Pesquisar

Serotonina: O que é, sintomas da falta dessa substância e como estimular sua produção

Enxaqueca, insônia e até depressão são alguns dos sintomas da falta de serotonina, saiba como estimular sua produção de forma natural através dos alimentos.


PUBLICIDADE

Entre as substâncias que mais são necessárias no organismo para desempenharmos as funções do dia a dia a Serotonina praticamente encabeça a lista.

Ela faz parte dos neurotransmissores do cérebro, ou seja, ela faz a transmissão de dados entre neurônios.

A comunicação entre os neurônios é importantíssima, pois é assim que podemos analisar o meio, além de conseguir dar as respostas imprescindíveis ao ambiente, como atos de sobrevivência, fuga, entre outras coisas.

Índice – O que você irá ver nesse artigo sobre a serotonina:

SerotoninaA serotonina é produzida no núcleo da rafe, localizado numa região chamada de tronco encefálico.

Todas as funções desse neurotransmissor ainda não estão completamente esclarecidas e muitas ainda estão em pesquisa.

Porém, já existem lugares no corpo que os cientistas confirmam ter ligação direta com a ação da serotonina.

As funções desse neurotransmissor estão além da comunicação entre os neurônios.

Ritmo cardíaco, sono, apetite e regulação de certos hormônios fazem parte das funções dessa substância.

Claro, não podemos deixar de falar do humor quando abordamos essa substância, afinal é normal lembrar-se de humor quando abordamos este neurotransmissor.

Pois ele é fortemente influenciado pela concentração da mesma em nosso corpo.

Outras funções importantes da serotonina

1 – Regula o sono

Além da acetilcolina, outro neurotransmissor envolvido no ciclo do sono é a serotonina.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Ela consegue agir no início do sono, na 1ª fase que é sono lento.

Porém, para que o indivíduo chegue ao sono REM, que é o sono mais profundo, essa substância deve estar inibida.

2 – Transtornos do humor

A serotonina está completamente ligada aos transtornos do humor como a ansiedade ou depressão, doenças psiquiátricas bastante comuns.

Alguns estudos, nos quais as pessoas passavam por uma dieta carente de triptofano (um aminácido que faz parte da composição da serotonina), comprovaram que essas mesmas pessoas começaram a apresentar certo grau de depressão.

Entendam: aqui não existe a falta de serotonina, mas sim, uma deficiência na sua transmissão através das fendas sinápticas dos neurônios.

Desta forma, o que os antidepressivos fazem é retardar a metabolização da serotonina fazendo com que ela fique por mais tempo atuando nos espaços entre os neurônios.

3 – Enxaqueca

Já perceberam como é muito mais comum ver pessoas se queixando de enxaqueca se comparado há alguns anos?

Isso se deve, principalmente, ao nosso estilo de vida, à quantidade de estímulos que recebemos todos os dias, principalmente da internet.

Porém, se mesmo tirando esses fatores externos, a sua enxaqueca continuar, pode ser uma deficiência na transmissão de serotonina.

Neste caso, procure um médico como o neurologista. Através de exames e, principalmente da avaliação clínica, ele pode detectar o problema e saber como tratá-lo.

Leia também: Dopamina: Para que serve, suas funções, deficiências e como aumentar os níveis de forma natural

4 – Saciedade

Você já percebeu que apenas come pela vontade de comer em alguns momentos?

Quando a serotonina está fazendo o seu trabalho no cérebro, essa sensação tende a diminuir. Essa íntima relação entre a saciedade e a serotonina ocorre no hipotálamo.

É aquela velha história de quando não estamos muito bem e ingerimos algo doce para nos dar uma sensação de bem-estar.

Isso é o que muitas vezes ocorre em pessoas que estão acima do peso, virando um círculo vicioso.

Elas se sentem tristes por não conseguirem sair dessa situação e para mandar a tristeza embora, acabam por comer alimentos que não deviam, às vezes, em quantidade excessiva.

5 – TPM

Ainda não se sabe ao certo, mas há uma chance de que aquelas alterações de humor que ocorrem quando as mulheres estão na TPM sejam causados não apenas pelas mudanças hormonais, mas também pela deficiência na função da serotonina.

Ela seria a responsável pelas terríveis cólicas que acontecem com ocorre a contração uterina. Portanto, uma das formas de controlar esses sintomas seria utilizando remédios que regulam o nível de serotonina.

6 – Atividade sexual

Aqui o problema não é falta de serotonina, mas sim, o seu excesso. Quando há muito desse neurotransmissor presente, essa relação pode interferir até mesmo no orgasmo.

