Corridas

Tipos de pisada: como estes fatores podem influenciar no exercício físico

A formação do arco plantar tem influência direta na pisada e dependendo da formação, pode refletir na coluna, joelhos e até no desempenho de atividades físicas. Veja mais nesse artigo.

Para poder desenvolver atividades e exercícios físicos o corpo precisa estar em harmonia e com um bom equilíbrio muscular para tornar o treino mais seguro e eficiente.

Os pés são a base do corpo e muitas vezes não são levados em conta no programa de treino, sendo que um desequilíbrio nestes podem levar a desvios posturais, desequilíbrios musculares e até movimentos compensatórios que possam ocasionar dores e desconfortos em diversas articulações.

Dessa forma, este artigo busca explicar o conceito de arco plantar, os tipos de pisada, cuidados e recomendações para cada uma.

Whey Protein Growth Supplements

O que é arco plantar?

O arco plantar é o nome que se dá a curvatura logo abaixo do pé, oriunda da formação óssea e muscular da região, a qual acontece durante a infância.

A boa formação deste é responsável por uma maior distribuição do peso corporal durante a pisada, porém pode haver irregularidades na formação do arco plantar e estas são conhecidas como pé chato e pé cavo.

Pé chato

A baixa curvatura do arco plantar é chamada de pé plano ou pé chato, a qual em alguns casos pode levar a desalinhamentos na coluna, sobrecarga no joelho, fascite plantar, entre outros problemas que podem comprometer a qualidade de vida do individuo.

Esta condição é em maior parte hereditária e nos casos mais graves é necessário até cirurgia, porém a depender do quadro desta é possível amenizá-la, utilizando de exercícios como a flexão plantar e alongamentos na região.

Pé cavo

A curvatura acentuada no arco plantar é chamada de pé cavo e em alguns casos pode levar a dores na região do calcanhar e metatarso, devido a um maior impacto sobre estes devido a maior absorção de impacto por estas áreas.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

O pé cavo também pode causar dores na região do tornozelo e causar desequilíbrio na pisada podendo também levar a entorses, além de poder causar desalinhamento postural, o que pode comprometer outras articulações.

Sua origem pode ser hereditária e também neurológica, e nos casos mais graves pode ser necessária intervenção cirúrgica.

Para amenizar o excesso desta curvatura alguns exercícios podem ser realizados como a dorsiflexão plantar, além de serem recomendados alongamentos e exercícios de mobilidade articular na região.

Veja também:
Joelho em valgo, o que é, causas e como treinar
Veja também:
Quadril em anteversão ou retroversão, o que é e como resolver?

Quais são os tipos de pisada?

tipos de pisada arco plantar

A formação do arco plantar influencia também no tipo de pisada no momento da marcha, principalmente para quem pratica esportes como corrida

Os três principais tipos de pisada são supinada, pronada e neutra, sendo que cada uma possui suas características.

Supinada

A pisada supinada ocorre quando a parte externa do pé toca o solo antes do restante do pé, sendo que este tipo de pisada é mais comum entre aqueles que possuem o pé cavo.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!
Whey Protein Isolado Growth Supplements

Em longo prazo, este tipo de pisada pode levar ao desgaste na região do tornozelo, joelho e até a sentir dores na coluna, sendo necessário tratar com exercícios e com um calçado especifico para este tipo de pisada.

Pronada:

Ao contrario do que acontece na pisada supinada, na pronada o pé toca o solo primeiro com a região interna do pé antes, pisada “para dentro” e esse tipo de pisada é mais comum entre aqueles que possuem o pé chato.

Neste tipo de pisada também há risco em longo prazo do surgimento de lesões articulares no tornozelo, joelho e quadril, assim como na coluna vertebral, sendo também necessários exercícios corretivos e utilização de palmilhas especificas no calçado.

Neutra:

Já a pisada neutra é a mais adequada, pois há uma melhor distribuição do peso do corpo no pé, no momento da marcha, sendo esta a mais saudável para as articulações.

Veja também:
Valgo dinâmico, o que é, como tratar e quais os riscos?

Concluindo

É muito comum não se dar a devida importância aos pés, porém ele é base de sustentação do corpo, sendo importante avaliar tanto o arco plantar, assim como o tipo de pisada, principalmente aqueles que desejem efetuar exercícios físicos como corrida e outros esportes.

Clique para conhecer

O formato do pé e o tipo de pisada não é problema, pois em muitos casos não apresenta dor, desconforto ou outros sintomas, porém quando surgem é necessário procurar um ortopedista para que este possa avaliar melhor o quadro.

Sendo assim, é importante estar atento aos sinais que o corpo possa nos dar,pois para evitar lesões, que podem comprometer a qualidade de vida é necessário procurar se consultar com os profissionais de saúde competentes.

Bons treinos!

Como montar academia em casa

Victor Hugo Rocha Ferreira de Oliveira

Professor de Educação Física formado em licenciatura pela UNIME e Bacharel pela FSBA. CREF: 010586-G/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar