Página Inicial » Dietas e Nutrição » 4 erros que você não deve cometer e que prejudicam o que você já conquistou!

4 erros que você não deve cometer e que prejudicam o que você já conquistou!

Conseguir bons resultados na musculação, nem sempre é fácil. Mas infelizmente, perder o que você já conquistou, é muito fácil! Veja neste artigo, como evitar erros que comprometem seus ganhos!

Não perder musculos resultados musculação

Você treina, faz dieta, se restringe de um monte de pequenos prazeres, para conquistar melhoras em seu corpo. Isso leva tempo. Porém, em algumas poucas semanas, você pode perder (e muito) os ganhos que já teve. Como evitar isso? Na verdade, esta é uma questão complexa. Evitar perdas é tão difícil, ou até mais, do que conseguir resultados.

É preciso entender o contexto. Se a pessoa para de treinar, de fazer dieta, não há muitas possibilidade de frear as perdas de massa muscular ou o aumento de gordura. Não tem jeito. Porém, todos nós passamos por momentos onde o treino é mais dificultoso, onde falta tempo e as atribulações do dia a dia ocupam praticamente todo o nosso tempo.

Além disso, há momentos em que mesmo mantendo a rotina, temos perdas, engordamos ou perdemos massa muscular. Nestes casos, o erro é no treino e na dieta.

Para entender isso, vou listar 5 erros que você deve evitar para que não perca o que já conquistou!

Como não perder o que já conquistou, 4 dicas práticas!

1. Não deixe de treinar

Parece óbvio, mas não é. Muitas pessoas, por falta de tempo ou qualquer outra coisa, deixam de treinar. Sei das dificuldades que todos podem ter. viagens, trabalho, família, tudo isso, em determinados momentos, podem interferir em seu treino. Mas isso não pode ser desculpa. Se você não pode mais treinar todos os dias, treine 2 ou 3 dias por semana, apenas para manutenção.

Não pode ir para a academia? Treine em casa. Compre alguns equipamentos baratos e simples e continue treinando em casa. Viaja muito? Compre um theraband e tenha sempre ele na mala. Dá para treinar no quarto mesmo com ele.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Não há desculpas. Você pode treinar em 20, 30 minutos no máximo. Isso não te trará ganhos exponenciais, mas fará com que mantenha o que já conquistou. Além disso, quando você puder treinar de verdade, terá uma base mantida e os resultados aparecerão muito mais rápido. Treine, mesmo que pouco, mas não pare completamente. Não há condição física que resista a inatividade total. Lembre-se da velha máxima da natureza, o que não é usado, atrofia.

Leia também =>  Vai viajar? Veja alguns exercícios que você pode fazer no quarto do hotel!

2. Acompanhe sua evolução e caso ela pare, mude de estratégia

Temos que evoluir, mesmo que de forma lenta, precisamos. Por isso, é fundamental acompanhar seu desenvolvimento, seja para o emagrecimento, seja para a hipertrofia. Se você perceber que, nos últimos meses, estacionou nas melhorias, mude de estratégia. Há diferentes formas de conseguir melhorar, mesmo que pouco ou lentamente. Uma das coisas que mais faz as pessoas perderem condição ou ganhos em geral, é a falta de evolução.

Por isso, é fundamental que você seja critico (a) com sua evolução. Você não precisa ser um atleta, mas tem que saber que se está treinando, algo precisa ser melhorado. Isso vale, até mesmo, para quem faz treinos de qualidade de vida.

3. Periodização irá evitar estas perdas

Não importa se você terá menos tempo para treinar ou está perdendo condição. Se você tem uma periodização bem montada e segue ela, sempre haverá formas de otimizar os ganhos. Dentro da periodização, cada ciclo, cada período, tem uma função específica e segue uma linha lógica.

Se você não tem uma periodização, não saberá para onde ir em muitos casos. Isso é a causa de 90% dos casos de pessoas que perdem condição após um período. Muita gente tem treinos volumosos demais, o que pode gerar catabolismo excessivo. Da mesma forma, erros, falta de periodicidade em geral, ou um treino inadequado, fazem isso.

Se você tiver que reduzir a frequência e o tempo de seus treinos, poderá não perder nada se tiver uma boa periodização. Isso por que, com os métodos e ciclos bem definidos, temos uma base para manter a qualidade dos estímulos, em condições especiais. Como eu disse acima, mesmo que sejam treinos apenas de manutenção!  

Leia também =>  Hipertrofia muscular, o guia completo para ter melhores resultados!

4. Dieta, sempre ela

De tudo o que eu cite até aqui, nada influencia mais na manutenção de seus ganhos, do que a dieta. Mesmo que você continue treinando, ou então, se tiver que reduzir a quantidade, sua dieta precisa ser seguida. Sem os nutrientes necessários, ou com muitas calorias vazias, você perde massa muscular e aumenta seu percentual de gordura. Não tem jeito.

Portanto, se quer manter o que já conquistou, não descuide da dieta. Ela é a base para isso. Na verdade, se você descuidar da dieta, mesmo treinando da forma correta, não terá mais ganhos e terá chances enormes de ter grandes perdas.

Portanto, se tem algo que não pode ser esquecido, é a dieta.

Leia também =>  Como quebrar a homeostase e ter melhores resultados (5 dicas fundamentais)

Estas são algumas das formas de manter seus ganhos, independentemente da condição de seu tempo ou treinamento. Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Pré-exaustão treino de pernas coxas e glúteos

Como usar a pré-exaustão no treino de coxas?

O método de pré-exaustão é muito efetivo para modificar o estímulo e buscar o desenvolvimento …

Chimichurri: Para que serve, ingredientes e como preparar

O Chimichurri além de trazer mais sabor as carnes durante seu preparo, graças aos seus …

  1. Ana Maria Detthow V. Pinheiro

    Faço exercícios em casa e gosto muito das sugestões deste site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!