Página Inicial » Dietas e Nutrição » Sal Marinho – Seus benefícios, preço e onde comprar

Sal Marinho – Seus benefícios, preço e onde comprar

Saiba como é o processo de produção do sal marinho. Seus benefícios, se existe diferença dele para o sal grosso de churrasco, seu preço e onde comprar.

sal marinho

O sal se caracteriza nutriente de importância na alimentação, já que tem responsabilidade pelo balanceamento do meio aquoso corporal, contribuindo para troca da água entre células e o meio externo e auxiliando em absorver nutrientes e na dispensa dos detritos.

O sódio ainda é essencial para transmitir impulsos nervosos e em contração muscular, a incluir batidas cardíacas, no entanto, deve ser usado de forma cautelosa, pois no excesso pode acarretar cálculo renal, osteoporose, hipertensão, câncer do estômago, e enfermidades cardiovasculares.

Assim, sempre lembrar-se de que a ingestão do sal deve ter moderação e não deve passar de 5-6 g diárias, 2400 mg sódio. Serão apresentados os benefícios e propriedades do sal marinho.

Importância do sal para o organismo

Deste as épocas mais remotas, pela Roma e Grécia antigas, o sal já possuía uso de moeda de troca; deste fator a origem da palavra “salário”. O sal já teve denominação de “ouro branco”, pelo valor elevado em certa época, e sua relevância em conservar alimentos anteriormente ao aparecimento da geladeira é absoluta.

No corpo, o sal não se caracteriza de menor importância. Mesmo sempre associado com hipertensão arterial, na situação de ser ingerido de forma moderada, o sal pode se resumir bastante benéfico, saudável.

O adulto tem no organismo, em torno de 250 g do sal. O mesmo é percebido em sangue, lágrimas, suor, urina e como ocorre com a maior parte dos componentes, é necessária reposição deste nutriente. E tal como mais elementos, a carência do sal no corpo possui efeitos, como dores de cabeça, fraquezas e náuseas.

Assim, há necessidade da reposição sempre. No entanto, a reposição deve ser realizada por meio do sal marinho e respeitando a quantidade de recomendação. O sódio, seu principal componente, tem responsabilidade de regulação do volume de líquido extracelular e quantidade do plasma do sangue.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

E, integra o próprio esqueleto, que abriga aproximadamente 35% a 40% da quantidade de totalidade do sódio encontrado no corpo das pessoas. E ajuda, também, a controlar contração muscular e condução dos impulsos nervosos.

O cloreto de sódio age como essencial agente em manutenção e normalidade do sistema imunológico, da defesa, e de metabolismo. No entanto, é preciso lembrar-se de que todos tais benefícios têm decorrência da ingestão adequada do sal.

O sal marinho apresenta, na média, 420 mg do sódio para cada 1 g do sal, e o sal refinado possui, em idênticas condições, 400 mg. Mas, o sal marinho possui mais elementos que não são encontrados em sal refinado.

Conheça os benefícios do Sal Marinho

O sal marinho tem conquistado espaço na culinária pelos últimos anos e esta situação não é por acaso. O mesmo tem extração e é submetido somente a uma lavagem leve. Pela condição de não passar por qualquer processo químico, tal sal é capaz de manter quantidades adequadas de determinados nutrientes essenciais ao corpo.

E, por apresentar menos sódio em comparação com o sal refinado, o próprio sabor apresenta mais leveza, e agrada. O iodo é presente nas quantidades adequadas no sal marinho. E, o mesmo tem assimilação mais fácil pelo corpo, oferece energia, e os cabelos, dentes e unhas são mantidos com saúde.

Se ingerido respeitando a quantidade de indicação e por meio dos alimentos naturais, o iodo vai manter normalidade do hormônio tiroxina e combater determinas complicações em tireoide, como o bócio. O cloreto de sódio tem responsabilidade por produzir ácidos fundamentais em digestão de proteínas, e é auxiliar de importância na procura por peso equilibrado.

E ainda regula pressão arterial, auxilia em sono, desenvolvimento cerebral e para estabilizar batimentos do coração. Íon de magnésio se caracteriza uma das maiores perdas do sal refinado e que permanece pelo sal marinho.

Mesmo sendo presente abundantemente em adultos, o mesmo tem escassez nos indivíduos idosos, e sua carência tem ligação com sensibilidade precoce e impotência. Magnésio se resume responsável pela estimulação do crescimento e desenvolvimento natural celular.

E além de tais nutrientes, o sal marinho tem infinidade de elementos em quantidades adequadas de necessidade ao corpo. Alguns deles se resumem ferro, lítio, cobalto, fósforo, enxofre, zinco, mercúrio, manganês, urânio, e mais minerais que auxiliam em prevenir enfermidades cardíacas, em produzir enzimas e em composição óssea.

O sal marinho se caracteriza também aliado de importância em combater determinadas enfermidades, sendo de recomendação para as pessoas que enfrentam problemas cardíacos ou obesidade, pela redução da retenção dos líquidos.

Leia também: Cloreto de Magnésio, conheça todos os benefícios

Mais Benefícios do Sal Marinho

  • Reduz acidez gástrica
  • Age como antialérgico
  • Ajuda em curar feridas
  • Estimula circulação do sangue e respiratória
  • Estimula funcionamento do sistema nervoso, vias urinárias e rins
  • Equilíbrio de tireóide mantido
  • Auxilia em limpar mucosas e congestão nasal
  • Se consumido com água quente, gera sono mais duradouro, profundo e relaxante
  • Regular sódio e potássio excessivos
  • Auxilia em desenvolvimento cerebral infantil
  • Favorece para manutenção dos eletrólitos do corpo, essenciais em processar comunicação entre células cerebrais
Sal Refinado, Sal Marinho e Sal Rosa do Himalaia

– Sal Refinado
O sal refinado, como a própria denominação aponta, segue pelo processo de refinamento, em que por meio da adição de substâncias químicas têm branqueamento e ficam mais soltos.

A própria aparência fica superior, porém não seu fator nutritivo, pois em tal processo, muito do seu valor nutricional é dispensado. E, várias das substâncias químicas previamente acrescentadas, sendo exemplo os conservantes, têm permanência em produto final. 

– Sal Marinho
Este tem obtenção por evaporação da água do mar, o que o transforma em mais puro. Este tipo não segue por processo do refinamento. E, se resume mais escuro e o gosto se caracteriza menos salgado em comparação com refinado.

Por não se resumir refinado, o sal marinho permanece com microminerais que normalmente têm remoção no processo de refinação, a incluir iodo, o sal apresenta em torno de 84 minerais que são dispensados no refino.

Uma dúvida muito comum entre o sal marinho e o sal grosso de churrasco, se na embalagem do sal grosso para churrasco não sinalizar que ele é refinado, então ele é o sal marinho que não passou pela moagem.

– Sal Rosa do Himalaia
Considera-se um dos sais de maior pureza. E apresenta em torno de 80 elementos, sendo exemplo potássio, ferro, magnésio e cálcio. Tem capacidade de melhora da habilidade de absorver nutrientes do corpo, eliminação de toxinas, normalizar pH natural do organismo, e normalizar pressão sanguínea, com melhora da circulação.

Leia mais: Sal Rosa do Himalaia – Benefícios e como usar

Razão de optar pelo Sal Marinho

Além de todos os benefícios de nutrição, na situação de comparação com sal refinado, o sal marinho se caracteriza mais agradável pelo sabor, combate e faz prevenção de enfermidades.

O aspecto de os cristais se apresentarem maiores e de maior consistência se resume fator de hábito, e após um período de substituição do sal refinado pelo marinho em refeições, certamente se habituará.

No momento de comprar, a diferença não é muito grande. O preço é um pouco mais elevado, no entanto, por causa de tantas vantagens, a diferença no preço pago certamente terá compensação por benefícios gerados para saúde.

É bastante importante salientar que o foco é sempre diminuir a ingestão do sal, seja o mesmo marinho ou refinado. Para entender, a refeição não tão salgada apresenta de 8 a 10 g do item.

Diariamente, tal quantidade pode atingir 30 g, e pelo mês, o valor pode passar de 1 kg, o que é bastante superior da recomendação por OMS, sendo de menos de 5 g diariamente. Logo, o sal refinado deve ter substituição por sal marinho, porém, ainda assim, é necessária atenção com quantidade consumida.

Lembrar-se de que a carência do sal gera complicação ao corpo e a ingestão excessiva possui conseqüências bastante prejudiciais. Porém, se ingerido com moderação, ótimo para saúde.

Preço e onde comprar o sal marinho

O sal marinho pode ser encontrado para comprar em lojas de produtos naturais e grandes lojas de suplementos alimentares. O preço o do sal marinho pode variar de uma loja para outra, em uma pesquisa realizada na internet, o preço de de uma embalagem contendo 1kg ficou em média entre R$3,50 até R$5,45.

Riscos da ingestão do sal em excesso

O sal industrializado pode causar enfermidades, sendo exemplo hipertensão arterial, os cálculos renais, nódulos de tireoide, e edemas. A substituição do mesmo pelas opções de maior pureza e orgânicas se resume a melhor maneira de ingerir nutrientes e evitar prejuízos da saúde. A ingestão em excesso do sal pode gerar vários problemas para saúde. Confira na seqüência:

– Problemas Ósseos. O sódio excessivamente pelo organismo toma o cálcio de ossos, elevando risco de o indivíduo desenvolver complicações como osteopenia ou osteoporose.

– Prejudica Rins. Com excesso do sódio, rins necessitam expelir quantidade superior de tal mineral, e assim têm maior trabalho. No decorrer do tempo, isto pode acarretar sobrecarga do órgão e prejudicar o próprio funcionamento.

– Contribui para Inchaço. O indivíduo pode desenvolver inchaço por causa do excesso do sódio no organismo, na situação de ter mais problemas relacionados, sendo exemplo as complicações cardíacas ou obesidade.

Leia também: Sal – Problemas ao organismo e como substituí-lo

– Excesso do Iodo. Como o sal de cozinha também tem adição do iodo, pode acontecer excesso dessa outra substância que contribui para complicações em tireóide.

– Hipertensão. O sódio encontrado no sal retém água. Assim, este mineral em excesso acarreta enorme quantidade de água no corpo, que elevará a quantidade do sangue aos tecidos. Com quantidade superior de sangue, as artérias e veias têm dilatação, com aumento do diâmetro. Desta forma, há aumento de pressão arterial.

– Problemas Cardíacos. Com quantidade de sangue aumentada, eleva-se ainda o trabalho cardíaco. Pois, o mesmo é que terá que fazer bombeamento do volume extra. No decorrer do tempo, tamanho esforço resultará nos problemas cardíacos.

Leia também

O que avaliar ao procurar um nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é um profissional fundamental para que você tenha melhores resultados em seu …

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!