fbpx
Pesquisar

Treino de Força e Resistência: Diferenças e como podem auxiliar no progresso do seu treino

Entenda as principais diferenças entre um treino de força e um treino de resistência e como funciona cada etapa dentro de um periodização, para que possa  gerar benefícios no treino, e consequentemente, resultados positivos dentro dos seus objetivos.

treino de força e resistência

Na musculação, há diversas variáveis que devem ser levadas em consideração. O treino deve ser adaptado de acordo com o perfil de cada praticante, respeitando sempre sua individualidade biológica.

Também é necessário estar atento as necessidades e objetivos de cada um, pois dessa forma é possível ter uma abordagem mais adequada ao tipo de treino a ser utilizado.

Sendo assim, muitos se confundem em qual momento utilizar cada tipo de treino, com o objetivo de ganhar força ou resistência.

Dessa forma, este artigo abordará os conceitos de força e resistência, quais os principais benefícios de incluir este tipo de treino para melhorar os resultados na musculação.

Conceito de força e resistência

Em primeiro lugar, para poder entender como funciona cada tipo de treino é necessário entender o significado de cada uma das manifestações de força aqui citadas.

As diferentes manifestações de força citadas neste artigo são a da força máxima e a da resistência.

Força máxima (Força)

A força máxima, segundo Prestes (2016) é a capacidade de um grupo muscular de gerar tensão durante uma repetição em um exercício.

Também pode ser considerada como a carga máxima utilizada para realizar apenas uma repetição, sendo o teste de 1RM a principal ferramenta para avaliar esta valência.

Resistência de força (resistência)

A resistência de força, segundo Prestes (2016) é caracterizada pela capacidade de produzir uma força por um tempo prolongado ou por uma quantidade alta de repetições.

 Aspectos do treino de força e resistência

Como foi observado no treino de força, o principal objetivo é aumentar a tensão muscular, pelo aumento da carga, enquanto que no treino de resistência o objetivo é treinar os grupos musculares, para que estes suportem uma força por um tempo mais prolongado.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Dessa forma, segundo Prestes (2016) as orientações para um treino com o objetivo de aumentar a força máxima são:

  • Múltiplas séries
  • Carga entre 1 a 6RM
  • Intervalo entre 2 a 3 minutos (Intensidade alta)
  • Freqüência semanal entre 4 a 6 semanas.

Já para o treino de resistência para indivíduos mais avançados as recomendações são as seguintes:

  • Múltiplas séries
  • Carga para 15RM ou mais
  • Intervalo entre 1 a 2 minutos
  • Freqüência entre 4 a 6 vezes na semana

Qual a importância de treinar força e resistência?

Muitos indivíduos, principalmente aqueles que buscam ganhos em termos de massa muscular, se perguntam o porquê de terem de passar pelos treinos de força e pelo de resistência.

Portanto, o corpo precisa de diversos estímulos para poder obter resultados mais satisfatórios em longo prazo, sendo que é necessário variar a carga, faixa de repetições, entre outras variáveis.

Dessa forma, treinar tanto a força como a resistência pode trazer alguns benefícios:

Força

O treino de força é necessário para aqueles com o objetivo de ganhar massa muscular, pois auxilia na utilização de maiores cargas nos exercícios, assim como melhora o recrutamento de unidades motoras, oriundas da adaptação neural, proveniente deste tipo de treino.

Há também o fato de o treino de força melhorar a coordenação intramuscular, permitindo controlar cargas mais pesadas sem aquela sensação de “tremedeira”.

O treino de força é importante para atletas de diferentes modalidades, com a finalidade de melhorar seu desempenho como futebol, basquete entre outros.

Resistência

Também é importante dentro da periodização que haja um espaço para o treino de resistência, pois este tipo de treino é utilizado para melhorar nos grupos musculares a sua resistência a fadiga.

Este tipo de treino também é muito utilizado por iniciantes como parte de sua adaptação anatômica, pois auxilia no fortalecimento de tendões, ligamentos e articulações adaptando o corpo para treinos mais pesados posteriormente.

Porém, engana-se quem acredita que este treino é somente para os iniciantes em musculação, já que os mais avançados também precisam de um período para melhorar a resistência muscular para, posteriormente, estarem aptos para treinos de hipertrofia.

Este tipo de treino também é muito importante para atletas como maratonistas e demais modalidades nos quais os esforços sejam de longa duração.

Concluindo

O treino de musculação não se resume a treinar única e exclusivamente para hipertrofia e com a mesma faixa de repetições. É necessário periodizar para obter melhores resultados.

Treinar força e resistência, além de proporcionar uma melhor base para o treino de hipertrofia, também é essencial para a qualidade de vida de seus praticantes.

Sendo assim, para poder contar com melhores resultados em longo prazo, é essencial consultar um profissional de educação física para planejar e prescrever o treino com periodização adequada às necessidade e objetivos de cada pessoa.

Portanto, treinar de maneira árdua e intensa é muito importante para conseguir alcançar as metas estabelecidas. Porém, treinar de forma inteligente aumentará a eficácia do treinamento, além de garantir uma melhor segurança deste.

Caso tenha dificuldades em montar um periodização completa para seu treinamento, ou não possui acompanhamento profissional qualificado, saiba que a equipe do Treino Mestre pode montar seu treino e ainda receber todo suporte do nosso personal trainer. Clique aqui para conhecer nossa consultoria esportiva online.

Bons treinos!

Referências:
PRESTES et.al. Prescrição e periodização do treinamento de força em academias, 2a ed. Barueri, SP. Manole, 2016.

Sobre Victor Hugo Rocha Ferreira de Oliveira

Professor de Educação Física formado em licenciatura pela UNIME e Bacharel pela FSBA. CREF: 010586-G/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *