Página Inicial » Doenças » Reumatismo – Principais sintomas, causas e tratamentos

Reumatismo – Principais sintomas, causas e tratamentos

Saiba tudo sobre o reumatismo. O que é, tipos de doenças, quais são suas causas, os sintomas mais comuns e os melhores tratamentos.

Reumatismo sintomas causas e tratamentos

Há várias doenças que são classificadas em doenças reumáticas. O termo reumatismo é um termo leigo usado livremente para descrever artrite reumatóide. Os distúrbios reumatóides incluem aqueles afetando músculos, articulações e ossos. E são comuns e têm um grande impacto sobre a saúde de uma vasta população em todo o mundo.

As condições mais severas levam a doenças reumáticas inflamatórias que provoca destruição de articulação e órgão. Estes são uma causa principal de dor severa, incapacidade e até morte, afetando a qualidade de vida e levando a várias comorbidades ou doenças associadas.

As pessoas que sofrem com doenças reumáticas são diagnosticadas e tratadas pelos reumatologistas que são treinados neste campo. Os reumatologistas tratam mais de 100 formas de doenças reumáticas e artrite que inclui proporções grandes de doenças reumáticas inflamatórias, como artrite reumatóide, lúpus e gota.

O Termo “Reumatismo”

O termo reumatismo foi usado em contextos históricos quando se referindo a qualquer da vasta gama de desordens inflamatórias articulares. E não é mais usado na literatura médica como tal, e as doenças que são listadas em desordens reumáticas podem ser enumeradas sob reumatismo.

Alguns países usam a palavra reumatismo para descrever síndrome de fibromialgia. O reumatismo, portanto, tem duas formas:

– articular ou afetando articulações que geralmente inclui artrite reumatóide, lúpus, gota, espondilite, entre outros.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

– não articular ou que afeta tecidos moles, músculos, e leva às síndromes de dor regional.

Leia também: Fibromialgia – O que é, causas, sintomas e tratamentos

Houve um tempo quando as aflições e dores denominadas reumatismo eram uma parte normal do envelhecimento. A maioria da população conforme envelhece desenvolve rigidez articular e dor. Muitos dos casos que foram denominados reumatismo foram realmente casos de osteoartrite e não artrite reumatóide, ou qualquer das desordens inflamatórias no todo.

As doenças reumatóides não incluem osteoartrite. Algumas das doenças incluídas são artrite reumatóide, lúpus, gota, esclerodermia, artrite juvenil idiopática, síndrome de Sjögren, espondiloartrites, polimialgia reumática, vasculite sistêmica como arterite de células gigantes, entre outros.

Sintomas das doenças articulares Inflamatórias

As doenças articulares inflamatórias envolvem dor articular intensa, inchaço, rigidez e fadiga sofrida quando a pessoa é de meia-idade. Isto afeta severamente a capacidade de trabalho e funcionamento envolvendo carreiras de sustentação e construção, criação dos filhos e atividades diárias essenciais.

As doenças reumáticas inflamatórias afetam mais de 7 milhões de americanos e destes, 1.3 milhões de adultos têm artrite reumatóide. Na Europa, mais de 100 milhões de pessoas são afetadas pelas doenças reumáticas. Isto é quase um quarto da população toda.

E é notado das estatísticas norte-americanas que entre 161.000 e 322.000 adultos têm lúpus e quase 300.000 crianças americanas sofrem de doenças reumáticas, a mais comum das quais é a artrite idiopática juvenil ou artrite reumatóide juvenil.

As estimativas sugerem que uma criança em cada 1.000 desenvolverá alguma forma de doença reumática e 8.4% das mulheres e 5% dos homens durante a própria vida desenvolverão alguma forma de doença reumática.

As mulheres são de 2 a 3 vezes mais propensas a sofrer de doenças reumáticas como artrite reumatóide e são 10 vezes mais propensas a desenvolver lúpus do que os homens. As mulheres na Europa são responsáveis por 60% dos casos diagnosticados.

Tipos de Reumatismo

Há entre 100/150 variedades de doença reumática e o termo reumatismo é um termo leigo descrevendo a dor e rigidez em articulações e não especificamente doenças reumáticas. Por exemplo, a maioria das descrições tradicionais de reumatismo aponta aflições e dores nas articulações conforme a pessoa envelhece. Muitos destes casos eram na realidade osteoartrite.

Osteoartrite não é incluída nas enfermidades articulares inflamatórias denominadas doenças reumáticas. No entanto, quando descrevendo as doenças de reumatismo, as formas inflamatórias e não inflamatórias podem ser incluídas.

Doenças Inflamatórias e Não Inflamatórias

O reumatismo ou doenças reumáticas têm duas formas:

– Doenças não inflamatórias, incluindo osteoartrite.

– Doenças inflamatórias afetando articulações, músculos e ossos. Estas são classificadas como articular ou não articular. A articular ou a afetando articulações que geralmente inclui artrite reumatóide, lúpus, gota, espondilite, entre outros. A não articular, ou as que afetam tecidos moles, músculos, e levam às síndromes de dor.

Por esse motivo que não podemos afirmar que reumatismo não tem  cura, já que o seu termo engloba várias doenças, alguns que não possuem cura e outras que a cura pode ser total.

Tratamentos para Reumatismo

Desde que há várias formas e condições que são classificadas em doenças reumáticas, seus tratamentos são também de natureza variada. O reumatismo é um termo leigo livre que abrange as formas inflamatórias e não inflamatórias da dor e síndromes de artrite.

Dentro da variedade inflamatória do reumatismo, denominadas doenças reumáticas, há aqueles que afetam articulações e aqueles que afetam o corpo inteiro ou outros tecidos moles também. Não há única medicação ou tratamento que melhore as condições da artrite ou síndromes de dor inflamatórias.

Alguns agentes são mais eficazes para alguns indivíduos do que outros. Os alvos de tratamento e as modalidades incluem: gestão e alívio da dor, redução da inflamação nas articulações ou outros tecidos, e reduzir e prevenir lesão articular e preservar mobilidade das articulações.

Remédios para Reumatismo – Gestão e alívio da dor

Este é o objetivo principal do tratamento de todas as formas de reumatismo associado com doenças se são inflamatórias ou não inflamatórias. A dor pode ser controlada de duas maneiras, com uso de analgésicos tradicionais e com uso de analgésicos que também reduzem inflamação.

Os primeiros incluem analgésicos opiáceos ou opióides como morfina e codeína que podem aliviar a dor, mas não têm qualquer efeito sobre processos inflamatórios.

O outro grupo inclui agentes chamados agentes anti-inflamatórios não esteroides, incluindo ibuprofeno, diclofenaco, naproxeno, entre outros. Estes agentes aliviam a dor e também reduzem os processos inflamatórios. Isto é intensamente benéfico para aqueles sofrendo de doença articular inflamatória.

No entanto, devido ao risco de efeitos colaterais graves como úlceras gástricas, danos ao rim, coração, e fígado, durante uso a longo prazo, estes agentes não são prescritos para uso a longo prazo naqueles com doenças reumáticas inflamatórias.

– Redução da inflamação nas articulações ou outros tecidos

Outro importante objetivo da terapia é reduzir e prevenir inflamação nas articulações. Isto pode ser alcançado usando corticosteróides. Estes agentes reduzem a inflamação e com o tempo eles podem prevenir progressão da lesão articular.

Embora o uso a longo prazo de corticosteróides seja cheio de riscos de efeitos colaterais, estes agentes são ainda o esteio do tratamento da maioria das doenças reumáticas.

Os agentes usados para combater inflamação aguda em outras condições de artrite como gota incluem colchicina. A inflamação é também reduzida usando agentes mais recentes chamados modificadores de resposta biológica.

Estes são amplamente usados em artrite reumatóide e estes agentes visam os marcadores inflamatórios que levam à lesão articular. Os agentes incluem adalimumabe, etanercepte, entre outros, isso inibe os mediadores inflamatórios como fatores de necrose tumoral.

Leia também: Artrose – Principais causas, sintomas e tratamentos

– Reduzir e prevenir lesão articular e preservar mobilidade das articulações

A maioria das enfermidades reumáticas leva à incapacidade grave devido à aflição das articulações pelos processos inflamatórios. Um objetivo da terapia importante é prevenir mais danos articulares progressivos e através da fisioterapia e exercícios mantém mobilidade articular melhor e independência relativa do paciente.

O dano articular é também impedido e interrompido no caso da artrite reumatóide usando agentes denominados como medicamentos modificadores do curso da doença. Estes agentes incluem metotrexato, leflunomida, sais de ouro, hidroxicloroquina, entre outros.

Eles podem prevenir lesão articular e prevenir a deficiência associada com artrite reumatóide. Em gota, os agentes usados para prevenir lesões articulares são aqueles que reduzem ácido úrico no sangue, incluindo alopurinol.

Sobre Fernanda Mayumi

Leia também

Bursite – O que é, causas, sintomas e tratamentos

A bursite é uma inflamação que tem cura, mas se não houver um tratamento correto, existe …

Fibromialgia – O que é, causas, sintomas e tratamentos

Fibromialgia é uma doença crônica que não tem cura, mas que se seguido corretamente o …

  1. edvania conceção Rodrigues

    eu tenho reumatismo tenho que ir ao médico todos mês qual remédio eu posso tomar

  2. Lilian Reginas Vilas Boas da Silva

    Tenho uma artrite um tanto quanto rara , se chama artrite psuriatica, e meu estágio já está bem avançando, tomo tecnomet, nimesulida , predinisona e um remédio de alto custo de 20 mil reais que o sus me da…. mas não é todo mês que ele está disponível pra mim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!