Página Inicial » Treinos » Funcional » Thera band, como ele pode te ajudar a manter seu treino nas férias! (com vídeos)

Thera band, como ele pode te ajudar a manter seu treino nas férias! (com vídeos)

O Thera band é uma fita elástica que é muito utilizada em clinicas de fisioterapia e de treinamento funcional. Veja neste artigo como manter seu treino em dia, usando o Thera band.

Imagine andar com um equipamento que pode te ajudar a manter o treino e que cabe em um pequeno espaço de sua mala! Pois bem, ele existe e se chama Thera band. Esta faixa elástica oferece uma infinidade de opções para quem precisa de uma manutenção em seu treino e quer manter-se ativo, mesmo viajando ou treinando em casa. É possível comprar o Thera band em lojas de material esportivo e seu custo é relativamente baixo, se comparado a outros equipamentos. É possível encontrar por cerca de 30 reais, alguns modelos mais simples.

O Thera band tem diferentes tensões e você precisa estar atento (a) a este fato quando for comprar. Cada cor da faixa, representa uma tensão diferente, conforme a figura abaixo mostra:
Thera band tensoes

O ideal é ter pelo menos dois Thera bands para que você possa fazer um treino mais eficaz, com uma resistência média e uma mais elevada, de acordo com seu nível de treinamento. Isso porque alguns exercícios podem ser feitos com o Thera band, com variadas amplitudes e resistências.  

Veja algumas sugestões de exercícios que podem ser feitos com o Thera band.

Exercícios com o Thera band

 Estes exercícios são bastante amplos e podem ser utilizados para a manutenção da forma ou no período de transição de uma periodização. Vamos aos exercícios:

1. Rosca direta

https://www.youtube.com/watch?v=VibUmtvWCtg

O  mais famoso exercício para bíceps, pode ser executado com o Thera band. Fique em pé, pise no meio do Thera band e segure as pontas com as mãos. Flexione o cotovelo, indo até a amplitude máxima do movimento. A posição das mãos ativa mais ou menos as diferentes cabeças do bíceps braquial. A mão em supinação (palma virada para cima) atua sobre as duas cabeças, mas com mais ênfase na cabeça curta e com a mão em posição neutra, maio ênfase na cabeça longa.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

2. Extensão de cotovelo:

Exercício para o tríceps braquial. Mostrado neste vídeo, fica mais fácil de entender sua execução. Pise no meio da faixa, segure com as mãos e estenda o cotovelo, como demonstrado. Pode ser feito de maneira bi-lateral ou unilateral.

3.Elevação lateral:

Exercício para todas as porções do deltoide. Pode ser feito com o Thera band preso ou pisando na outra extremidade dele, ou ainda, bi-lateral, pisando no meio da faixa. Como a sugestão aqui é de um treino de manutenção, este exercício já é suficiente para manter os músculos do deltoide fortalecidos.

4. Crucifixo invertido:

Exercício para os músculos dorsais, ele pode ser feito com a faixa apoiada na ponta dos pés, ou ainda com ela presa na parede. Apesar do vídeo mostrar um equipamento diferente, é possível executar este exercício com Thera band sem maiores dificuldades.

5. Supino:

Este vídeo em específico, mostra uma série de movimentos. Mas fazendo apenas o supino, que é mostrado aos 0,17 segundos, você já terá um bom trabalho nos músculos peitorais. Todas as variações mostradas no vídeo podem ser usadas.

6. Agachamento:

Como mostrado aos 0,57 segundos do vídeo, você pode fazer o agachamento e ainda trabalhar com os deltoides. Caso queira algo mais específico, pode enrolar o Thera band nas mãos e segurar elas para baixo, aumentando a sobrecarga nos músculos das pernas.

7. Extensão plantar:

O exercício mostrado aos 2 minutos neste vídeo é muito interessante para os músculos do tríceps surral (gastrocnêmio e sóleo). É muito importante, para ter um trabalho mais eficaz em ambos os músculos, manter a perna esticada.

Veja que estes exercícios que demonstrei para você são bastante generalistas e  não são específicos para determinados objetivos. O Thera band, apesar de eficiente, não é capaz de produzir resistência para elevadas intensidades em pessoas treinadas. Por isso, o que indico neste artigo é a sua utilização para um treino rápido e de manutenção. Diversos outros exercícios podem ser feitos, de acordo com seus objetivos, planejamento e metas. Mas para isso, você precisa conversar com seu treinador. Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Você sabe o que é Treinamento Funcional? Conheça agora os exercícios mais efetivos

O treino funcional é um conceito que é novo para a grande população, mas que …

Vamos falar sobre liberação miofascial e desempenho físico?

Veja o que os estudos mostraram a respeito das duas principais técnicas usadas para liberação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!