Pesquisar

Prós e contras da reposição de testosterona para homens


PUBLICIDADE

Recentemente um dos maiores lutadores de MMA do mundo desistiu de uma luta que valia o cinturão de sua categoria, pois a entidade que emite as licenças para atletas proibiu os atletas que fazem TRT (terapia de reposição de testosterona) de lutarem sob a pena de doping. Com isso a discussão acerca da reposição hormonal para homens, que em 95% dos casos se trata de reposição de testosterona, voltou à tona. Muito se fala sobre a reposição hormonal, sendo que muitos são a favor e muitos são contra. Não que exista uma resposta em definitivo, pois cada pessoa tem um metabolismo e um estilo de vida diferentes que fazem com que a queda de produção de testosterona seja diferente para cada homem.

GettyImages

Mas antes de mais nada temos de entender o papel da testosterona no organismo masculino e por que é muito importante que ela não falte.

Funções da testosterona

O hormônio sexual masculino tem funções importantíssimas no organismo do homem e sua queda pode resultar em diversos problemas. Entre as funções primárias, a testosterona é responsável pelo desenvolvimento muscular na adolescência, além das características masculinas, como voz mais grossa, ativação do desejo sexual e muitas outras. Mas meu foco aqui no que se refere a testosterona é uma de suas principais funções na vida adulta, que é o anabolismo. A testosterona é altamente anabólica, pois participa ativamente dos processos de reconstrução muscular. Por isso, quedas na produção deste hormônio estão intimamente ligadas a sarcopenia (diminuição da massa muscular).

Devo fazer reposição hormonal?

Pois bem, o assunto é polêmico e divide opiniões. Ainda serão necessárias muitas pesquisas para chegarmos a um consenso. O que existe de concreto é que o que se deve buscar é um controle equilibrado da testosterona, pois ela é prejudicial tanto em excesso quanto em falta. Diversas características psicológicas são relatadas em pessoas com níveis muito altos ou muito baixos de testosterona, como por exemplo, agressividade (excesso) e diminuição do desejo sexual (diminuição).

O que se sabe hoje é que a reposição hormonal só deve ser feita para casos evidenciados de diminuição de produção de testosterona. Essa diminuição é comum a partir dos 40 anos e fica mais evidenciada depois dos 60 anos. Apesar de esta queda ser natural, muitos homens tem quedas muito bruscas, o que compromete a sua saúde. Nestes casos, com o acompanhamento de um bom endocrinologista, que vai saber avaliar especificamente cada caso e receitar as doses mais acertadas.

Muitas pessoas pregam que a reposição hormonal deve começar muito antes dos primeiros sintomas da andropausa, pois assim não teríamos perdas maiores. Mas na verdade, nosso corpo não entende desta forma, ele somente responde, positiva ou negativamente, aos estímulos recebidos. Se você fizer uma reposição hormonal sem que o corpo tenha uma baixa na produção da testosterona, o corpo vai, numa atitude de defesa e sobrevivência, reduzir a produção deste hormônio, sendo que a TRT deverá ser cada vez mais elevada. Além disso, diversas pesquisas mostram que pessoas que fazem reposição hormonal de testosterona sem necessidade tem o risco de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral elevados em mais de 15%.


Leia também:
Testosterona – Aumente sua produção natural e tenha excelentes ganhos de massa muscular
Como o Cortisol pode prejudicar os ganhos de massa muscular e como prevenir seus efeitos

Musculação e testosterona, qual a relação?

Como é de conhecimento de todos, a testosterona é um dos hormônios mais anabólicos de nosso corpo. Portanto, os resultados da musculação são diretamente ligados a produção de testosterona. Outro fator que deve ser levado em conta, é que durante a prática de exercícios por períodos muito prolongados, temos a produção de um hormônio opositor a testosterona, o cortisol, que faz com que a produção da testosterona seja reduzida a longo prazo. Porém, assim como para qualquer pessoa, somente quem tem evidenciado a diminuição da produção de testosterona deve procurar a reposição hormonal, sempre com o respaldo de um endocrinologista. Lembre-se, seu corpo tem uma individualidade, ele é único. Somente um bom médico pode avaliar se você precisa ou não de reposição hormonal. Bons treinos!


27
Deixe um comentário

avatar
18 Tópicos de comentários
9 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais em alta
26 Autores de comentários
WilliamUmbertoMaykolLucianoLuthy Autores de comentários recentes
  Inscrever-se  
Mais recente Mais antigo Mais votado
Notificação de
William
Visitante
William

Reposição de testosterona. Se você começar a reposição e pará o corpo não vai mais produzir a testosterona???

Umberto
Visitante
Umberto

O post é sobre necessidade de reposição de testosterona e o povo aqui falando de bola o tempo inteiro, ou seja, ninguém tá nem aí pra opinião médica. O pessoal quer mesmo é bolar e ficar corpão. #PELAMORDEDEUS

Maykol
Visitante
Maykol

Tenho 33 anos , sinto varios sintomas de falta de testosterona, nos exames deram abaixo de 300 ,a endocrino fala q eu sofro de ansiedade. Por isso minha testo esta tao baixa, teria problema comecar afazer trt com essa idade ?

Wagner
Visitante
Wagner

Boa noite ,fiz exame sangue e resultado estou com quantidade de testosterona baixa ,já sinto cansaço físico,queda cabelo e voz mudando ,como é oque poderia fazer tratamento para normalizar quantidade d testosterona? É a esa baixa quantidade testosterona influencia ter filhos,pois a quantidade de espermatozóides deu bem baixa estou tentando com minha esposa e não conseguimos? Já tomei tribulus terrestre,e vitaminas e ,c e não obtive melhoras
Obrigado

E. A. Souza
Visitante
E. A. Souza

Bom dia, já usei durateston mas meu libido aumentou e muito, assim como a massa muscular.