Página Inicial » Treinos » HIIT na natação, é possível fazer?

HIIT na natação, é possível fazer?

Na busca por resultados melhores ou mesmo para encontrar uma atividade mais prazerosa, surgem variações muito interessantes do HIIT. Veja agora como fazer HIIT na natação!

HIIT na piscina - Natação

Um método de treino que existe e foi estruturado a pelo menos 70 anos, mas que só agora de fato ficou conhecido. O HIIT (High Intensity Intermittent Training) foi profundamente estudado pela ciência e hoje é tido como um dos mais relevantes e eficientes métodos de treinamento, seja para o desempenho, seja para fins estéticos ou de qualidade de vida. Neste sentido, variações como o HIIT na natação foram pensados para englobar pessoas que não se adaptam as outras variações.

É lógico que existem uma série de situações a serem levadas em conta na sua execução, mas até a ciência vem mostrando os benefícios do HIIT na natação, principalmente quando aplicado a fins de emagrecimento!

Veja agora uma análise completa, com estudos, possibilidades e limitações do HIIT na natação!

HIIT na natação, a ciência concorda?

 Falar de HIIT sem pensar em Izumi Tabata é praticamente impossível. Criador do método de treino mais famoso de todos os métodos intervalados, ele permanece pesquisando o método que o tornou conhecido.

Leia também: Método Tabata – Para exterminar a gordura e emagrecer

Em dois trabalhos recentes, públicos no ano de 2001 no JAP e outro no ano de 2004 no Japanese Journal of Physiology, ele mostrou os benefícios do HIIT na natação. Nestes estudos, ele avaliou as mudanças que ocorreram em ratos após o estudo. Nestes trabalhos ele aplicou 14 sprints de natação nos ratos e verificou benefícios palpáveis!

Entre outras situações que foram avaliadas, ele verificou que houve uma melhora considerável no  perfil lipídico e também na resposta a glicose. Todas estas mudanças foram superiores a 10%!

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Em um estudo similar de Santos (2004) foram avaliadas as respostas que um treinamento intervalado produzia em ratos, sob o ponto de vista bioquímico. Foram avaliados o limiar anaeróbio de lactato, além de sua concentração lactato sanguínea, o glicogênio muscular e hepático, além de sua influência no metabolismo glicídico. Foram encontradas melhoras substanciais em todos os itens, sendo que a eficiência na utilização das vias energéticas e menor concentração de lactato foram os que mais chamaram a atenção.

Para quem busca mais do que emagrecimento, um estudo de Gomes (2003) verificou melhoras substanciais em atletas que executavam HIIT na natação. Foram avaliados 36 atletas juvenis, sendo que foram encontradas melhoras substanciais nos itens pesquisados (frequência cardíaca de recuperação e máxima, efi ciência mecânica, percepção ao esforço e lactacidemia (concentração sanguínea de lactato)).

É muito comum vermos atletas que buscam uma melhora do Vo2 máximo e de outros parâmetros ligados a resistência aeróbica e anaeróbica, utilizando métodos de treinamento intervalado!

Mas como estamos em um ambiente diferente do que temos em outras atividades, precisamos de certos ajustes.

Por diferenças de pressão e também pela maneira diferente de respirar, o HIIT na natação precisa ser montado de maneira específica para o praticante. Uma pessoa que vai dar tiros de velocidade na piscina, em determinados casos, precisa de mais tempo para se recuperar, já que o tempo em hipóxia é maior e o volume de oxigênio absorvido é menor.

Apesar de todos estes benefícios, como em qualquer protocolo de treinamento, precisamos levar em conta alguns aspectos!

HIIT na natação, ideal para quem?

É muito importante entender que o HIIT não é um protocolo fechado, mas sim um método de treino. Desta forma, a escolha do exercício a ser utilizado é de fundamental importância! Isso porque através de conceitos de eficiência mecânica, podemos ter melhores ou piores resultados.

Uma pessoa sem uma boa eficiência em seu nado, não conseguirá impor ao seu corpo uma boa intensidade, já que seus movimentos irão ser mais custosos e irão desprender mais energia.

Entenda que desprender mais energia de maneira ineficiente não é algo que devamos buscar, já que isso não irá produzir ganhos, nem em termos de desempenho, nem em termos de emagrecimento. Por isso, se você busca fazer HIIT na natação, saiba que você deve ter uma técnica de nado desenvolvida minimamente.

Leia também: Treino HIIT – Um dos mais eficientes métodos de queima de gordura

Fora isso, os benefícios do HIIT na natação são muitos, tendo em vista que ele provoca muito menos impacto do que as outras variações. Pessoas como limitações de movimento podem ser as mais beneficiadas com o HIIT na natação!

Por isso, se você tem intenção de usar o HIIT na natação, saiba que ele é muito interessante, desde que empregado no contexto certo! Respeitando o que foi falado aqui anteriormente, você terá excelentes resultados! Bons treinos!

Referências:
SANTOS, Julio Wilson dos. Protocolos de treinamento aeróbio intervalado e da periodização para natação com ratos. 2004. viii, 174 f. Tese (doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2004.
GOMES, A.L.M et AL. Respostas fisiológicas e mecânicas do treinamento intervalado, de alta intensidade, de distâncias curtas a longas em atletas de natação. Fit Perf J, Rio de Janeiro, 2, 2, 76, mar/abr 2003.
TABATA, I. Effects of high-intensity swimming training on glut-4 and glucose transport activity in rat skeletal muscle. Journal of Applied Physiology, Bethesda, v.90, n.6, p.2019-24, 2009.

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Pré-exaustão treino de pernas coxas e glúteos

Como usar a pré-exaustão no treino de coxas?

O método de pré-exaustão é muito efetivo para modificar o estímulo e buscar o desenvolvimento …

Qual a diferença entre a cadeira flexora e a mesa flexora? Qual a melhor?

Cadeira flexora e mesa flexora são a mesma coisa? Não, são aparelhos diferentes, com o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!