treino eficiente, intenso e com 30 minutos de duração (em alguns casos até mais curto). Tudo isso vai depender da maneira como ele é montado!

Por isso, sempre tenha o acompanhamento de um bom profissional de educação física. Bons treinos!


Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de