Página Inicial » Lutas » Preparação física para lutadores, aspectos práticos

Preparação física para lutadores, aspectos práticos

Independentemente se o lutador é profissional ou amador, a preparação física é de extrema importância. Veja neste artigo, alguns aspectos práticos desta preparação.

Um velho ditado do boxe diz que o melhor lutador não é o que bate mais forte, mas sim o que aguenta mais pancadas. Muito usado em discursos motivacionais, este ditado deixa intrínseca a importância de uma boa preparação física, para que o lutador possa de fato, conseguir o êxito em seus combates.

Mas como as lutas são esportes considerados acíclicos e de tarefas abertas, ou seja, não são previsíveis e dependem de uma série de fatores, a preparação física não é nem um pouco fácil de ser executada.

Preparação física para lutadores

Diversos aspectos precisam ser levados em conta, para que o lutador possa atingir o auge de seu desempenho físico no momento planejado. Pensando nisso, nós do Treino Mestre selecionamos alguns aspectos bastante práticos da preparação física para lutadores!

Preparação física para lutadores na prática!

1° Não se esqueça da especificidade:
este é provavelmente o item mais importante de qualquer preparação física. Cada luta tem aspectos muito específicos, que são determinantes para o sucesso do lutador. Alguém que lute judô, precisa de aspectos que um lutador de boxe não necessita e vice-versa. Por isso, antes mesmo de pensar em termos de preparação física, precisamos eleger as prioridades a serem trabalhadas, de acordo com a especificidade de cada luta.

No caso de lutadores de MMA, que tem uma gama de solicitações muito maior, a preparação física precisa focar nas potencialidades de cada atleta. Quer um exemplo? Um lutador de boxe precisa de potência de soco, já um judoca precisa de muito mais potência nos movimentos de puxada e de giro de tronco. Isso tudo precisa ser pensado na preparação física.

2° Foco nas vias energéticas:
se você é um lutador de Muay-Thai, que é um esporte altamente anaeróbico, precisa de uma base de resistência para esta especificidade. Como praticamente todas as lutas se caracterizam pela prevalência da potência e consequentemente da resistência anaeróbica, este precisa ser o foco da preparação física.
Isso não significa que um lutador não precise de condicionamento aeróbico, pois no contexto da luta toda, esta qualidade física é fundamental. Mas de maneira geral, os exercícios e treinamentos precisam ser direcionados para este objetivo!

3° Prefira exercícios amplos:
Durante algum tempo, a preparação física foi segmentada, com exercícios altamente específicos para determinados grupamentos musculares. Porém, o resultado não era nem de perto o esperado. Com isso, diversas metodologias foram criadas, baseadas em movimentos amplos, com base nas lutas. Por exemplo, um exercício que envolva agachamentos, giros de tronco e saltos, é mais interessante do que um exercício monoarticular (cadeira extensora, por exemplo).

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Assim, a preparação física já acontece dentro da especificidade da luta. Uma modalidade que vem ganhando muito espaço na preparação física de lutadores é o Cross Combat, desenvolvido pelo professor Alex Souto Maior:


Além disso, o treinamento funcional e o Crossfit, quando prescritos de acordo com esta necessidade, também são muito interessantes para a preparação física de lutadores.

4° Periodização é fundamental:
É comum vermos lutadores que iniciam sua preparação com exercícios que deveriam ser usados somente na fase específica de treino. É fundamental manter uma periodização bem feita, para que seja possível atingir melhores desempenhos e previna-se lesões. Por isso, fazer uma boa base inicial, seguida de um período específico é o ideal para uma boa preparação física.

Leia também: Nutrição – Dieta e suplementação para lutadores

5° Integre seus treinos:
A velha separação entre treino físico e treino técnico não é mais muito usada. Hoje, sabe-se que a integração nos treinos melhora consideravelmente o desempenho. Por exemplo, ao realizar um treino de técnica de muay-thay, já é possível trabalhar com a resistência específica desta luta, através de exercícios pensados de acordo com este objetivo. Assim, melhora-se a técnica já com a preparação física inserida, o que dá uma intensidade interessante para o treino.

6° Planeje o descanso:
Talvez o erro mais comum na preparação física de lutadores seja justamente a questão do descanso. Pela grande solicitação de técnica e de treinos mais longos, muitas vezes estes atletas entram em estado de overtraining. A solução para isso é tomar cuidado com os períodos de descanso e integrar os treinamentos, para que seja possível potencializar os efeitos de cada sessão. Além disso, a base bem feita também ajuda a melhorar este item.

Estas dicas são mais generalistas e se adéquam a qualquer lutador, de qualquer luta. É lógico que cada modalidade tem suas especificidades, mas para uma preparação física bem montada, busque a ajuda de um bom profissional de educação física! Bons treinos!

Leia também

Musculação para lutadores de Jiu-Jitsu (5 aspectos práticos)

A prática de Jiu-jitsu vem crescendo muito no Brasil e no mundo. Com isso, a …

O que diferencia Ronda Rousey como atleta?

Os últimos dias foram de uma grande empolgação em torno das qualidades atléticas da atleta …

  1. Mauricio Dias de Jesud

    Bom dia, participei do curso Prepaçao Fisica para Lutadores realizado dia 09 desse mes e ano na Arena Fonte Nova Salvdor Bahia promovido pela Fitness Brasil tendo como palestrante o Professor Emerson Franchini, gostaria muito que voces mandassem mais conteudo para meu e-mail, de preferencia voltado um pouco mais para o boxe, agradeço desde ja.

  2. muito legal meu pai da aula de boxe mas nunca vi eu ter tanto interesse neste assunto dou noto mil para esta pagina do seu site.

  3. Adorei o treino, parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!