Essa situação é bastante comum em pessoas que usam medicamentos antidepressivos e que, algumas vezes podem ajudar no tratamento da ejaculação precoce.

Vários problemas são condicionados pela concentração, para mais ou para menos, dessa substância em nosso organismo, assim como:

  • cansaço,
  • tristeza,
  • ansiedade,
  • depressão,
  • enxaqueca,
  • e até algumas doenças mentais mais problemáticas, como a esquizofrenia.

Alguns sintomas causados pela falta de Serotonina

A pouca concentração da serotonina causa um dos problemas que mais se tem ouvido falar ultimamente: a depressão.

Entre os sintomas que tal doença provoca, enxaqueca e insônia, além de tristeza profunda, podem ser vistos durante os períodos críticos da depressão.

Como dissemos anteriormente, a serotonina está intimamente ligada a alguns hormônios importantes em nosso corpo e um deles é a melatonina.

Como já falamos aqui em outro artigo, a melatonina é uma substância que regula o sono.

Ela é produzida pelo nosso organismo através da diminuição de claridade, ou seja, a escuridão auxilia no aumento da concentração de melatonina em nosso sangue.

Quando temos pouca serotonina fazendo as sinapses de nosso cérebro, consequentemente, a melatonina começa a ser produzida de maneira desregular, dando, assim, insônia ao indivíduo.

Esse processo desencadeia uma grande piora na concentração de ambas as substâncias, pois a diminuição de noites bem dormidas diminui a produção de serotonina, enquanto a pouca serotonina diminui a produção de melatonina.

Para os praticantes de musculação, a falta dessa substância pode prejudicar direta ou indiratamente os ganhos de massa muscular, já explicamos em outro artigo a importância do sono no ganho de massa muscular, vale a leitura. 😀

Mas esse quadro, quando não está no ponto de uma depressão profunda, pode ser revertido de forma natural, sem medicamentos ou outros processos.

Alguns alimentos e exercícios físicos auxiliam na manutenção da concentração das duas substâncias mencionadas acima.

Vamos, então, conhecer alguns itens que melhoram nossa concentração de serotonina no organismo.

Como aumentar os níveis de serotonina naturalmente

Consuma carboidratos

Já notaram que quando estamos um pouco tristes recorremos às guloseimas? Chocolates, tortas, pudins e todas aquelas delícias para saborear.

Quando os níveis de açúcar no sangue se elevam temos também o aumento da insulina e, como consequência a isso, maior concentração de triptofano.

Este, por sua vez, chegará ao cérebro em maior quantidade fazendo o nosso organismo produzir mais serotonina.

O ponto negativo? Carboidratos em excesso engorda e você pode não ficar tão feliz com o resultado.

Dieta

E falando em comida, cuidar da dieta também é importante para fazer com que os nossos níveis de serotonina aumentem.

Consumir alimentos que tenham muito triptofano ajuda como:

  • as nozes,
  • chocolate amargo,
  • castanha do pará,
  • abacaxi,
  • banana,
  • abacate, entre outros.

Meditação

Não é das práticas mais comuns, mas a meditação faz um bem enorme para a saúde.

No momento da prática as pessoas conseguem provocar a inibição de substâncias que são responsáveis pelo estresse como o cortisol e a adrenalina.

Concomitantemente, os níveis de serotonina se elevam. Inclua a meditação na sua rotina diariamente.

Faça o que te dá prazer

Nem só de trabalho vive o homem. Sair um pouco da rotina é mais do que necessário para o nosso cérebro funcionar melhor. Todos nós precisamos de uma pausa.

Portanto, procure sair mais, passear com os amigos, viajar com a família ou simplesmente tirar um dia para acordar a hora que quiser e ficar assistindo seus filmes e seriados favoritos.

E se nada disso funcionar

Bom, então chegou o momento de procurar um médico especialista que, neste caso pode ser o psiquiatra. A queda da serotonina está relacionadas com doenças importantes como a depressão.

Se mesmo se alimentando bem, praticando exercícios e tirando um tempo para si você ainda não se sente motivado e satisfeito, pode ser que isso seja a consequência de algo mais grave e que está relacionamento apenas a sua parte biológica.

Não tenha vergonha e não crie preconceitos. Procure o médico e comece o tratamento. A sua vida certamente será bem melhor.

Alimentos que estimulam a serotonina

Como falado anteriormente, os alimentos que auxiliam na regulação da serotonina no organismo possuem um aminoácido chamado de triptofano e é essencial para o corpo humano. Ele faz parte do código genético humano, por isso é tão indispensável.

Esse aminoácido, juntamente com a vitamina B3, a niacina e o magnésio formam o neurotransmissor serotonina. Porém, consumidos sozinhos, quer dizer, sem outros compostos, não adiantam nada.

Leia também: Niacina (Vitamina B3): Saiba para que serve e quais seus benefícios

O verdadeiro benefício que o triptofano realiza no corpo é através da competição que ele acarreta entre aminoácidos, quando vários são consumidos juntos em um só alimento.

Quando o corpo recebe uma descarga de grande quantidade de aminoácidos essenciais, a produção de hormônios e substâncias aumenta ou se regula.

Entre os principais alimentos que auxiliam na melhora da concentração da serotonina no corpo estão:

O chocolate amargo (usado instintivamente pelas mulheres durante o período pré-menstrual – em que há uma diminuição considerável da concentração do neurotransmissor abordado aqui neste artigo);

  • Vinho tinto;
  • Carnes magras (especialmente peixes com ômega 3 em sua composição);
  • Abacaxi (frutas em geral);
  • Leite e derivados;
  • Cereais integrais (alimentos integrais);
  • Leite e derivados.

Além dos alimentos, exercícios físicos auxiliam na regulação de vários hormônios e substâncias, inclusive a melatonina, diminuindo estados de tensão e insônia.

O ato de se exercitar, moderadamente e diariamente, faz com que o cérebro libere, na sua corrente sanguínea, substâncias responsáveis pelo prazer, assim como a endorfina. Dentre estas substâncias do prazer está a serotonina é considerada uma substância do prazer.

É possível perceber, logo depois de exercícios físicos (independente de qual for), ondas de bem-estar.

Médicos aconselham que pacientes com transtornos de ansiedade e depressão façam caminhadas ou exercícios leves por, pelo menos, 30 minutos diariamente, pois é a partir dos 20 a 25 minutos que substâncias como a endorfina e a serotonina começam a ser estimuladas no organismo.

Antes de iniciar qualquer atividade física consulte seu médico, ele indicará qual o melhor exercício.

É importante, também, não deixar de relatar ao médico no caso de você sentir qualquer dos sintomas a seguir: tristeza profunda, insônia, falta de apetite.

Eles podem ser o indício de uma doença grave, porém com cura, chamada de depressão. Ela, atualmente, acomete a maioria das pessoas, pelo menos uma vez na vida.  

Serotonina: O que é, sintomas da falta dessa substância e como estimular sua produção
5 (100%) 2 votes

Sobre Calila Galvao

31
Deixe um comentário

avatar
19 Tópicos de comentários
12 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais em alta
30 Autores de comentários
ValeriaPaulo CésarAlexOtilio Neto G da SilvaANDREIA LOPES GALVAO DOS SANTOS Autores de comentários recentes
  Inscrever-se  
Mais recente Mais antigo Mais votado
Notificação de
Cezar
Visitante
Cezar

Caso vc tenha Stress, irritação ou ansiosidade, pode fazer um exame de sangue chamado SEROTONINA, pois, com certeza, os níveis estarão baixos. O uso de sertralina melhora um pouco, mas perdi um pouco a libido e estou demorando mais a ejacular durante relações sexuais..O stress, irritação, agonia e ansiedade podem causar problemas cardíacos, como desconforto, aperto, queimação ou mal-estar no peito do lado esquerdo.. Isso pode ser sintoma de Isquemia do miocárdio e para descobrir essa doença é necessário fazer exames de Esteira Ergométrica e Cintilografia Miocárdica. Quando sinto esses sintomas, imediatamente começo a correr até me cansar o bastante…ISSO… Leia mais »

Valeria
Visitante
Valeria

Não é vergonha procurar ajuda médica, o que não podemos é agonizar em vida como acontece com muitos. Eu procurei ajuda e me sinto melhor. Agora estou fazendo o desmame do Rivotril. Não é fácil,porém com força de vontade e comprometimento com sua recuperação ficamos bem. Ótimo artigo

vanda monteiro da silva
Visitante
vanda monteiro da silva

quero resposta que tomo rivotril 2 mg e cloridrato de venlafaxina 75 mg pois estou sempre com ansiedade,e com coração aelerado e pressao alterada gostaria de uma resposta ja nao aquento mais.

Paulo César
Visitante
Paulo César

Pare de tomar essas drogas e você deve melhorar muito. Infelizmente, seu psiquiatra não vai ajudá-la a parar de tomá-los (muito pelo contrário), mas você pode achar, na internet, as informações necessárias para planejar e conseguir se livrar deles. Pode crer que não será fácil, mas é possível. Diversos suplementos vendidos sem receita médica podem ajudar nesse processo e diversas publicações disponíveis na internet podem orientá-la sobre como fazer a descontinuação dessas drogas da forma mais segura possível. Vale a pena.

