fbpx
Pesquisar

Exercício Face Pull: Fortalece e ajuda corrigir problemas posturais

O exercício face pull além de hipertrofiar a musculatura do deltoide e trapézio, também pode auxiliar na correção de problemas posturais. Veja a execução e como fazer corretamente em vídeo.

No mundo da musculação alguns exercícios são conhecidos por todos os praticantes, como o supino, rosca direta e agachamento, por exemplo.

Porém, há vários exercícios que passam despercebidos para grande parte do público nas academias, sendo que muitas vezes, estes exercícios esquecidos podem ser de grande importância para melhorar os resultados do treino.

Assim acontece com o exercício face pull e neste artigo será abordado a importância deste exercício, grupos musculares trabalhados, execução,cuidados e contra indicações, assim como técnicas para potencializar o seu efeito.

O que é o face pull?

O face pull é um exercício muito útil para o fortalecimento de músculos da região dorsal e uma boa ferramenta para corrigir problemas posturais causados pelo desequilíbrio entre os músculos do peitoral e das costas.

Apesar de não ser muito difundido nas academias, atletas de diferentes modalidades, como powerlifters, o utilizam, pois o face pull contribui para o aumento do desempenho no seu programa de treinamento.

Músculos trabalhados

face pull exercício

Os principais músculos trabalhados durante a execução deste exercício são:

  • O trapézio, principalmente a porção média;
  • Deltoide (região posterior);
  • Rombóides;
  • Manguito rotador.

Execução Correta – Como fazer

Para poder aproveitar os principais benefícios que o face pull pode trazer, como fortalecer os músculos do trapézio, promovendo hipertrofia e também a melhora na postura é necessário compreender a maneira correta de realizá-lo.

Sendo assim, será mostrado abaixo um passo a passo de como efetuar o exercício.

1. Em primeiro lugar é necessário ajustar a polia do cross over mais ou menos na altura do peito.

2. Ajustar uma corda na polia.

3. Segurar a corda e puxá-la na direção dos olhos e depois contrair ao máximo o trapézio, aduzindo ao máximo as escapulas, lembrando sempre de manter os cotovelos na altura dos ombros.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

4. Retornar lentamente a posição inicial e repetir o processo pelo número de vezes estipulado anteriormente.

Cuidados e contra indicações

Apesar do face pull ser um excelente exercício com diversos benefícios, são necessários alguns cuidados para poder obter o máximo de eficiência deste exercício sem arriscar uma lesão.

Sendo assim, algumas precauções necessitam ser tomadas com o exercício, como por exemplo:

Não exagerar na carga

  Um dos erros mais comuns e que além de atrapalhar no desempenho do treino, também pode levar a lesões é colocar uma carga além da capacidade para efetuar um exercício.

Sendo assim,o face pull não é um exercício, no qual se utiliza uma carga tão grande, pois aumenta os riscos de lesão no ombro, além de prejudicar completamente a execução do exercício.

A técnica é prioridade

 Prestar atenção a postura e execução do exercício são a principal prioridade durante o treino, pois dessa forma se consegue um trabalho muscular mais eficiente, diminuindo os riscos de lesão.

Por mais que seja benéfico o exercício, em alguns casos, pessoas que possuam algum tipo de lesão no ombro devem ter cuidado ao realizá-lo, pois podem comprometer ainda mais a região.

Procurar um médico ao sentir dores ou desconfortos é importante para evitar agravar algum tipo de lesão.

Antes de iniciar qualquer exercício também é importante consultar um profissional de Educação Física, para que este avalie a melhor rotina de treino para cada pessoa.

Potencializando o exercício

Os praticantes de musculação mais avançados, aqueles que possuem mais experiência e grau de condicionamento, por muitas vezes incluem alguns métodos ou técnicas com a finalidade de intensificar o treino.

Com o face pull não é diferente e dessa forma, alguns exemplos de técnicas que podem ser aplicadas a este exercício serão mencionadas abaixo:

Dropset

Nesta técnica, o exercício será efetuado até chegar a exaustão, logo depois, sem descanso, a carga será reduzida, para depois efetuar mais repetições até nova falha concêntrica.

O drop set é muito importante por levar os músculos além da falha muscular e induzir a hipertrofia por meio de acúmulo de metabólitos, porém, deve ser utilizada de forma inteligente e planejada no treino.

Rest pause

 Neste exemplo de técnica de alta intensidade são realizadas um número de repetições até chegar a falha concêntrica ou próximo dela.

Logo depois, após um pequeno tempo de intervalo (entre 5 e 15 segundos), são efetuadas novamente mais repetições e o processo se repete até alcançar o número de repetições estipulado previamente.

Superslow

 O objetivo desta técnica é aumentar o tempo sob tensão no músculo, promovendo um maior estímulo para hipertrofia.

Nesta técnica, as repetições são realizadas com um cadencia maior para poder intensificar ainda mais o trabalho no grupo muscular alvo.

Concluindo

O face pull é um exercício, que ao ser inserido de forma correta no treino auxilia no fortalecimento dos músculos posteriores do ombro, trapézio e rombóides, promovendo uma melhor postura e saúde do ombro.

Porém, para poder ter melhores benefícios utilizando o exercício é necessário prestar atenção a execução e a postura ao efetuar o face pull.

Dessa forma, antes de iniciar ou incluir qualquer exercício é necessário consultar um profissional de Educação Física, para poder obter maiores benefícios e diminuir o risco de lesões nos treinos.

Bons treinos!   

Sobre Victor Hugo Rocha Ferreira de Oliveira

Professor de Educação Física formado em licenciatura pela UNIME e Bacharel pela FSBA. CREF: 010586-G/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *