Página Inicial » Esteroides Anabolizantes » Silimarina – Para que serve, como tomar, efeitos, contraindicações e preço

Silimarina – Para que serve, como tomar, efeitos, contraindicações e preço

Conheça as principais funções e como age a silimarina no organismo, se ela emagrece e onde comprar.

Silimarina

Esta cada vez mais comum à existência de medicamentos fitoterápicos nas drogarias. Sendo uma alternativa à medicina convencional, muitas pessoas gostam desse tipo de fármacos, pois são mais naturais.

A silimarina é um desses medicamentos provenientes de plantas medicinais, mas você sabe para que ela serve? No artigo de hoje, iremos ver como funciona este medicamento fitoterápico e seus benefícios para a saúde.

Ela, a silimarina, é o principal ativo da planta Cardo Marina, e é usada para tratar de distúrbios hepáticos. Seus benefícios inclui proteger o fígado de danos maiores.

Como também é um suplemento, essa substância é útil para dietas ricas em gorduras. Além de poder também ajudar em casos de consumo excessivo de álcool.

Conhecendo a planta

Vindo de uma erva floral, esse fármaco é pertencente à família dos girassóis, das margaridas e das ambrosias americanas. Ela é muito usada na medicina, pois possui propriedades nutritivas e alguns benefícios medicinais.

A silimarina é extraída do fruto da Silybum Marinum, esta que é vendida a partir de extrato seco. Existem teorias que dizem que essa planta impede danos causados pelos radicais livres, estes que são responsáveis pelo envelhecimento.  

A função da silimarina

A silimarina impede a peroxidação dos hepatócitos, além de diminuir o estresse oxidativo. A substância apresenta benefícios na parte da função hepática contra substâncias tóxicas, e é muito indicada no tratamento de doenças.

Em forma de suplemento, esse medicamento vegetal é muito usado para auxiliar problemas no fígado, como a cirrose. Há também uso em casos de icterícia e dificuldades na vesícula biliar.

Ela funciona da seguinte forma: combate os radicais livres que agridem o fígado e protege as membranas que envolvem esta célula. Além de reduzir o dano causado por substâncias tóxicas, como álcool e ademais compostos químicos. Ela também previne o acúmulo de gordura no fígado.

Estudos confirmam que a silimarina é muito boa para prevenir problemas cardíacos e melhorar o nível de colesterol no sangue.

Para quem tem dúvidas: esse medicamento realmente funciona? Sim, já foi comprovado por estudos que a silimarina tem ações que podem ser anti-inflamatórios e antioxidantes. Como é um antioxidante potente, mais forte que a Vitamina E, é comum ser usada para proteger-se de distúrbios gastrointestinais.  

Aprenda como tomar a silimarina sobre no TPC

É uma pergunta muito recorrente para quem toma esse fármaco na forma de suplemento: tomar antes, durante ou depois do ciclo de esteroides? Alguns livros, como na série “Anabolycs”, é dito que é melhor tomar este composto durante o ciclo. Por quê? Pois isso fará com que você tenha uma melhor proteção do fígado. O que não é levado em conta, é que se tomar durante um ciclo, a silimarina reduzirá a eficácia dos ergogênicos.

Então, é pressuposto que a melhor forma de tomar esse suplemento, é após o ciclo, durante o conhecido TPC (terapia pós ciclo).

O motivo para isso é que no pós-ciclo você poderá diminuir os danos hepáticos causados durante o ciclo de anabolizantes. É importante regrar que nenhuma droga ou substância irá proteger totalmente seu fígado durante todo o ciclo. Por causa disso, tente tomar a silimarina sempre no pós-ciclo.

Não esqueça:
Algumas drogas nem causarão problemas hepáticos o suficiente para que seja necessário um protetor.

Apenas em casos de doenças predispostas é que danos mais agressivos ao corpo acontecerão. Então, é necessária muita irresponsabilidade para que você desenvolva alguma hepatite ou outra doença.

Não abuse de uma dieta gordurosa ou álcool durante o ciclo.

Silimarina emagrece?

Ainda não existem pesquisas suficientes que provem que a silimarina ajuda emagrecer. Por enquanto os estudos concluíram que essa substância tem efeito detox e auxilia de forma positiva o figado. Além de prevenir algumas doenças e ajudar na produção de leite materno. Mas antes de iniciar o uso para tais fins, um médico deve ser consultado.

Efeitos colaterais

Entre os efeitos colaterais desse composto, é possível haver:

  • Reações mais comuns – náuseas e vômitos, podendo também haver diarreia.
  • Reações menos comuns – cólica abdominal, hipersensibilidade cutânea (como urticária e eritema) e sensação de estômago cheio.
  • Reações incomuns: vertigens e alterações dos níveis pressóricos.
  • Reações raras: anafilaxia, dificuldade para respirar e vermelhidão em todo corpo.

Preço e onde comprar

A silimarina pode ser encontrada em medicamentos que vendem de forma liquida, drágeas ou cápsulas e o preço pode variar de cada fabricante, girando em torno de R$50,00. De forma manipulada em farmácias de manipulação com 60 cápsulas de 200mg cada cápsula, seu preço fica em torno de R$38,00.

Você pode comprar a silimarina pelo menor preço em uma loja de confiança clicando no banner abaixo.

Silimarina em caso de diabetes

É certo afirmar que esse composto possui sim seu efeito benéfico no tratamento dessa doença. Existe uma grande diferente entre os tratamentos mais tradicionais com o desse componente. Essa substância contém uma melhora significativa em parâmetro com meios mais convencionais.

Quando usada em conjunto com tratamentos regulares de diabetes, esse fármaco acelera a diminuição dos níveis de açúcar no sangue. Além de auxiliar nos níveis de colesterol.

Os testes realizados sobre essa planta são particularmente benéficos para pacientes com diabetes tipo 2.  Tal ocorre por causa da capacidade do elemento de regular a resistência à insulina do organismo – característica principal deste tipo de diabetes.

É importante lembrar que este medicamento não substitui o tratamento regular e convencional, mas sim complementa o mesmo.

Contraindicações

Apesar de a silimarina ser proveniente de uma planta natural existem alguns casos onde consumir o composto não é recomendado. Esse é: alergia a alguma substância presente no fármaco. Para descobrir se você é alérgico, será necessário que experimente o suplemento ou o chá. Assim perceberá caso role alguma manifestação alérgica, como inchaços.

Mulheres grávidas também não podem consumir este composto. Assim como pessoas que sofrem de hipertensão. Caso você seja qualquer um destes dois exemplos, não consuma a silimarina.

Não se esqueça de deixar esse medicamento longe de crianças, a menos que um médico tenha recomendado seu uso.

Mesmo sendo um composto natural, não se esqueça de consultar um médico ou nutricionista para saber a dose exata. Caso seja consumido um número maior do que recomendado, poderá haver efeitos colaterais.

Silimarina no leite materno

Esse medicamento pode sim ser consumido para aumentar o leite materno. Mas é importante que converse com seu médico para que ele recomende o melhor tratamento. Apenas com uma consulta com um profissional é que saberá se essa é realmente a melhor opção.

Como tomar o fármaco em tratamentos convencionais

Para consumir esse medicamento, será necessário que ingira duas drágeas três vezes ao dia, em horários como manhã, tarde e noite.  Ainda assim, essa é apenas uma dose média recomendada. Consultar um médico para saber a dose exata para o seu tipo de tratamento é sempre a melhor opção.

Caso se esqueça de tomar uma drágea, tome-a assim que lembrar. A menos que já esteja no horário seguinte da dosagem, assim é melhor pular a esquecida. Dessa forma poderá seguir a receita do médico normalmente.

Lembre-se de não tomar duas drágeas para compensar a esquecida, isso pode trazer efeitos colaterais. Assim mesmo, não é bom esquecer de tomar uma dose, pois isso pode fazer com que o tratamento seja menos eficaz.

Como guardar o composto

É importante guarda-la em sua embalagem original, em temperatura ambiente, algo como 15° e 30° graus. Proteja o medicamento de calor excessivo, assim como de umidade.

A silimarina possui uma validade de 24 meses após a data de fabricação.

Relatos

Agora que você entendeu o que precisa sobre a silimarina, é hora de adquirir. O que acha, vai ajudar seus ciclos? Já tomou e quer deixar seu relato sobre os resultados? Por favor utilize a área de comentários abaixo.

  1. Carlos Moreira Junior

    Estou fazendo o uso deste medicamento fitoterápico por ter indícios de gordura no fígado, me indicaram tomar uma cápsula por dia após o almoço. Nesse descritivo diz para tomar mais vezes. Qual será o mais indicado?

  2. Tomo 3 vezes ao dia 2 comprimidos. Acho que vou aumentar para 3 x 3 ao dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend