Página Inicial » Corridas » Quer começar a correr? Veja essas dicas

Quer começar a correr? Veja essas dicas

Com base em referências e estudos recentes, nos separamos as dicas mais importantes para iniciantes que pretendem começar a correr e ter todos os seus benefícios.

A corrida de rua é um dos esportes que mais cresce no mundo. Diversas pessoas, de forma amadora, se aventuram em corridas de média e longa distância, testando seus limites. Caso você queira entrar neste mundo, existem alguns cuidados e precauções que devem ser tomadas para que você não fique decepcionado com o resultado e mantenha-se motivado. Resumindo, tomando estes cuidados as chances de você ser mordido pelo “bichinho da corrida” são imensas.

A corrida de rua é um esporte quase que totalmente aeróbico, salvo em corridas mais curtas (menos de 10k), a solicitação energética vem do sistema aeróbico. Por isso, antes de mais nada é essencial você consultar um médico ( de preferência cardiologista) para te dizer se você está apto a correr. Após isto é só calçar os tênis e sair correndo, certo? É lógico que não!

A corrida por ser um movimento natural do ser humano, e fazer parte de nossa evolução muitas vezes é tida como algo simples. Mas falando em treinamento, em desenvolvimento da aptidão cardio-respiratória e muscular, muita coisa está em jogo.

Vamos as dicas para os iniciantes em corrida:

correr dicas para iniciantes– Inicialmente você tem de traçar seus objetivos. Eu sugiro que você trace seus objetivos para o prazo de 3 meses, 6 meses e um ano, para ficar mais fácil de manter-se focado.

– Após isto, é ideal comprar um tênis específico para corrida. Ele pode até ser um pouco mais carro do que os tênis convencionais, mas com certeza irá ajudar e muito na prevenção de lesões. Opte por um modelo confortável e com amortecimento.

– Comece aos poucos, a grande maioria das pessoas sedentárias que inicia um programa de corrida não conseguem manter a constância de ritmo por muito tempo. Isto é totalmente normal e não se culpe por isso. Alterne corrida e caminhada, até seu corpo se adaptar e você conseguir manter maiores períodos de esforço. Pazin, em uma pesquisa realizada em 2008, buscando características demográficas e culturais em comum entre os corredores, encontrou diversas evidências que a grande maioria dos problemas oriundos da prática de corrida de longa duração são eliminados ou amenizados com o treinamento adequado.

– Tente participar de pelo menos 2 provas por ano: mesmo que muitas pessoas entrem na corrida pela questão da saúde, participar de corridas é muito motivador. Lá você vai conhecer pessoas que tem objetivos iguais aos seus e com certeza será bastante positiva a experiência. Só quero ressaltar que para participar de uma corrida é necessário treinar para ela. Aventureiros não tem espaço no mundo da corrida. Tente percorrer a distância da prova nos treinamentos e comece com provas mais curtas, de 5 a 10k.

Fortaleça-se: apesar de ser aeróbica, a corrida acaba recrutando muito da musculatura, principalmente dos isquiotibiais (parte posterior da coxa), quadríceps (parte anterior da coxa) e do tríceps surral ( panturrilha), além da articulação do quadril, coluna lombar, ombros e outra mais. Por isso, o treinamento de força não deve ser deixado de lado. Treinos de RML, fortalecimento muscular e aumento da força máxima são essenciais para que o desempenho não seja prejudicado e as lesões prevenidas. Em um estudo de 2004, diversos técnicos de atletismo do Brasil, fizeram a constatação de que a melhora da força máxima, além de melhorar a circulação sanguínea intramuscular, devido a maior vascularização da área, aumenta também o Vo2 máx, provavelmente pelo mesmo motivo anterior, além de melhoras na economia do movimento, da frequência cardíaca e do limiar de lactato. Por isso é fundamental o fortalecimento muscular para a corrida, seja ela amadora ou profissional.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Treine! Só consegue alcançar os objetivos quem treina realmente. Na corrida o seu maior adversário é seu corpo e para vencê-lo você tem de estar preparado, por isso treine de maneira sistematizada e planejada, sem deixar de lado o acompanhamento de um bom profissional de educação física.

Referências:

Oliveira, Valdomiro de. et.al. A preparação física no atletismo nas provas de corridas de meio fundo e de fundo na cidade de Curitiba, Paraná. http://www.efdeportes.com/ Revista Digital – Buenos Aires – Año 15 – Nº 146 – Julio de 2010

Leite, Rommel da Silva. et.al. Efeitos do treinamento de força sobre o desempenho de resistência muscular . http://www.efdeportes.com/ Revista Digital – Buenos Aires – Año 10 – N° 75 – Agosto de 2004.

Cartaxo, Camila. CORRENDO ATRÁS DA SAÚDE: REPRESENTAÇÕES DA CATEGORIA DE SAÚDE ENTRE CORREDORES DE RUA. Congresso internacional em sociais e humanidade Niterói RJ: 2012,

Pazin, Joriz. et.al. Corredores de rua: Características demográficas, treinamento E prevalência de lesões. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, 2008.

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Crioterapia para corredores, efeitos positivos ou negativos?

A utilização de crioterapia vem se tornando muito grande, principalmente por parte dos corredores de …

o que comer antes e depois da corrida

Quem corre sabe da necessidade de uma dieta regrada que esteja de acordo com seus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!