Página Inicial » Treinos » Cadeira adutora, como utilizar corretamente em seu treino?

Cadeira adutora, como utilizar corretamente em seu treino?

A cadeira adutora é um exercício muito importante para o treino de coxas. Veja agora sua execução correta e dicas para potencializar os resultados.

cadeira adutora

Dentro do contexto do treino de coxas, a cadeira adutora é um exercício que apresenta poucas variações e no geral, por praticidade, ela acaba sempre sendo a escolhida. Afinal, os músculos que são trabalhados por ela, são fundamentais não apenas para fins estéticos, mas também funcionais. Neste contexto, a cadeira adutora é um movimento fundamental para o treino de coxas.

Vamos falar agora, um pouco mais sobre a sua execução!

Execução correta e músculos trabalhados na cadeira adutora

Por ser um exercício feito em aparelho, não há grandes possibilidades de variação dentro de sua execução. Os músculos trabalhados com a cadeira adutora são:

– Grácil;

– Pectíneo;

– Adutor Longo;

– Adutor Curto;

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

– Adutor Magno.

De forma geral, estes músculos são todos menores e tem menor potencial de torque. Por isso, é totalmente natural que a carga da cadeira adutora, seja muito menor. Isso é algo que devemos ter um certo cuidado, para não exagerar.

Quanto a execução, veja como ela deve ser feita, neste vídeo:

Não há grandes segredos no que se refere a execução adequada da cadeira adutora. Porém, é importante atentar a alguns fatores:

– Posicionamento correto do quadril:

Para que haja um trabalho mais adequado dos músculos adutores, o quadril deve estar fletido em um ângulo de aproximadamente 90 graus, no caso da cadeira adutora. Isso, vai facilitar o trabalho muscular e dar mais conforto ao executante.

– Posicionamento correto dos joelhos:

Você precisa de um ângulo de 90 graus de joelho, durante toda a execução. Por isso, é fundamental adaptar a cadeira adutora para que você possa executar corretamente este movimento. O joelho em flexão maior ou menor de 90°, torna o movimento menos eficiente e coloca em risco a articulação.

– Amplitude grande, mas com controle:

É fundamental que a adução seja ampla, com a amplitude adequada. Porém, tome cuidado para não elevar demais essa amplitude. Uma amplitude muito elevada, além da capacidade articular, pode causar lesões e prejudicar os resultados.

No geral, o exercício de cadeira adutora é simples e pode ser executado apenas tomando estes pequenos cuidados.

Apesar de simples, este é um exercício fundamental para a sua funcionalidade, para o desempenho e hipertrofia da região das coxas e para a estética e forma das mesmas.

Leia também => Cadeira abdutora, como usá-la da melhor forma em seu treino?

Importância da cadeira adutora em seu treino

Diferentemente do que acontece na maioria dos outros exercícios para coxas, a cadeira extensora tem um aspecto muito mais funcional. Os músculos trabalhados neste movimento, são todos inseridos no fêmur. Mas o que muda?

Músculos que são inseridos diretamente nos ossos, tem um problema. Eles têm um potencial maior de serem rompidos. Isso, por que os músculos que são inseridos diretamente nos ossos, têm menos área de apoio. Desta maneira, a cadeira adutora é um exercício que, antes de tudo, é fundamental para a manutenção da funcionalidade.

Muitas lesões acontecem, por falta de fortalecimento neste músculo. Mesmo em exercícios como agachamento ou levantamento terra, eles são solicitados para a estabilização.

Caso não haja um fortalecimento adequado, através da cadeira adutora, há sérios riscos de lesão em exercícios mais intensos.

Por isso, dentro de sua estrutura de treino é fundamental utilizar a cadeira adutora, de forma regular, para fortalecer estes músculos.

Como usar a cadeira adutora em meu treino?

Muitas pessoas afirmam que não fazem a cadeira adutora em seu treino, pois usam o agachamento ou levantamento terra sumô. Estes movimentos até tem uma maior solicitação muscular específica para os adutores, mas não é o suficiente.

Os músculos adutores precisam de uma solicitação mais dinâmica. Neste sentido, dentro de sua periodização, pelo menos no período básico, é fundamental ter um bom trabalho com a cadeira adutora.

Leia também => 10 exercícios para engrossar pernas e coxas (com vídeo)

No que se refere ao momento em que iremos usar ela, isso pode variar bastante. Por ser um movimento muito mais controlado e sem grandes músculos envolvidos, é comum que utilizemos ele ao final do treino de coxas. Porém, em casos mais específicos, ele até pode ser inserido no início do treino de coxas.

Utilizar da forma adequada, a cadeira adutora, é fundamental para ter uma coxa mais bonita e principalmente, para evitar lesões. Sempre treine com a adequada orientação profissional! Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Treino de pernas e ombros para iniciantes, dicas práticas

A divisão de treino de pernas e ombros para iniciantes é uma alternativa bastante interessante …

Treino de peito e tríceps para iniciantes, dicas importantes!

O treino de peito e tríceps para iniciantes tem determinadas particularidades, que precisam ser levadas …

  1. Excelente publicações. Muito importante para nós que praticamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!