Página Inicial » Corridas » Treino Regenerativo, devo fazer?

Treino Regenerativo, devo fazer?

Treino regenerativo é o termo que os corredores e treinadores usam para descrever aquele treino leve, geralmente feito em piso macio e com duração mais curta, usado para “soltar” a musculatura, fazendo a circulação aumentar e auxiliar no processo de recuperação. O problema deste treino, é que muito do que se faz e fala sobre ele, não tem comprovação científica de sua efetividade.

treino regenerativo corrida correr runningO problema deste tipo de treino, é que ele geralmente não tem uma ação como a que é esperada, de regenerar as fibras musculares, tendões e cartilagens. Geralmente, a maioria dos corredores faz, um dia após um treino intenso ou uma prova, uma corrida leve de 30 minutos à uma hora para recuperar a musculatura. Diversos treinadores e profissionais da corrida defendem esta prática, alegando uma melhora da circulação sanguínea e da recuperação muscular. O problema reside no fato de que geralmente a corrida acaba por causar mais danos a musculatura e articulações. Pensem comigo. Seus músculos e articulações da panturrilha, coxas, e quadril já foram requisitados a níveis bastante elevados no dia anterior. Agora você vai dar um estímulo menor, mas com a mesma mecânica de movimentos e de impacto do que a corrida do dia anterior, será que isso realmente regenera? Acredito que não.

Então não devemos fazer regenerativo? Depende do caso. Se o treino ou prova do dia anterior atingiu níveis submáximos de estímulo, aconselho a pelo menos um dia sem treino. Caso esteja na preparação para uma prova, e você tenha que treinar, um cross training é o mais adequado. Ciclismo, natação ou uma caminhada na grama ou na areia irão auxiliar no processo de regeneração pela melhora da circulação sem o impacto da corrida.

Quero deixar bem claro que defendo muito o treino regenerativo, o que eu condeno é que este treino seja feito de maneira mais intensa, em piso rígido ou com algum compromisso de tempo ou de ritmo. Se você não tiver como usar um cross training regenerativo, opte por uma corrida leve na grama ou na areia. Caso esteja muito dolorido no dia posterior ao treino e prova, evite correr e opte pela Crioterapia ( aplicação de gelo no local dolorido) e se optar por treinar, use um treino leve em piso macio. Os treinos pós-corridas ou pós longões, são importantes para compor a quilometragem , mas devem ser feitos de maneira controlada e planejada e podem ser substituídos por um cross training em casos de treinos muito intensos

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Crioterapia para corredores, efeitos positivos ou negativos?

A utilização de crioterapia vem se tornando muito grande, principalmente por parte dos corredores de …

o que comer antes e depois da corrida

Quem corre sabe da necessidade de uma dieta regrada que esteja de acordo com seus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!