Página Inicial » Treinos » Funcional » A importância do treino de potência para idosos

A importância do treino de potência para idosos

O treinamento de força para idosos é primordial para a manutenção da saúde e da funcionalidade. Mas e o treino de potência, é importante? Veja neste artigo!

treino de potência para idosos

Idosos caminhando pela manhã no parque. Cena comum, não é? Afinal, para idosos, o que importa é o condicionamento aeróbico, certo? Não! Idosos apresentam uma perda considerável de massa muscular e consequentemente, de força. Neste caso, se não houver um trabalho paralelo, de aumento de força e consequentemente, de potência, teremos redução da funcionalidade.

Neste caso, o treino específico de potência, é importante para idosos?

Entendendo por que idosos precisam de treinamento de força

Neste texto, você verá, em alguns momentos a nomenclatura treinamento de força, em outros, treinamento de potência. Ambas são complementares, mas diferentes. Para ter um desenvolvimento de potência, precisamos de um aumento de força. Afinal, potência é uma grandeza física, dada pela equação: P= F (força) x V (velocidade).

Desta maneira, para termos uma melhora no contexto da potência, precisamos de um aumento de força. Caso contrário, teremos uma falta destes elementos e um resultado abaixo do esperado.

Leia também:

Musculação para idosos, o que a ciência de fato diz? (7 dicas importantes)

Importância da potência na melhora da funcionalidade

No geral, nas atividades do dia a dia, dissociar força de potência é difícil. Porém, grande parte das atividades, como levantar de uma cadeira, ou mesmo da cama, exige um certo nível de potência muscular.

Além disso, pessoas com baixos níveis de potência muscular acabam ficando mais suscetíveis a quedas, pois a resposta motora sempre é menor e mais lenta.

Quando falamos em idosos, isso é ainda mais claro e evidente. Quanto mais lento forem as reações motoras, mais suscetível ele estará a quedas e outras situações que podem comprometer sua saúde.

Além disso, uma pessoa com baixa potência muscular, acaba tendo menos resistência e força, já que estes estão interligados.

Por isso, o treinamento de potência deve ser trabalhado de diferentes formas, para fazer com que o idoso seja mais saudável e principalmente, mais funcional.

Como deve ser feito o treinamento de potência em idosos

O primeiro ponto que precisamos entender, é que o treinamento para idosos tem inúmeras particularidades. O que tem vem a cabeça quando pensamos em treinamento de potência? Saltos, repetições rápidas? Se sim, esqueça isso na hora de pensar no treinamento para idosos.

No geral, o treinamento para idosos, quando o tema é potência, deve primeiramente, ser precedido de:

1- Aumento de força máxima;

2- Melhora das capacidades motoras;

3- Controle neuromuscular mais apurado.

Caso isso não seja feito, não temos como trabalhar com potência muscular nos idosos.

Estando respeitado este ciclo, o treinamento de potência deve ser feito da seguinte forma:

1- Inicia-se aumentando levemente a velocidade dos movimentos

Se o idoso treina com uma cadência de 1 a 2 segundos em cada fase do movimento (concêntrica e excêntrica), aumentamos a velocidade apenas na concêntrica.

Mas não durante toda a fase. O que se faz, para evitar descontrole muscular e possíveis impactos desnecessários, é aumentar a velocidade apenas na primeira metade do movimento.

Desta maneira, não será necessário um estímulo de “frenagem” do movimento, que em alguns casos, pode ser altamente lesivo.

2- Trabalhe primeiro com movimentos multiarticulares

Como o objetivo do trabalho de potência muscular para idosos é específico para funcionalidade, o ideal é trabalhar com movimentos multiarticulares. Primeiramente, por que eles geram adaptações mais específicas para a funcionalidade.

Segundo, que eles envolvem mais músculos e mais articulações, o que vai proteger as estruturas de movimentos mais abruptos.

3- Prefira movimentos de cadeia cinética fechada

De forma geral (não é regra), a cadeia cinética fechada é melhor para melhora da funcionalidade. Desta maneira, no caso do treinamento de potência, a cadeia cinética fechada é mais fácil de ser executada e trará melhores resultados.

Melhorar força e potência de idosos é fundamental para que eles sejam mais funcionais e muito mais saudáveis. Para isso, é necessário um treinamento individualizado e com acompanhamento de um bom profissional.

Bons treinos!

A importância do treino de potência para idosos
Avalie este artigo

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. CREF: 22643-G/SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend