Pesquisar

Sal Marinho: O que é, 4 Benefícios e diferença para o refinado

Saiba como é o processo de produção do sal marinho. Seus benefícios para saúde, se existe diferença dele para o sal grosso de churrasco, seu preço e onde comprar.

sal marinho

Você sabe da onde vem a palavra “salário”? Ela provém do termo em Latim salarium argentum, que quer dizer “pagamento com sal”.

Isso porque durante o Império Romano, os soldados muitas vezes recebiam sal como pagamento, pois era algo muito caro e poderia ser trocado por armas, alimentos, etc.

Hoje em dia, felizmente, o sal é bem mais barato e você pode encontrá-lo em supermercados e em vários outros lugares à venda. Ele é considerado um dos elementos mais importantes para a vida dos seres humanos.

No geral, ele é basicamente composto por cloreto de sódio. Apesar de se ouvir falar muito dos pontos negativos dele, em casos de consumo excessivo, o sal possui diversos benefícios para o bom funcionamento do nosso organismo.

Existem vários tipos de sal. O sal refinado (o mais usado pelas pessoas em casa), o sal de Rocha, o sal Kosher e o sal marinho são alguns dos principais exemplos.

Neste artigo, falaremos do sal marinho. Explicaremos tudo o que você precisa saber sobre ele.


PUBLICIDADE

O que é o sal marinho?

O sal marinho ganhou destaque porque a alimentação fitness está em alta.

Ele é considerado mais saudável do que o sal refinado, pois, apesar de também ser composto por cloreto de sódio, não passa pelo mesmo processamento do outro.

Como é obtido

O sal marinho é obtido através da evaporação da água do mar, não recebe substâncias químicas adicionais e não sofre com o processo de refinamento.

Dessa forma, ele é capaz de manter todos os nutrientes e microminerais que normalmente são eliminados na produção do sal refinado.

É por esses motivos que o sal marinho mantém a sua cor natural, que pode variar dependendo de sua origem.

Na maioria dos casos, ele é cinza, rosa, preto ou branco mesmo. Dentro da categoria do sal marinho, nós temos outros tipos de sal.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Um deles é o sal grosso. Ele é um tipo de sal marinho que apenas passou pelo processo da moagem, que é realizado para diminuir o tamanho dos cristais do sal.

Você já deve tê-lo utilizado para fazer churrasco.

O famoso sal rosa do Himalaia outro tipo de sal marinho, porém não é retirado diretamente oceano e sim dos depósitos de sal que existem há séculos nas montanhas do Himalaia (que evidentemente já foram parte do mar em algum momento).

Quais são as diferenças entre o sal marinho e o sal refinado?

Nós já falamos da principal diferença entre o sal marinho e o sal refinado. Mas há outras diferenças importantes entre os dois que precisam ser esclarecidas para você entender o motivo de o sal marinho ser mais indicado. Conheça:

Na quantidade de sódio:

O sal marinho costuma ter uma quantidade menor pelo tamanho de seus cristais;

Na pureza:

O sal marinho é certamente mais puro que o refinado, pois não contém agentes de branqueamento ou adição de outras substâncias químicas para o refinamento;

No sabor:

O sal marinho pode apresentar mais sabor, já que os minerais presentes em grande quantidade em sua composição podem deixá-lo com cores e sabores diferentes.

Sem contar que ele acrescenta mais sabor em menores quantidades do que o refinado.

No valor nutritivo:

Quanto mais escuro for o tom do sal, mais nutrientes ele terá. É por isso que o sal refinado não é tão rico em propriedades nutritivas quanto o marinho.

Este último contém ferro, zinco, cálcio, iodo e potássio. Já o refinado possui apenas bastante sódio.

Diferença para o sal grosso de churrasco

Uma dúvida muito comum entre o sal marinho e o sal grosso de churrasco, se na embalagem do sal grosso para churrasco não sinalizar que ele é refinado, então ele é o sal marinho que não passou pela moagem.

Quais são os benefícios?

Já é um fato mais do que conhecido que o excesso de sal no corpo (seja de qual tipo que for) pode causar problemas de saúde sérios, como a pressão alta. No entanto, a ausência de sal no organismo também acarreta distúrbios graves.

É por isso que o sal marinho pode ser muito bem encaixado em sua alimentação (de maneira equilibrada). Dê uma olhada em seus principais benefícios:

1 – Auxilia no equilíbrio eletrolítico

Por conter cerca de 80 nutrientes em sua composição, o sal marinho ajuda o corpo a manter o equilíbrio eletrolítico.

Isso ocorre porque esses nutrientes (e minerais) transportam a eletricidade orgânica, o que permite a transmissão de informação do cérebro para as células nervosas.

Isso faz com que a frequência cardíaca, a tensão muscular e a pressão sanguínea tenham o seu funcionamento impactado de forma positiva.

Leia também:

Sal Rosa do Himalaia: 11 Benefícios, Propriedades e Como usar

Sal de Epsom – 5 Grandes Benefícios, como usar e onde comprar

O que são Sais minerais? Funções, Tipos, Importância e Alimentos

Cloreto de magnésio PA – Benefícios, como tomar, indicações, efeitos colaterais, preço e onde comprar

2 – Estimula a alcalinização do corpo

O sal marinho é capaz de auxiliar na prevenção de diversas doenças, pois estimula a alcalinização dos fluidos do corpo, ou seja, equilibra o teor ácido do organismo. O sal refinado faz o contrário disso.

3 – Melhora as taxas de glicose

O sódio presente no sal marinho possibilita que as células absorvam melhor a glicose, o que ajuda a regular as taxas de açúcar na corrente sanguínea.

4 – Colabora para a saúde óssea

Os ossos são formados principalmente por sódio. Por isso, se o corpo estiver com a ausência do mineral, é possível que ele o retire dos próprios ossos, o que pode causar doenças como a osteoporose.

Há muito mais! Ainda podemos mencionar outros benefícios, como:

  • para a pele,
  • para o humor,
  • para a saúde renal,
  • para o sistema respiratório,
  • e para a redução da sensação de inchaço.

Qual é a quantidade de consumo recomendada?

Obviamente, todos esses benefícios só darão certo se o sal marinho for consumido com moderação. Caso contrário, os efeitos podem ser danosos.

A ingestão diária indicada para um adulto é a de 5 g no máximo. No entanto, quem tiver problemas cardiovasculares ou a idade avançada, deve ingerir a metade disso.

O que achou do sal marinho? Já experimentou algum de seus tipos? Deixe seu relato nos comentários!

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

Um comentário

  1. muito bom, A gestante pode consumir normalmente ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *