fbpx
Página Inicial » Saúde » Ginkgo Biloba: Para que serve, 16 Benefícios e Como tomar
Ginkgo Biloba
Tire todas as dúvidas antes de tomar o ginkgo biloba e evite cometer erros.

Ginkgo Biloba: Para que serve, 16 Benefícios e Como tomar

Provavelmente, você já ouviu falar do Ginkgo biloba, principalmente em propagandas na televisão, mas você sabe para que serve o Ginkgo Biloba?

Atualmente, é muito vendido em cápsulas, para diversos fins. Porém, a planta é antiga e carrega uma bela história. Saiba tudo agora!

Índice – O que você irá ver nesse artigo sobre o Ginkgo biloba:

O que é?

De origem chinesa, o Ginkgo biloba é uma árvore considerada um fóssil vivo, existente há mais de 150 milhões de anos.

 Por muito tempo, foi considerada extinta, mas, posteriormente foi encontrada na província chinesa de Zhejiang.

É considerada símbolo de paz e longevidade pois sobreviveu às bombas nucleares em Hiroshima, despertando, então, o interesse de pesquisadores.

Hoje, ela existe em todo o planeta e no Brasil há diversos exemplares.

A árvore do Ginkgo biloba é considerada caduca, ou seja, perde todas as suas folhas durante o inverno.

 São árvores altas, chegando a atingir até 40 metros. É rica em flavonoides e terpenoides, possuindo forte ação anti-inflamatória e antioxidante.

Neste texto, você verá seus principais benefícios para saúde, recomendações, possíveis efeitos colaterais e posologia.

16 benefícios do Ginkgo biloba

Uma das propriedades do Ginkgo biloba é a de intensificar a memória, da atenção, vertigens e para a recuperação de problemas vasculares.

Veja abaixo para que serve o Ginkgo biloba e os benefícios dessa planta.

1. Ajuda na melhora da memória e da concentração:

O Ginkgo biloba consegue melhorar a circulação de sangue no cérebro, melhorando o seu nível de oxigênio em diversas áreas do corpo, facilitando, assim, o aumento da concentração e da energia.

Além disso, possui poder anti-inflamatório e antioxidante evitando o cansaço mental, reduzindo inflamações e combatendo doenças degenerativas.

2. Previne o Alzheimer:

Continuando o item acima, o Ginkgo biloba é um grande ajudante na prevenção do Alzheimer ao possuir enzimas que ativam um neurotransmissor chamado acetilcolina, que atua no hipocampo, a sede da memória.

A planta ajuda a potencializar a atuação do cérebro, fazendo com que haja maior absorção da acetilcolina, protegendo contra doenças que atingem as funções neurológicas como o Alzheimer e a demência.

3. Alivia os sintomas do Parkinson:

Acredita-se que é a falta de dopamina seja a responsável pelos tremores, falta de coordenação muscular, característicos do Parkinson.

Os nutrientes fornecidos pelo Ginkgo biloba, aumenta a circulação do sangue e de enzimas que sintetizam a dopamina, prevenindo a doença.

Leia também: Ginseng, alivia o estresse e faz bem para o coração

4. Ajuda na ansiedade e na depressão:

Quando o corpo possui níveis elevados de cortisol e adrenalina, isso gera um alto grau de estresse.

O uso do Ginkgo biloba melhora a capacidade do corpo de equilibrar essa situação, ajudando assim, que sofre de Transtorno de Ansiedade Generalizada, depressão, síndrome do pânico e outros transtornos psicológicos.

5. Alivia a TPM:

Atuando no equilíbrio hormonal, o Ginkgo biloba ajuda as mulheres que sofrem no período do ciclo menstrual, com cólicas, alteração de humor e inchaço.

6. Melhora a saúde dos olhos:

Como o Ginkgo biloba melhora a circulação sanguínea e elimina os radicais livres do corpo, ele ajuda a evitar danos na córnea e retina, preservando a visão por mais tempo, principalmente para quem tem glaucoma ou outros tipos de degeneração ocular.

7. Aumenta a libido:

O Ginkgo biloba atua no aumento da circulação sanguínea e do equilíbrio hormonal. Essas condições ajudam a levar mais sangue na região genital masculina, melhorando os sintomas de disfunção erétil e impotência.

