Pesquisar

Citrulina: para que serve, 4 benefícios, alimentos e como tomar

Um dos alimentos mais ricos no aminoácido L-Citrulina é a melancia, muito indicado o consumo por atletas e praticantes de musculação, que visam a melhora da performance e ganhos de massa muscular. Veja o porquê e consumo recomendado.

citrulina

A citrulina faz parte do grupo dos aminoácidos e pode ser ingerida a partir do consumo de alimentos.

Evidências indicam que ela cumpre um importante papel na saúde e no bem-estar.

Um dos principais papeis dela diz respeito a problemas no trato urinário, como a disfunção da ureia.

No entanto, a atuação da citrulina é ampla, sendo que ela auxilia até mesmo a evitar a fadiga muscular por exemplo.

O que é Citrulina?

A citrulina faz parte do grupo dos aminoácidos não essenciais. Este grupo de aminoácidos é aquele que nosso corpo não sintetiza.

Ou seja, só pode ser obtido a partir do consumo de alimentos que o contenham.

Neste caso específico, caso haja um consumo baixo de alimentos com citrulina, a suplementação é uma opção interessante.

Hoje em dia, existem, disponíveis à venda, produtos à venda com ela concentrada em cápsulas.

O alimento mais famoso por conter este aminoácido é a melancia. Neste caso em particular, há que se verificar se o paciente não é intolerante ao alimento.

É comum que indivíduos com doenças genéticas ou com artrite reumatoide tenham esta intolerância.

Para que serve?

A maior importância da citrulina no corpo diz respeito à forma pela qual ela aparece no trato urinário.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Junto com a arginina, ela participa do ciclo da ureia, nos rins, fazendo com que a amônia seja excretada pelo corpo.

A produção de amônia é normal, em função do nosso metabolismo. No entanto, ela deve ser eliminada do corpo, fato que passa justamente pelo papel da citrulina.

Na verdade, aliás, neste caso, a citrulina é até mais importante que a arginina.

Tanto que quando há problemas neste ciclo, os médicos costumam indicar suplementação de citrulina e não de arginina.

Isto porque ela é mais constante ao aumentar os níveis plasmáticos, sem picos e com menos efeitos colaterais.

De modo adicional, entretanto, este aminoácido ainda possui outras funcionalidades no corpo.

Ele participa desde processos no coração até nos tecidos musculares, conferindo importância à sua ingestão.

4 Grandes Benefícios

Os benefícios da citrulina, são, então, muito relacionados ao seu papel nos rins.

Ainda assim, como veremos abaixo, engana-se quem pensa que ela se limita a isto.

Na verdade, o consumo deste aminoácido pode trazer boas vantagens à saúde.

1. Trata distúrbios do ciclo da ureia

Como foi demonstrado até aqui, o principal benefício deste aminoácido é tratar distúrbios relacionados ao chamado ciclo da ureia.

Pacientes com estes distúrbios normalmente são deficientes numa enzima responsável por eliminar a amônia.

A suplementação de citrulina ajuda, de acordo com pesquisas averiguadas por órgãos oficiais do governo dos Estados Unidos.

2. Melhora a performance física

Atletas podem se beneficiar do consumo de citrulina de variadas formas.

De maneira geral, ela evita a fadiga muscular, melhora o fluxo da corrente sanguínea, potencializa o crescimento muscular e provê mais oxigênio às células.

3. Combate a disfunção erétil

Pesquisas realizadas na Europa indicam que a citrulina pode ser eficaz contra a disfunção erétil, sobretudo em casos mais leves.

Ainda assim, é claro, ela não substitui os medicamentos tradicionais, de modo que o médico deverá estar ciente de tudo que o paciente está tomando.

4. Fortalece o coração

Neste caso, este aminoácido tem um efeito similar ao da arginina, já que elas atuam juntas no corpo.

Ela fortalece o sistema cardiovascular ao promover um relaxamento maior dos vasos sanguíneos, ao mesmo tempo em que melhora a circulação do sangue.

Em outras palavras, faz com que este sistema trabalhe igual com menos esforço. Além disso, evita a formação de coágulos.

Fontes nos alimentos

Para aumentar a quantidade de citrulina na dieta, há duas opções.

A primeira, é a partir da alimentação de comidas que a contenham em grande quantidade. A segunda, é a partir de suplementos alimentares.

Na prática, aliás, o que é mais comumente visto e feito é a combinação dos dois.

Nada impede que um indivíduo suplemente o aminoácido ao mesmo tempo em que aumente o consumo dos alimentos que o contenham. Estes alimentos são:

  • Frutas: melancia (um dos principais alimentos com citrulina) e alguns tipos de melão;
  • Legumes: grão de bico e soja;
  • Carnes: carnes vermelhas e alguns peixes, sobretudo salmão e atum;
  • Oleaginosas: como castanhas, nozes e amêndoas.

Suplemento de L-Citrulina Malate: como tomar e dosagem

A suplementação de citrulina, como vimos, é uma das principais opções para repor este aminoácido. 

Isto é feito mais notadamente quando o paciente possui algum tipo de enfermidade relacionado ao ciclo da ureia.

Via de regra, quem irá determinar a dosagem diária de consumo deste aminoácido será o médico.

Como forma padrão, entretanto, os fabricantes costumam indicar alguns modos específicos de como tomar citrulina.

O mais comum é encontrar cápsulas as quais contêm 500 mg cada.

O mais comumente indicado é tomar duas cápsulas duas vezes ao dia, totalizando em 2 g diários.

Para atletas, pode haver um aumento de dose e o mais indicado é o consumo uma hora antes dos exercícios.

Muito suplementos pré-treinos, vasodilatadores e  NO2 (óxido nítrico), possuem a citrulina em sua composição.

Veja também:
Qual o melhor Pré-treino? Lista com os 9 melhores do mercado (2019)

Indicações da Citrulina

Foi demonstrado até aqui, portanto, que as indicações do consumo de citrulina são relacionadas sobretudo a questões de saúde.

Mais comumente a disfunções no trato urinário, embora não exclusivamente assim.

A citrulina é recomendada também para atletas e para quem tem problemas cardíacos, por exemplo.

Seu consumo pode ser feito através da alimentação ou da suplementação

. Mantenha o médico informado das suas escolhas e tenha uma receita para tomar este aminoácido.

Efeitos colaterais

Na verdade, não são conhecidos efeitos colaterais da citrulina, quando ela é consumida em doses seguras.

Por conseguinte, caso ela seja utilizada da forma que o médico indicou, como nas dosagens padrões que indicamos, não deve haver maiores problemas.

Ainda assim, caso constate algum tipo de sintoma que não havia antes, procure um médico.

Algumas pessoas podem ser intolerantes a alguns alimentos que contenham citrulina, como é o caso da melancia, numa condição denominada citrulinemia.

Contraindicações

Como não há muitos estudos relacionados a este aminoácido, as contraindicações de citrulina também são mais preventivas do que propriamente contraindicações.

Por isso, caso queira aumentar o consumo dela ou suplementar e esteja num destes grupos, converse antes com o médico:

  • Mulheres grávidas
  • Mulheres em amamentação
  • Intolerância a alimentos com citrulina (citrulinemia)
  • Pacientes com doenças hepáticas

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *