Pesquisar

Bodybuilding/Fisiculturismo – O que é, Sua história e Categorias

O fisiculturismo é um esporte crescente no Brasil e que atrai cada vez mais praticantes e fãs. Veja neste artigo completo, tudo o que você sempre quis saber sobre ele!

Bodybuilding/Fisiculturismo
Competição de Bodybuilding e Fitness organizada pela IFBB em 2015 na Holanda.

PUBLICIDADE

O que é

O fisiculturismo, também conhecido aqui no Brasil como bodybuilding (fisiculturismo em inglês)  é um esporte que por muito tempo foi discriminado.

Porém, nos últimos anos tivemos uma grande crescente não apenas na exposição, como também no interesse das pessoas e de patrocinadores. Tudo isso fez com que ele se tornasse um esporte popular e que está na luta para se tornar olímpico.

Mas este é um esporte de muitos, muitos anos. Afinal, desde os primórdios da humanidade, comparar corpos e beleza, sempre esteve em nossa cultura. Por isso, antes de falarmos mais especificamente do fisiculturismo, precisamos conceitua-lo em um cenário histórico!

História do Bodybuilding/Fisiculturismo

Larry Scott
Em 1965 Larry Scott aos 27 anos sendo o primeiro a vencer o Mr. Olympia, ao lado já em 2012 aos 73 anos.

A utilização de exercícios de força como competição é milenar. Na antiga Grécia e no Egito, há registros de competições de comparação de beleza e simetria de corpos. Mas foi no século XX que o fisiculturismo realmente ganhou as formas pelas quais conhecemos hoje.

Para quem conhece a estrutura do fisiculturismo atual, imaginar o esporte sem as grandes competições, é até difícil. Porém, isso é resultado de décadas de evolução. As primeiras competições de fisiculturismo da era moderna foram realizadas no início do século passado.

A primeira grande competição foi realizada por Eugen Sandow. Este é considerado o pai do fisiculturismo e da musculação moderna, sendo um atleta completo. Foi campeão de provas de strongman e de atletismo, mas se destacou mesmo foi por seu físico, simétrico e altamente definido.

A primeira competição de fisiculturismo não seguia exatamente os moldes de hoje, mas já começou a desenhar o perfil do esporte atual.

Porém, foram em décadas seguintes que o fisiculturismo começou a ganhar a cara que tem hoje e se popularizou.

Primeiros Bodybuilder/Fisiculturistas notáveis!

Arnold Schwarzenegger no Mr Olympia 1976 80
Arnold Schwarzenegger durante competição do Mr Olympia em 1976 (esquerda) e depois em 1980, último ano a competir e conquistar o título de campeão pela 7° vez!

Na década de 30 tivemos alguns bodybuilder (significa fisiculturistas em inglês) que começaram a se destacar. Além de serem atletas, eles ajudaram a propagar métodos de treino, dietas e todo este contexto do esporte. Earle Liederman foi atleta e autor de alguns dos livros mais antigos relacionados a musculação. Finn Hateral foi um dos pioneiros na arte de posa, algo marcante nos dias atuais.

Algumas décadas depois, o fisiculturismo veio a ganhar ainda mais força. Na década de 70 e 80 que o esporte teve um grande salto, com alguns dos principais nomes do fisiculturismo, ganhando muito espaço.

Esta foi considerada uma época de ouro, onde nomes como Arnold Schwarzenegger, Sergio Oliva, Larry Scott, Mike Mentzer, Lou Ferrigno, Frank Zane, Adan Taylor, Dorian Yates (6 vezes campeão do Mr Olympia) e Ronnie Coleman, 8 vezes campeão do Mr. Olympia, alias, o maior campeão ao lado de Lee Haney, onde conquistou o título 8 vezes também. 

Esses atletas são certamente, alguns dos bodybuilder mais venerados da “old school” do fisiculturismo mundial. Sendo o Ronnie Coleman de uma geração mais recente.

Estes atletas impulsionaram o esporte e ganharam uma enorme notoriedade. Muitos deles, fizeram participações na televisão e no cinema, ganhando grande fama. Isso ajudou a impulsionar o esporte na mídia e trouxe muitos adeptos.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

A federação internacional de fisiculturismo (IFBB) foi fundada na década de 40, mas foi nesta época que ganhou muito espaço. O primeiro Mr Olympia aconteceu na década de 60 e foi vencido por Larry Scott.

A competição foi responsável por impulsionar ainda mais o fisiculturismo.

Eduardo Correa Mr Olympia 2014
Eduardo Correa durante o Mr. Olympia em 2014, maior represente brasileiro no fisiculturismo na atualidade.

Atualmente o fisiculturismo conta com grandes nomes, como Phil Heath (campeão nos últimos 7 anos), Kay Greene e Jay Cutler (4 vezes campeão). Nacionalmente, o grande expoente é Eduardo Correa, que já competiu diversas vezes no Mr Olympia de sua categoria, a 212 libras (ou até 96 kg), a segunda principal categoria do Mr Olympia.

Federações de fisiculturismo

Todas as competições oficiais de fisiculturismo são feitas por federações. Temos, no âmbito mais geral, a IFBB como a mais conhecida. É a IFBB que promove o Mr Olympia e as principais competições de fisiculturismo pelo mundo.

Em competições profissionais, a IFBB é a mais importante federação. No fisiculturismo amador, temos também a NABBA, que realiza competições e tem milhares de atletas registrado.

Independentemente se o atleta é amador ou profissional, para que ele possa competir, precisa necessariamente estar afiliado a uma federação.

Principais categorias do Bodybuilding

Falar em categorias é algo bastante amplo, já que federações tem nomes diferentes para cada uma delas. Além disso, há categorias mais específicas, que acontecem apenas em alguns locais.

As categorias são separadas por sexo, em alguns casos também por idade e por altura. Isso para que as competições sejam mais justas.

Categorias masculinas de Bodybuilding

As categorias masculinas de fisiculturismo podem ser divididas da seguinte forma, segundo dados da IFBB Brasil:

Categoria Sênior

Máster I (40-49 anos)

As categorias são:

– Até 70 Kg;

– Até 80 Kg;

– Até 90 Kg;

– Acima de 90 Kg.

Master II (50-59 anos)

As categorias são:

– Até 80 Kg;

– Acima de 80 kg.

Máster III (Acima de 60 anos)

– Categoria Aberta / Única

Fisiculturismo Clássico

No fisiculturismo clássico, a divisão se dá por altura e não por peso.

– Até 168 cm;

– Até 171 cm;

– Até 175 cm;

– Até 180 cm;

– Mais de 180cm.

Men’s Physique

As categorias da Men’s Physique se dividem por idade e altura:

Men’s Physique Juvenil (até 23 anos)

– Até 175 cm

– Acima de 175 cm.

Men’s Physique Sênior (entre 24 e 39 anos)

– Até 178 cm;

– Acima de 178 cm.

Men’s Physique Master (acima de 40 anos).

– Sem limite de altura.

Além destas categorias, ainda temos as abertas, onde não há limitação de peso, altura ou idade.

Categorias femininas de fisiculturismo

fisiculturismo feminino

Biquíni fitness

– Até 160 Cm;

– Até 163 Cm;

– Até 166 Cm;

– Até 169 Cm.

Women’s Physique

– Até 163 cm;

– Acima de 163 cm.

Wellness

– Até 158 cm;

– Até 163 cm;

– Até 1.67cm;

– Acima de 1.67cm.

Bodyfitness

 – Até 163 cm;

– Acima de 163 cm.

Estas são as categorias tradicionais. Temos ainda as coreográficas, que diferem um pouco destas em termos de avaliação.

Há possibilidades de diferenciação nestas categorias, de acordo com alguns elementos mais regionais. Mas oficialmente, para competições internacionais, são estas as categorias.

Mas e a avaliação, como deve ser feita em cada uma das categorias? Para entender isso, precisamos entender o que difere cada uma das categorias!

Fatores fundamentais na avaliação do fisiculturismo

No geral, cada categoria tem elementos que são importantes para serem avaliados. Ao contrário do que grande parte da população acredita, no Bodybuilding não ganha o atleta “maior”.

Cada categoria tem um físico a ser buscado, que é tomado como referência. No geral, em todas as categorias alguns elementos são fundamentais:

– Densidade muscular;

– Separação entre as fibras;

– Definição muscular;

– Simetria.

Perceba que volume não é via de regra para todas as categorias do bodybuilding. Em algumas inclusive, o excesso de volume pode vir a ser um problema.

De forma geral, os elementos a serem observados em cada categoria são:

Men’s Physique  (masculino)

A busca do físico do Mens Physique é um corpo mais atlético, com menos músculos que as categorias tradicionais, mais definição e busca por um formato de V nos membros superiores.

Harmonia é fundamental para o físico do Men’s Physique. É lógico que se formos ver os últimos campeões dos grandes campeonatos de Men’s Physique, veremos corpos hipertrofiados. Isso é algo que vem gerando bastante polêmica neste meio.

– Fisiculturismo clássico (masculino)

Esta é a modalidade que tem como objetivo buscar novamente aqueles físicos que fizeram o fisiculturismo se tornar famoso. Linhas bem definidas, ombros largos, cintura fina, volume e muita definição muscular.

– Bodyfitness (feminino)

Na bodyfitness, uma categoria especificamente feminina, o que se busca é um corpo hipertrofiado, definido, mas sem que haja perda de feminilidade. A feminilidade é um ponto muito importante, que é amplamente debatido no meio.

Neste caso, não basta a atleta ser “grande”. Ela precisa de definição e feminilidade.

– Biquini Fitness (feminino)

Nesta categoria, altos níveis de desenvolvimento muscular são abominados. Aqui, o mais importante é que elas sejam magras, com baixo percentual de gordura e leves contornos musculares. Beleza também é fator decisivo.

– Women’s Physique (feminino)

É a categoria onde mais as mulheres desenvolvem seus músculos, mas ainda, sem perder a feminilidade. Nesta categoria, é preciso um porte atlético, sem perder as linhas femininas.

– Wellness (feminino)

A Wellness é uma categoria onde há um volume muscular acentuado em membros inferiores, mas sem grande volume na parte superior. É uma categoria criada no Brasil e que acaba beneficiando mulheres de quadril largo e cintura fina.

Estas são as principais categorias do fisiculturismo. Há outras subcategorias, que se enquadram em diferentes aspectos.

Quero ser um fisiculturista, por onde devo começar?

Este é um ponto muito importante. Com o crescimento e popularização do esporte, muitas pessoas têm como objetivo competir, subir no palco e se tornarem fisiculturistas.

Para ser um fisiculturista, você precisa combinar uma boa genética, muito treino e dieta muito bem alinhada. Há a questão dos esteroides, que precisa ser vista com muito cuidado.

Como se tornar um fisiculturista

dicas para se tornar um fisiculturista culturismo

Basicamente, como em qualquer esporte, o alto rendimento é um local para poucos, muito poucos. Porém, a criação de novas categorias, campeonatos mais acessíveis e maiores possibilidades de treinos e suplementações, abriram uma nova possibilidade.

Hoje, dependendo da cidade onde você mora, pode competir em inúmeros campeonatos. A IFBB organiza inclusive, um campeonato só de estreantes, para pessoas que estão subindo ao palco pela primeira vez na vida.

Mas isso de forma alguma quer dizer que o caminho será fácil. Veja algumas dicas para que você possa se tornar um fisiculturista!

Treine!

Antes de pensar em subir no palco, você precisa de 2, 3 anos de treino certo para ter um corpo apresentável. Algumas pessoas tem uma genética melhor e conseguem em menos tempo. É lógico que cada categoria tem suas especificidades. Uma biquíni consegue se preparar muito mais rápido do que um fisiculturista clássico. Mas de qualquer forma, você precisa de bagagem de treino e um mínimo de maturidade muscular.

Por isso, se o seu objetivo é vir a se tornar um fisiculturista, comece pelo básico, treinando forte e buscando uma preparação de médio a longo prazo.

Ajuste sua dieta

A dieta é o ponto chave que separa um grande fisiculturista, daquele que não se destaca. Diferentemente de uma pessoa que não compete, em muitas fases, não pode se dar ao luxo de dar uma “escapada”. Principalmente nas fases pré-competição, é fundamental que ele se mantenha focado e busque manter 100% do que foi planejado.

Por isso, se você quer ser um grande fisiculturista, precisa desde o primeiro momento, se adaptar as dietas. Elas farão parte de sua rotina e de sua vida.

Planeje bem cada etapa

Aqui não estamos falando da periodização, mas sim, do tempo que você levará até ter um físico que se destaque nas competições. Imagine que você já treina, mas não para fins competitivos, mas quer competir em um ou dois anos. É fundamental que você faça um planejamento, de aumento de massa muscular, definição e principalmente, busque ajuda para resolver problemas de seu físico.

Esta fase de preparação é a base para que você tenha melhores resultados no futuro!

Sua rotina precisará ser modificada

Não ache que a vida de um fisiculturista é fácil. Se sua rotina é corrida, você estuda, trabalha e tem obrigações, pense que terá que encaixar tudo isso de forma que não prejudique seu desempenho. Treinar é muitas vezes, a parte mais fácil.

Montar suas refeições, descansar o necessário e se preparar leva tempo e exige muito do atleta. Isso não quer dizer que seja impossível. De forma nenhuma. Mas você precisará ajustar sua rotina para ter bons resultados.

Procure ajuda profissional

O mundo do Bodybuilding tem inúmeros detalhes que podem fazer toda a diferença no resultado em cima do palco.
Por isso, procure a ajuda de um bom profissional. Ou melhor, mais de um se possível. Mas pelo menos um treinador que tenha experiência neste sentido e um bom nutricionista. Sem a ajuda destes dois profissionais, em algum momento você terá dificuldades.

Mesmo que você esteja começando e pense em competir apenas em alguns anos, é interessante ter esta ajuda desde o primeiro momento.

O fisiculturismo é um esporte fascinante. É um desafio muito grande, do atleta contra as limitações de seu corpo, na busca pelo físico perfeito. Bons treinos!

Gostou desse artigo sobre o Bodybuilding?

Então não deixe de comentar logo abaixo e compartilhe com seus amigos nas redes sociais, para eles entenderem mais sobre o fisiculturismo a sua história repleta de grandes representantes, e para que o bodybuilding seja cada vez mais respeitado e se afaste de uma vez daquela visão marginalizada do passado.

Bodybuilding/Fisiculturismo – O que é, Sua história e Categorias
5 (100%) 1 vote

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de