8. Alivia a claudicação intermitente:

A claudicação intermitente é uma condição em que as células musculares têm problemas para receber oxigênio e começa a acumular ácido lático nas pernas, causando fortes dores.

Com o uso do Ginkgo biloba, a circulação de sangue e oxigênio são equilibradas, aliviando os sintomas desse transtorno.

9. Ajuda na perda de peso:

Algumas teorias acredita, que o Gingko biloba ajuda no emagrecimento.

Isso porque ele tem um alto teor de flavonoides e de terpenoides ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo e a oxigenação, que combinado com exercícios cardiovasculares, aceleram o metabolismo.

10. Diminui o risco de trombose:

Outro poder do Ginkgo biloba é a inibição de agregação de plaquetas (PAF), que diminui a viscosidade do sangue, que causam, assim, a trombose.

11. Possui ação antioxidante:

Como dito anteriormente, o Ginkgo biloba possui compostos de ação antioxidante, protegendo as células sadias, reduzindo os danos causados por radicais livres como o envelhecimento celular.

12. É um protetor solar natural:

Como a ação antioxidante do Ginkgo biloba protege as células sadias da pele, seu extrato é utilizado na composição de protetores solares.

13. Ajuda na saúde do coração:

Como parte da ação da melhora da circulação sanguínea, o Ginkgo biloba diminui a pressão arterial e evita a formação de coágulos sanguíneos, pressionando menos o trabalho do coração, facilitando o seu funcionamento, diminuindo as chances de um infarto.

14. Previne a perda de cabelo:

O Ginkgo biloba mostrou ser muito benéfico na prevenção da calvície, pois ele repara o sistema circulatório e melhora no fluxo sanguíneo significativamente, restaurando as células capilares.  

15. Ajuda no crescimento do cabelo:

Além de prevenir a queda de cabelo, o Ginkgo biloba mostrou-se um forte aliado para o crescimento de cabelo, sendo muito usado em tratamentos capilares, juntamente com óleo de coco e de semente de uva.

16. Combate fibromialgia

Alguns estudos descobriram que a suplementação com CoQ10 e ginkgo juntos melhoraram a qualidade de vida para pessoas diagnosticadas com fibromialgia, uma desordem do sistema nervoso.

fibromialgia é uma dor muscular generalizada tipicamente acompanhada pela fadiga, dores de cabeça, e dificuldade com o sono, ansiedade e depressão. Ginkgo biloba pode ser usada como um tratamento natural para fibromialgia.

Como tomar o Ginkgo biloba?

É sempre recomendável que se procure um auxílio médico para tomar o Ginkgo biloba.

Dosagem recomendada

A indicação é tomar de 80 mg a 240 mg por dia, obtendo maiores efeitos ao tomar 120 mg.

Para evitar transtornos gástricos, a sugestão é tomar durante as principais refeições, até 3 vezes ao dia.

Qual é o preço?  E a bula? Onde compro?

O preço médio é de R$30,00 pela caixa de 30 cápsulas de 80 mg até R$100,00 por embalagem de 240 cápsulas de 60 mg cada.

Clicando no banner abaixo você poderá consultar a bula completa do Ginkgo biloba e comprar pelo menor preço e direto de uma farmácia de confiança e nossa parceira há muitos anos. 

Não engorda

O Ginkgo biloba não engorda, pois não contém grandes calorias nem componentes que favoreçam o ganho de peso.

Quais são efeitos colaterais?

O Ginkgo biloba não pode ser usado para quem já toma medicamentos que afinam o sangue, como o AAS, pois pode causar sangramentos e até hemorragia.

Outros efeitos colaterais que podem ser apresentados são:

  •  dores de cabeça,
  • alergias na pele,
  • enjoos,
  • palpitações,
  • queda de pressão arterial,
  • diminuição de insulina no sangue
  •  constipação.

Quem não pode tomar?

O produto não pode ser ingerido por crianças menores de 12 anos, grávidas, mulheres que estejam em fase de amamentação e pessoas com risco de hemorragia ou com alguma hemorragia ativa.

  Referências:

Ginkgo Biloba: Para que serve, 16 Benefícios e Como tomar
4 (80%) 3 votes

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de