fbpx
Exercícios em CasaTreino de Pernas

8 Exercícios com o peso corporal para “trincar” as pernas

Os exercícios com peso corporal, os chamados calistênicos, são muito interessantes para determinados contextos. Veja neste artigo, os principais exercícios com o peso corporal para “trincar” as pernas.

Pernas trincadas - Exercícios

Whey Protein Growth Supplements

O treino de pernas, de uma forma geral, pode ser feito com estímulos variados. Engana-se quem pensa que apenas com o treino tradicional, dentro da academia, é que podemos ter resultados.

Existem possibilidades que vão literalmente, “trincar” suas pernas, melhorando os processos hipertróficos, bem como a definição muscular.

Mas para isso, precisamos de exercícios adequados. E quando não temos os equipamentos necessários, não é possível treinar? É sim, com os exercícios que se baseiam no peso corporal apenas, os chamados calistênicos.

O que precisamos neste caso, é apenas de um controle mais adequado das cargas, alguns ajustes nas execuções e um treino com a carga total adequada. Pronto, teremos um treino de alta qualidade.

Selecionamos alguns movimentos que podem ser usados e que te trarão um excelente resultado!

Exercícios com o peso corporal. Trincando suas pernas!

1. Agachamento com descida lenta

O mais básico de todos, não poderia faltar aqui. O agachamento livre é o movimento mais funcional e básico que você pode ter em seu treino de pernas, usando apenas o peso do corpo.

Antes de falar um pouco mais sobre ele, veja este vídeo de execução:

Como consigo ter um treino completo para todo o corpo?

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Quer  ter resultados de verdade  treinando em qualquer lugar?

Esse exercício acima está dentro do programa TM90 do Treino Mestre, com treinos para casa, academia ou em qualquer lugar. Um programa completo que irá promover a mudança que seu corpo precisa em 90 dias! Clique aqui para conhecer o programa TM90.


Um dos maiores erros de quem usa o agachamento livre para seu treino com peso corporal, é deixar a qualidade de execução em segundo plano.

Não ter uma carga externa, de forma alguma significa que você não deva priorizar a qualidade. Mantenha o controle de movimento, cadência e amplitude.

Isso fará com que o movimento seja muito mais efetivo e traga resultados muito melhores!

Para potencializar o efeito da carga neste movimento, você pode usar diferentes cadências (movimentos mais rápidos ou mais lentos, como no vídeo acima, ou até mesmo, alternando-os).

Outra possibilidade, é usar diferentes amplitudes, alternando-as. Por exemplo, faça o movimento completo, seguido de um mais “curto”.


2. Avanço com passada

Se o agachamento é básico, o avanço também está neste time! Um movimento básico e de execução um pouco mais fácil do que o agachamento. Veja neste vídeo a execução:

Creatina Growth Supplements

Ainda não se inscreveu no canal do Treino Mestre no Youtube para a´companhar as dicas com os melhores exercícios ? Clique aqui para se inscrever.

Algumas possibilidades de potencializar o movimento são usar ele apenas para um lado e depois, para o outro, ou “andar” em uma subida.

Isso fará com que haja uma maior sobrecarga muscular e consequentemente, melhores resultados. Sempre priorizando a boa execução!


3. Agachamento  Búlgaro

Para  praticantes mais avançados ,  já que exige técnica e equilíbrio na execução, o agachamento Búlgaro pode ser feito apenas com o peso do corpo e em qualquer lugar, tendo apenas um banco ou um apoio  firme.

Veja sua execução correta no vídeo abaixo:

4. Sissy squat

Um exercício um tanto polêmico. Algumas pessoas o condenam, mas ele é totalmente seguro e altamente efetivo, quando feito da forma e no cenário adequado.

Veja neste vídeo a sua execução:

Perceba que este é um movimento um pouco diferente dos exercícios tradicionais. O enfoque deste movimento é nos quadríceps, dada a estrutura articular envolvida.

Além disso, este é um movimento que deve ser feito com cuidado, principalmente por pessoas com tendência a condromalácia patelar.

Pessoas que já possuam um quadro instalado de condromalácia, devem fazer este movimento com cuidado redobrado e na maioria dos casos, devem evitar este movimento.


5. Stiff unilateral

Se você observar, os movimentos aqui citados até agora têm como motor primário o quadríceps. Mas e os isquiotibiais, como ficam? Uma das melhores possibilidades de trabalho, quando pensamos no peso do corpo, é o stiff unilateral. Isso, devido ao fato que temos um movimento mais amplo.

No vídeo abaixo, temos a execução correta. Perceba que ele é feito, no vídeo, com carga. Mas você pode fazê-lo sem o implemento de peso.

As vantagens do stiff unilateral, é que ele reduz a incidência de retroversão pélvica. Neste sentido, ele é um excelente movimento, mesmo para alguns iniciantes.

Depois de um certo nível de treinamento, é possível usar o stiff tradicional, mesmo sem uma carga externa.

Adequar a velocidade e amplitude do movimento, em ambos os casos, ajuda a otimizar os estímulos.

Leia também => 10 exercícios para engrossar pernas e coxas (com vídeo)


6. Agachamento com salto

Um exercício que se enquadra na categoria dos pliométricos.

O agachamento com salto é muito interessante na hora de potencializar a intensidade do treino para “trincar” as pernas.

Basicamente, ele é igual ao agachamento tradicional, com uma pequena diferença. A fase concêntrica deste movimento é feita de forma mais rápida e no final, temos um salto.

Com isso, temos uma fase excêntrica com mais carga, para “frear” o movimento e uma concêntrica mais acelerada, o que ajuda no estímulo. Veja como deve ser sua execução neste vídeo:

É muito importante tomar o máximo de cuidado com este movimento, principalmente se você for um iniciante. Neste caso, o mais indicado é melhorar a mecânica do movimento, para depois usar esta variação.

Veja sua execução:


7. Subida no caixote

Este é um movimento com forte trabalho muscular não apenas das pernas, mas do glúteo também.

Ele pode ser feito em um banco, cadeira ou caixote. Veja no vídeo como deve ser a execução:

Da maneira como ele está sendo executado no vídeo, temos um estimulo mais intenso nos glúteos.

Caso queira otimizar o trabalho das coxas, mantenha a perna que se apoia no chão, mais perto do caixote.

Com isso, reduzimos um pouco a angulação da flexão e extensão de quadril e aumentamos estes movimentos nos joelhos. Com isso, temos uma maior sobrecarga nos quadríceps.


8. Flexão plantar

Um dos grandes erros que algumas pessoas cometem quando fazem um treino com o peso do corpo para as pernas, é não treinar as panturrilhas. Elas ajudaram a melhorar a questão estética e também a funcional de suas pernas.

Neste caso, o ideal é usar movimentos simples, como a flexão plantar, apresentada neste vídeo:

Estes são alguns dos movimentos mais comuns e eficientes para “trincar” suas pernas. Eles devem ser feitos da forma correta, com a devida progressão de intensidade.

Como eles são feitos sem uma carga externa (peso), é preciso ajustar algumas variáveis.

Leia também => 5 exercícios para deixar seu bumbum durinho e empinado

As variáveis mais fáceis de serem manipuladas neste caso são o volume total de repetições, de séries, a ordem dos exercícios, intervalos de descanso, cadência e amplitude dos movimentos.

Sempre lembrando que é fundamental que você treine com uma periodização adequada! Bons treinos!

Clique para conhecer

Sandro Lenzi

CREF: 22643-G/SC Profissional de educação física apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. Quer ter um treino personalizado? clique aqui.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar