fbpx
Página Inicial » Doenças » Joelho em valgo, o que é, causas e como treinar

Joelho em valgo, o que é, causas e como treinar

O joelho em valgo é uma desordem articular que pode causar sérias lesões em longo prazo. Por isso, é fundamental entender o funcionamento desta patologia articular e encontrar formas de minimizar seus efeitos.

O joelho é a articulação mais complexa de nosso corpo, em termos estruturais. Ali, absorvemos grande parte dos impactos e temos uma das bases para o deslocamento e funcionalidade.

Porém, mesmo com tantas complexidades e importância, o joelho não é uma articulação com grandes variações de movimento. Temos a flexão e extensão e um pequeno grau de rotações. Por isso, quando a articulação possui desordens como o joelho em valgo, aumenta-se em muito o risco de lesões.

O que é joelho em valgo?

Em condições normais, o joelho deve estar alinhado anatomicamente com o tornozelo e o quadril. Com isso, as cargas e impactos são dissipados entre estas 3 articulações.

Por questões mecânicas, caso este alinhamento não esteja adequado, há maior desgaste em uma das estruturas. No caso do joelho em valgo, é nesta articulação que temos mais desgaste.

O joelho em valgo possui uma forma com rotação interna, como na imagem:

joelho em valgo

Basicamente, o joelho em valgo é quando temos uma rotação interna do quadril e do joelho. Esta condição faz com que as cargas que incidem sobre estas articulações se tornem muito mais lesivas.

As razões para que uma pessoa possua joelho em valgo podem ser muito variadas. Pode ser alguma má formação óssea ou mesmo, uma má postura e desequilíbrios musculares.

Segundo Silva (2011) diferenças de mais de 30° de rotação interna entre joelho e quadril já pode ser classificados como valgo.

Como saber se tenho joelho valgo?

Quem deve fazer esta avaliação é o fisioterapeuta ou ortopedista. Porém, é possível ter uma ideia se você precisa ou não procurar ajuda profissional, com um teste muito simples:

1° Coloque uma bermuda mais curta, que não cubra os joelhos.

2° Em frente à um espelho, fique com os pés juntos.

3° Se você toca os joelhos antes de tocar os tornozelos, há possibilidade de que você possua algum grau de joelho valgo.

Este é um teste simples que mostra uma condição inicial, mas que deve ser confirmada por um bom profissional.

Como deve ser o tratamento do joelho em valgo?

De forma geral, o joelho valgo é totalmente “tratável”. Porém, precisamos realinhar a postura. Somente casos mais graves são corrigidos cirurgicamente.

Porém com correções posturais já é possível minimizar ou até eliminar o joelho em valgo. Para isso, precisamos corrigir as assimetrias musculares e fortalecer os músculos que vão “puxar” o joelho e o quadril para um alinhamento correto.

Isso deve ser feito através de fisioterapia, mas a musculação pode ajudar a potencializar o resultado. No geral, o mais indicado neste caso é que o tratamento seja feito em conjunto entre fisioterapeuta e treinador.

Isso vai potencializar o resultado e amenizar o valgo.

O mais importante neste caso, é a correção postural. Esta correção se dá através do fortalecimento muscular e melhora da mobilidade e flexibilidade.

Práticas como RPG ou Pilates também são altamente comuns para o tratamento de joelho valgo.

Veja agora, algumas abordagens usadas no tratamento do joelho em valgo.

Leia também:

Padrões alterados de movimento e assimetrias musculares, há como resolver?

Exercícios e práticas que melhoram o joelho em valgo

O alinhamento articular do joelho em valgo é feito através do fortalecimento dos músculos que realizam a abdução de quadril e que mantém o joelho na posição neutra.

Desta maneira, algumas das práticas mais comuns são:

1- Fortalecimento do glúteo médio e mínimo

O glúteo médio e mínimo são dois músculos muito importantes na correção do joelho em valgo.

O glúteo médio realiza o movimento de abdução do quadril. Portanto, ao ser fortalecido, ele fará com que o fêmur seja “puxado” mas lateralmente, corrigindo o valgo. O glúteo mínimo também auxilia no movimento de abdução do quadril.

No geral, os tratamentos para joelho valgo dão uma grande ênfase para a correta ativação destes músculos. Afinal, eles tem um bom potencial de torque e melhoram o quadro de joelho em valgo.

Leia também:

Exercícios para Glúteos, Os 8 Melhores para ter GRANDES RESULTADOS!

2- Melhora da flexibilidade dos adutores da coxa

Se tivermos um desequilíbrio entre adutores e abdutores da coxa, onde os músculos internos forem mais encurtados, será muito comum o desenvolvimento de valgo.

Por isso, é fundamental fortalecer ambos os músculos, mas trabalhar fortemente com a melhora da flexibilidade dos adutores das coxas.

3- Fortalecimento do quadríceps

Em paralelo ao fortalecimento dos abdutores da coxa, precisamos também tornar o quadríceps mais forte e estável. Para isso, é fundamental usar movimentos que melhorem a força deste músculo.

Em específico, o vasto medial ajuda a manter a posição correta da patela, o que é fundamental para corrigir o joelho valgo. Por isso, este músculo precisa de uma atenção especial neste caso.

Leia também:

Quadríceps, os 6 melhores exercícios para seu treino

4- Melhora da flexibilidade de isquiotibiais e panturrilha

Alguns desequilíbrios musculares, oriundos de encurtamentos, também podem desenvolver o joelho valgo. Por isso, precisamos melhorar a flexibilidade de forma geral. Trabalhar com a melhora da flexibilidade em toda a cadeia posterior também vai ajudar a amenizar o valgo.

5- Corrigir possíveis desvios posturais na coluna

Muitas vezes o valgo é oriundo de um desvio na coluna. Com isso, alguns músculos ficam mais tensos do que outros, gerando um desequilíbrio. Por isso, é preciso analisar também se não há desvios posturais na coluna, pois corrigir apenas o quadril não vai resolver se a coluna não estiver alinhada.

Estas são as abordagens mais comuns no tratamento do joelho em valgo.

Por que o joelho valgo é mais comum em mulheres?

O joelho em valgo é muito mais comum nas mulheres do que nos homens. Isso se deve ao fato de as mulheres terem, mais comumente, o quadril mais largo. Isso faz com que o encaixe do acetábulo e do fêmur seja diferente e o osso da coxa seja projetado medialmente.

Desta maneira é fundamental que as mulheres tenham ainda mais atenção em relação ao joelho em valgo. Fortalecer os músculos citados acima e fazer um trabalho preventivo ou tratamento, é muito importante.

Leia também:

A importância de fortalecer o vasto medial para preservar o joelho

Joelho em valgo, como treinar?

No caso do joelho em valgo, a primeira orientação é de que se corrija o problema. Enquanto isso, o treino deve seguir alguns parâmetros:

– Evitar sempre exercícios de impacto, como saltos ou corrida;

– Fortalecer fortemente os músculos que reduzem o valgo;

– Ao realizar movimentos como agachamento, manter os joelhos sempre alinhados com a ponta do pé.

Desta maneira, será possível minimizar os riscos que o joelho em valgo pode ocasionar, como tendinites e artroses.

Mas se você acha que tem joelho valgo, procure um especialista e busque corrigir este problema. Será muito melhor e te trará mais qualidade de vida.

Bons treinos!

Referências
SILVA, R.R. Deformidade acentuada em valgo do joelho: descrição de nova técnica cirúrgica para correção. Rev Bras Ortop. 2012.  

Joelho em valgo, o que é, causas e como treinar
4 (80%) 1 vote

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de