Pesquisar
equilíbrio para o agachamento

Como melhorar o equilíbrio para o agachamento? 6 dicas garantidas!

O equilíbrio é fundamental para a execução correta do agachamento. Separamos 6 dicas que vão te auxiliar nesse processo.


PUBLICIDADE

Principalmente para iniciantes, o agachamento é um desafio. Por mais que seja um movimento altamente funcional, rotineiro, devido a nossa vida cada vez mais sedentária, muita gente tem problemas para executar corretamente o agachamento.

Neste caso, um dos problemas mais comuns e que muita gente não percebe, é a falta de equilíbrio.

Afinal, o agachamento projeta nosso centro de gravidade para trás, fazendo com que a manutenção da posição seja um pouco mais difícil. Por isso, pessoas que não possuem um bom equilíbrio, tem dificuldades em executar o agachamento livre.

Mas isso tem solução. Assim como força, resistência e flexibilidade, o equilíbrio também é uma qualidade física. Desta maneira, há formas de melhorá-lo e reduzir os problemas ligados ao agachamento livre.

Exercícios de equilíbrio para melhorar o agachamento livre

Basicamente, temos diferentes tipos de exercícios que podem ser usados para melhorar o equilíbrio. Eles se dividem em duas categorias:

– Estáticos

– Dinâmicos

Os primeiros são feitos com manutenção de uma posição, que geralmente gera desequilíbrio. Como por exemplo, manter-se apoiado em apenas um pé. A segunda, trabalha com movimentos onde o equilíbrio também é solicitado, como andar em um slackline, por exemplo.

Basicamente, como o foco aqui é o equilíbrio para o agachamento, iremos usar um misto destes dois, mas de maneira específica.

Exercícios específicos para a melhora do equilíbrio

1- Propriocepção

Os exercícios proprioceptivos são fundamentais para quem busca um melhor equilíbrio. Basicamente, estes exercícios buscam otimizar o trabalho dos receptores das extremidades do corpo, como mãos e pés, para melhorar questões como o equilíbrio e a percepção de espaço e movimento.

Há diversas formas de utilizar os exercícios de propriocepção. Eles podem ser pensados para um contexto mais geral ou então, específico para o trabalho de agachamento.

Neste caso, costumamos usar bases instáveis, como bozus, colchonetes e outros e primeiramente, trabalhar com a manutenção de posições. Por exemplo, você pode pegar um bozu ou uma meia bola e tentar manter-se em pé sobre ela. Só isso. Depois, conforme for ficando fácil, você pode começar a agachar e tentar manter outras posições.

É muito importante que você não utilize, neste processo, carga. Afinal, queremos trabalhar de forma mais intensa a questão do equilíbrio e não o trabalho muscular de força.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Leia também => Treino de propriocepção, benefícios e como fazer!

2- Fortaleça seu core

Muita gente, mas muita mesmo, acha que tem problemas de equilíbrio no agachamento, mas na verdade, tem uma instabilidade muscular. Se você não tem o mínimo de estabilização na região lombar e abdominal, seu corpo irá buscar compensações. Isso pode gerar desequilíbrios bastante acentuados.

Um caso muito comum disso, são as pessoas que ao executar o agachamento, projetam o tronco muito para a frente. Isso é um ajuste do corpo, para melhorar o equilíbrio.

Muitas vezes, com o trabalho adequado de core, isso já pode ser melhorado consideravelmente.

3- Trabalhe com exercícios educativos

 A complexidade do agachamento faz com que seja necessário “quebrar” o movimento em partes e trabalhar com exercícios educativos, muitas das vezes.

Já tratamos disso neste artigo (Agachamento, processo educativo para melhorar a execução), onde mostrei diversos exercícios que podem ser feitos, para melhorar a execução do agachamento. Muitos deles, vão impactar diretamente na questão do equilíbrio.

Por isso, é fundamental que eles sejam usados de maneira correta e inteligente, em quantidades significativas. Nos períodos mais básicos da musculação, podemos trabalhar com isso de forma mais acentuada.

4- Melhore sua flexibilidade

Em inúmeros casos, o que acontece com a falta de equilíbrio no agachamento, é justamente por causa de pouca mobilidade articular. Como não há flexibilidade suficiente, o corpo perde o equilíbrio, pois o movimento não é natural como deveria ser.

Por isso, o primeiro passo para quem busca melhorar seu equilíbrio no agachamento, é trabalhar com a flexibilidade.

Neste ponto, podemos trabalhar de forma mais direta com a flexibilidade dos músculos dorsais, de forma mais intensa com os da região lombar. Isquiotibiais e glúteos também devem receber uma atenção especial, para que o movimento de agachamento não tenha um impedimento de amplitude.

Isso, por si só, já vai impactar diretamente na qualidade do agachamento e melhorar consideravelmente a execução.

5- Agache!

Nada vai ser mais efetivo para a melhora do equilíbrio no agachamento, do que agachar. Treinar este movimento é fundamental. Mas como você não tem uma boa base ainda, é interessante usar movimentos com pouca carga, para que você tenha primeiramente, o aprendizado motor.

Treinar é repetir movimentos até chegar a uma execução adequada. É assim nos esportes, vai ser assim na musculação. Por isso, é muito importante trabalhar com o agachamento, de diferentes formas e execuções, para que você tenha uma melhora no equilíbrio.

6- Varie o agachamento

Existem algumas possibilidades de variações do agachamento, que vão impactar diretamente na melhora do equilíbrio.

Para ser mais direto e específico, vou citar dois:

– Agachamento “taça”

– Agachamento na polia baixa

Estes dois movimentos mudam o centro de equilíbrio, em relação ao agachamento tradicional. Como o peso passa a vir de outra direção, há uma compensação do deslocamento de nosso centro de equilíbrio. Com isso, a execução fica muito mais fácil.

Estes são 2 exercícios muito interessantes no processo de melhora do equilíbrio no agachamento.

O equilíbrio é fundamental para a melhora da execução do agachamento. Sem ele, seu corpo irá sempre, buscar compensações. Treine sempre com a orientação de um bom profissional. Bons treinos!  

Como melhorar o equilíbrio para o agachamento? 6 dicas garantidas!
5 (100%) 1 vote

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de