Maria
Visitante
Maria

Tenho tremores constantes, fui à academia fazer musculação e os tremores aumentaram sensivelmente. Estou preocupada. Já pensei em tudo. Alguém já teve isso?

Reginaldo
Visitante
Reginaldo

Boa tarde a todos!
eu tenho sidrome do pânico, eu estou melhorando muito.
Com alimentos naturais, como frutas e legumes e leite, e
bastante suco de beterraba com laranja é ótimo,
estou me sentindo muito bem .Hoje ja saio de casa, vou ao supermercado
emfim, estou me sentindo ótimo, praticamente curado.

Núbia campos de Souza
Visitante
Núbia campos de Souza

Vivo deprimida e todos anti depressivos para mim por mais fraco que seja me faz efeito contrário. Vivo mais ainda depressiva quando tomo esses remédios. O meu humor fica péssimo Não consigo nem falar de tão aborrecida e zangada. Já usei vários ainda não tomei o lítio. Será pq tenho medo de ir ao médico psiquiatra pôr medo de ficar mais deprimida.

Marcos Dantas
Visitante
Marcos Dantas

Nubia,tive depressão me curei tomando cloreto de magnesio e cápsulas de omega 3,veja no youtube.(Dr.lair Ribeiro ele éncina como curar depressão

Alex
Visitante
Alex

Você nunca foi ao psiquiatra ? Como você conseguiu esses remédios…?

Allan Monteiro Santana
Visitante
Allan Monteiro Santana

Parabéns!!! Pela excelente matéria apresentada! Serviu- me de grande aprendizagem e agora posso ajudar amigos e outros a entender a necessidade de compreender o funcionamento da serotonina em nosso corpo e como continuar a desenvolve-lo. Aprendi que isto pode ser feito de um modo simples e agradável!!!
Muito obrigado a Todos!!!

MARCIA FRAGA
Visitante
MARCIA FRAGA

Achei maravilhosa essa materia, me esclareceu tudo

Tatiana regina
Visitante
Tatiana regina

Gostaria de saber se mesmo tomando sertralina e rivotril posso tomar o whey protein?
Pois nao consigo engordar nada nem um kg ?? e tenho depressão

Alex
Visitante
Alex

Claro que pode. Nada a ver. E whey é suplemento de refeição, se você não comer o suficiente não vai ganhar massa muscular nunca.

Essa é de grande avalia, nas pesquisas.!!!
Visitante
Essa é de grande avalia, nas pesquisas.!!!

É de suma importância não a doença mas, a causa dessa doença do século.!!!

josenete santos de sousa
Visitante
josenete santos de sousa

me agudou bastante,pois tenho muitas dores que me atrapalha no meu dia-dia

Limag
Visitante

O meu Neuro, me receitou oxalato de escitalopran para ansiedade, desanimo e etc. vou começar a usar o medicamento hoje. Espero em Deus dar ótimos resultados.

Marília Ramos
Visitante
Marília Ramos

Muito interessante, embora não me encontre com depressão e praticar regularmente exercício físico, parece que terei baixa de serotonina.
Este artigo ajudou a compreender aspetos muito importantes.
Vou ter mais atenção com alimentos que podem ajudar a regular a serotonina para melhorar também o sono.

Muito obrigada

ilma solange
Visitante
ilma solange

Ótimo artigo. Gostaria de poder receber em meu email, outros artigos semelhantes. Estou com 56 anos e uma onda de tristeza, desanimo, falta de vontade para tudo, tem tomado conta de mim. Estou usando a homeopatia, mas ainda não estou bem. Obrigada pela colaboração.

Maria Pereira Vieira
Visitante
Maria Pereira Vieira

Ótimo artigo, vai me ajudar muito.
Obrigada, Maria

Otilio Neto G da Silva
Visitante
Otilio Neto G da Silva

Vanda M da Silva Lima um comentário encima da Sueli q achei muito interessante, foi postado em 24 de fev.de 2016.A Sueli fala de um livro q foi muito útil pra ela que sabe não será útil pra vc também. Acabei de ler os comentários ainda não pesquisei no Google sobre o livro mas vou pesquisar também estou sentindo alguns sintomas citados no artigo. Leia o comentário da Sueli acima segue as dicas q ela dá lá ,respondi porque fui tocado pelo seu comentário espero q minhas dicas sejam úteis. Deus abençoe. Saúde.