Página Inicial » Saúde » Vitamina B2 (Riboflavina) – Sua importância para o funcionamento do corpo

Vitamina B2 (Riboflavina) – Sua importância para o funcionamento do corpo

Saiba para que serve a vitamina B2 (riboflavina) seus benefícios para o organismo, e o que pode causar sua deficiência e também o consumo em excesso.

Vitamina B2 - Riboflavina

 

A vitamina B2 ou riboflavina é a antiga vitamina G. Essa vitamina é muito importante para o funcionamento do corpo, especialmente para aqueles que praticam atividade física. A vitamina B2 atua diretamente no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras. Também é muito importante para outras partes do corpo como o cabelo, olho, pele e boca. Ela atua em conjunto com substâncias chamadas coenzimas, ativando-as para que possam metabolizar os nutrientes vindos dos alimentos.

Como se dá a absorção dessa vitamina

A riboflavina é uma molécula precursora e necessária para a síntese de duas enzimas: FAD (dinucleótido de flavina-adenina) e FMN (mononucleótido de flavina). Essas flavinas são liberadas graças a ação do suco gástrico presente no estômago. Essas coenzimas, quando chegarem ao intestino delgado, sofrerão a ação das fosfatases e da pirofosfatase. É a partir deste momento que ocorre a liberação da vitamina B2.

Lembrando que a riboflavina não consegue ser armazena em grandes quantidades pelo nosso organismo, assim se faz necessário ter uma dieta equilibrada com as doses ideais de cada nutriente. Porém, alguns fatores podem interferir na absorção dessa vitamina e você pode sofrer com a deficiência de riboflavina ainda que esteja ingerindo a quantidade adequada. O álcool, por exemplo, interfere diretamente na absorção e na digestão das flavinas.

Leia também: Niacina (Vitamina B3): Saiba para que serve e quais seus benefícios

Deficiência de vitamina B2 (riboflavina)

Como os dois cofatores, FMN e FAD, são importantes para o metabolismo, essa área é a mais afetada por uma dieta pobre em vitamina B2. Não é comum uma deficiência de vitamina B2, que normalmente vem acompanhada da deficiência de outras vitaminas. Porém, se os níveis dessa vitamina não forem repostos diariamente, a deficiência pode aparecer rapidamente já que ela é excretada pela urina continuamente. Existem vários outros motivos para ocorrer a hipovitaminose de vitamina B2 além da dieta:

  • má absorção pelo intestino;
  • o indivíduo não é capaz de metabolizar as coenzimas;
  • excreção de urina de forma muito frequência (infecção urinária, por exemplo).
O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

A deficiência de vitamina B2 também pode causar outros problemas de saúde: doenças crônicas como o diabetes, infecções ocasionadas pelo HIV ou doenças inflamatórias intestinais. Alguns sintomas causados pela ariboflavinose (deficiência de vitamina B2 associada à avitaminose) são:

  • vermelhidão nos lábios;
  • estomatite (inflamações na boca e em toda a cavidade bucal);
  • úlceras na boca;
  • neuropatias;
  • infecção de garganta;
  • queilose (rachaduras nos cantos dos lábios);
  • gengivite acompanhada de epistaxe (sangramento pelo nariz);
  • dermatite seborreica;
  • deficiência de ferro, provocando anemia;
  • nos olhos pode haver coceira, vermelhidão, lacrimação e maior sensibilidade à luz.

Leia também: Vitamina B6 (piridoxina): Para que serve, benefícios e fontes nos alimentos

A hipovitaminose da riboflavina também está associada a uma síndrome denominada Síndrome Oral-Ocular-Genital com os sinais e sintomas clássicos que são fotofobia, dermatite escrotal e estomatite angular.

Há uma maneira de identificar a queda nas taxas dessa vitamina através de exames de sangue pela medida do coeficiente de atividade da glutationo redutase nos eritrócitos (exames na série vermelha). Quando ele se encontra elevado é a indicação de que há nessa pessoa uma deficiência de vitamina B2. Outra forma de identificar é também pela análise da urina excretada pelo paciente.

Para as lactantes

A riboflavina está presente no grupo I, no qual está presente uma relação de nutrientes que não podem faltar no momento da amamentação. Ao identificar o teor de vitamina B2 no leite materno é possível saber se o consumo dela por parte da mãe está sendo realmente satisfatório. Quando a mãe tem uma nutrição satisfatória é possível identificar a média de 0,35 mg/L de riboflavina no leite materno. Porém, essa quantidade só corresponde de 40 a 60% do que realmente é necessário para os recém-nascidos e bebês até 2 anos de idade. É por isso que alguns profissionais indicam uma suplementação vitamínica nessa fase da vida da mulher com o objetivo de sanar essa carência.

Leia também: Vitamina B1 (tiamina) – Para que serve, benefícios e fontes nos alimentos

Riboflavina – Fontes e como consumir a vitamina B2

Apesar de não ser perigoso ingerir doses de vitamina B2 em excesso, existe uma quantidade ideal para ser consumida por dia. No caso, para os homens adultos, a dose recomendada é de 1,3 mg ao dia, enquanto que, para as mulheres, é de 1,1 mg (isso não inclui o período da lactação no qual esse valor sobre para 1,6 mg ou mesmo durante a gestação cujo valor ficar em torno de 1,4 mg). Veja quais são as principais fontes desse nutriente:

  • hortaliças de cor verde escura como o espinafre, a couve e outras;
  • o leite e produtos derivados (são a fonte primária para essa vitamina, sendo que, neste caso, ela não se acha ligada a nenhuma proteína como em outros alimentos);
  • carne, principalmente as vísceras do animais;
  • alguns cereais como a aveia, a cevada, a lentilha.
Consumo em excesso da vitamina B2

É muito difícil que haja algum tipo de contaminação pelo consumo em excesso da vitamina B2. É possível aliar a alimentação ao suplemento sem grandes preocupações. Podem ocorrer doses que podem vir a ser tóxicas quando administrada de forma injetável, mas ainda, esse excesso não costuma ser absorvido pelo intestino e acaba sendo excretado através da urina. É fácil identificar já que a mesma sai com uma cor amarelo vibrante. Por isso, não há uma definição máxima da quantidade que deve ser consumida por dia dessa vitamina.

Sobre Calila Galvao

Leia também

Triptofano: Saiba para que serve, seus benefícios e efeitos colaterais

Além de melhorar a qualidade do sono o triptofano ajuda a reduzir o estresse e …

Leite de Magnésia faz bem para pele? ajuda emagrecer? Veja todos os seus benefícios!

O leite de magnésia ou hidróxido de magnésio é indicado principalmente para tratar da prisão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!