Pesquisar
agachamento no smith

Agachamento no Smith, execução e como ter melhores resultados

O agachamento no Smith é um excelente exercício, desde que usado da maneira correta. Veja neste artigo, um guia completo de utilização!


PUBLICIDADE

O agachamento é sem sombra de dúvidas, o principal e mais usado exercício do treino de coxas e glúteos. Porém, nem todas as pessoas conseguem uma execução segura e adequada.

Por isso, foram desenvolvidos inúmeros aparelhos que usam o mesmo movimento articular, mas que não tem a mesma dificuldade de execução. No intermeio disso, temos o agachamento no Smith.

Com um movimento igual ao do agachamento livre, mas com uma barra guiada, ele acaba sendo uma alternativa excelente para determinados públicos, ou em momentos específicos do treino.

Neste artigo, irei tratar de todas as questões que cercam o agachamento no Smith. Vamos lá?

Execução correta do agachamento no Smith (barra guiada)

A execução correta do agachamento no Smith é um ponto muito importante. O fato da barra ser guiada e com uma trajetória fixa, é um ponto positivo e negativo em alguns casos. Veja a execução correta:

O primeiro ponto que você precisa ter em mente, é que o agachamento no Smith é uma variação do agachamento, portanto, os mesmos cuidados presentes neste, devem acontecer no exercício guiado.

O primeiro ponto é o posicionamento. Muitas pessoas colocam os pés mais a frente, como ocorre no Hack Machine, por exemplo. Isso é um erro e gera uma compressão patelar desnecessária.

Além disso, teremos um movimento diferente do que estamos buscando com este movimento. O ideal é que os pés estejam posicionados na linha dos ombros, sem estarem demasiadamente a frente do corpo.

Com isso, o movimento será mais natural e próximo ao agachamento livre.

No mais, a execução deve seguir as mesmas regras do agachamento livre. Devemos manter as rotas articulares preservadas, com a ponta do pé apontando para a mesma direção dos joelhos.

A coluna precisa que suas curvaturas sejam preservadas durante todo o movimento. Se você fizer uma retroversão pélvica (“girar o quadril para frente”) na fase final do movimento, vai ter problemas na ativação muscular, principalmente do glúteo. Além disso, irá colocar seus discos intervertebrais em uma sobrecarga desnecessária.

Se não possui controle motor e flexibilidade para manter as curvaturas da coluna até o máximo de amplitude, desça menos no movimento. Mas de forma alguma, perca as curvaturas durante o movimento.

O único ponto que vai diferir no agachamento no Smith, quando comparado ao livre, é o posicionamento do tronco.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

No Smith, pela barra ser fixa, iremos ficar com o tronco mais ereto. No agachamento livre, por uma questão de equilíbrio, iremos inclinar levemente o tronco para frente.

Mas isso não pode ser altamente acentuado em nenhum dos dois movimentos.

Prós e contras do agachamento no Smith

O agachamento no Smith é um bom exercício, mas não para qualquer situação. Ele tem muitos prós, mas para alguns casos, tem alguns contras também.

Benefícios

– Execução mais fácil

Muitas pessoas não conseguem realizar o agachamento livre e com isso, tem problemas para ter um bom trabalho de coxas e glúteos em seu treino. Nestes casos, o agachamento no Smith é uma excelente alternativa.

Pelo fato da trajetória ser linear e principalmente, o executante ter um local de apoio, faz com que tenhamos uma execução bem mais fácil.

– Possibilidades de variações

O agachamento no Smith pode ser feito com variações, como o agachamento sumô. Somando ao fato de ser uma execução mais fácil e com ponto de apoio, teremos um diferencial deste exercício.

– Aprendizado motor

Este é um ponto que você deve se atentar. O agachamento no Smith é uma boa alternativa para quem não consegue executar o agachamento livre. Haverá, com sua execução correta, um aprendizado motor e uma preparação muscular.

Porém, você não pode usar apenas o agachamento no Smith para isso. É fundamental que você trabalhe com outros movimentos para que melhore a execução e o controle muscular, conforme mostrei neste artigo (Agachamento, processo educativo para melhorar a execução).

– Intensidade

Uma outra vantagem muito interessante do agachamento no smith, é o poder de aumentar a intensidade que temos nele. Como a execução é mais simples, em pessoas bem treinadas, podemos usar o agachamento no Smith para métodos mais intensos. Mas lembre-se, isso é válido para pessoas bem treinadas.

De forma geral, estas são as principais vantagens da utilização do agachamento no Smith.

Desvantagens

Quando pensamos em desvantagens, temos que ter um ponto de referência, certo?  Então, é natural que neste ponto de referência, tenhamos como base o agachamento livre.

– Menor necessidade de estabilização

Se ele tem uma execução mais simples, vai ter uma menor necessidade de estabilização. É natural. Isso, em longo prazo, pode ser um problema. Lógico, se você usar o agachamento no Smith como única base para seu treino. Se você usar o agachamento livre, mas executa em momentos específicos, o agachamento no Smith, não há o menor problema.

– Menos equilíbrio

Um dos pontos fundamentais para o agachamento livre é o equilíbrio e coordenação motora. Sem eles, a execução fica praticamente impossível. Neste sentido, o agachamento no Smith tem uma limitação, justamente por ter um ponto de apoio.

O que fica claro, é que o agachamento no Smith, em cenários adequados, é fantástico. Porém, ele não pode ser a base de seu treino. Ele precisa ser visto como uma solução para determinados problemas, mas jamais, como única fonte para seu treino.

Quando devo usar o agachamento no Smith?

Tudo depende de quem é você. Se for um iniciante, deve usar para melhorar seu controle muscular e equilíbrio. Mas em paralelo, precisa de exercícios mais específicos, para que chegue a uma boa execução no agachamento livre.

Ele pode ser usado como método de trabalho para este tipo de público, sem o menor problema.

Se você é bem treinado, pode usar o agachamento no Smith para métodos mais intensos, onde a execução precisa ser um pouco mais simples.

Leia também: => Agachamento no smith, fazer ou não?

Por exemplo, no final de seu treino de pernas, você pode usar o agachamento no Smith, para ter um último estímulo mais forte. Ou então, em um momento onde você precisa usar mais cargas, mas ainda não tem total controle para usar o agachamento livre neste cenário.

As aplicações do agachamento no Smith são muitas e como todo exercício, ele precisa ser usado dentro de um contexto adequado. Sem isso, nenhum exercício será efetivo de verdade. Sempre treine com a orientação de um bom profissional. Bons treinos!

Agachamento no Smith, execução e como ter melhores resultados
5 (100%) 1 vote

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

1
Deixe um comentário

avatar
1 Tópicos de comentários
0 Respostas do Tópico
1 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais em alta
1 Autores de comentários
Cátia Ribeiro Autores de comentários recentes
  Inscrever-se  
Mais recente Mais antigo Mais votado
Notificação de
Cátia Ribeiro
Visitante
Cátia Ribeiro

Amei!!! Gostaria de saber mais.tenho algumas dúvidas sobre exercícios, tipo, agachamento.