fbpx
Página Inicial » Saúde » Pectina – Para que serve, função, benefícios, se emagrece e onde encontrar
Pectina

Pectina – Para que serve, função, benefícios, se emagrece e onde encontrar

Presente em frutas, legumes e tubérculos, a pectina tem papel muito importante nas funções do nosso organismo e se consumida regularmente e aliada a atividades físicas, ajuda emagrecer!

A pectina faz parte da dieta humana desde os primórdios da civilização. A substância foi avaliada e declarada inofensiva diversas vezes do ponto de vista toxicológico. Há inúmeros países que a reconhecem como inofensiva e valiosa. Mas afinal, o que é a pectina?

Gelatinização ou solidificação: É esta a ideia por trás do nome, do grego pectos. A característica que a nomeia, é também o seu atributo principal. A pectina, descoberta somente no ano de 1790, possui inúmeras vantagens associadas.

Além dos atributos nutritivos da pectina, ela possui diversas outras aplicações. Ela atua como fibra alimentar reduzindo os níveis de colesterol LDL no sangue, melhora o trânsito intestinal e auxilia na perda de peso, ampliando a sensação de saciedade após a ingestão.

Atuando na digestão das proteínas e das gorduras no organismo, não há riscos diretamente associados à ela. Por isso, se deseja saber mais sobre a pectina, quais as suas principais aplicações, como atua e a melhor maneira de consumi-la, acompanhe e descubra.

O que é a Pectina

A pectina ou pectina cítrica (obtida através do processo de extração aquosa), consiste em uma fibra solúvel encontrada em abundância na casca de cítricos como a laranja, também em maçãs verdes e maçãs vermelhas, pêssego e em outros vegetais, além de tubérculos como a batata e a beterraba.

A pectina cítrica oferece diversos benefícios ao indivíduo, sendo um dos principais o emagrecimento. O que acontece, na verdade, é que a pectina enquanto fibra solúvel, retém a água criando um gel no estômago.

Este gel auxilia na digestão, além de facilitar a síntese proteica e lipídica, atuando na manutenção da boa forma corporal através da intensificação da absorção dos carboidratos pelo organismo.

Qual a função da Pectina

Além das propriedades nutricionais da pectina, ela é muito utilizada pela indústria farmacêutica sob a forma de suplemento alimentício. A sua capacidade de gelificação faz dela interessante também à indústria alimentícia.

Uma das principais funções da pectina é a redução dos níveis de colesterol LDL no sangue. O gel da pectina cria uma esponja de gordura fazendo com que os lipídios não absorvidos pelo organismo sejam eliminados.

Este mesmo gel, por suas propriedades, cria a sensação de saciedade por demandar um tempo elevado para que ocorra o esvaziamento gástrico.

Para que serve

Devido a propriedade de gelatinização da pectina, ela é utilizada como estabilizante em produtos alimentícios como geleias, concentrados e produtos de confeitaria. Além da utilização da indústria alimentícia, ela é usada na produção de fármacos.

O uso farmacológico da pectina está comumente associado ao tratamento de prisão de ventre, além de ser benéfico em processos de emagrecimento devido a saciedade provocada e a rápida eliminação lipídica.

Os Benefícios

Por ser uma fibra solúvel, o uso da pectina é geralmente indicado a perda de peso. Esta característica da pectina favorece a sensação de saciedade por tempo prolongado, além de manter os níveis de glicose no sangue, o que é ótimo para a saúde.

Para além dos fatores principais associados a pectina, os benefícios abrangem também:

Diminui o colesterol

A capacidade redutora dos níveis de colesterol, por conter em suas propriedades componentes que atuam diretamente na eliminação de placas em acúmulo nas artérias;

Diminui a pressão arterial

A regulação da pressão arterial, dada pela utilização do colesterol no fígado. Este benefício é explicado pela facilidade de excreção dos ácidos biliares, que intensifica a produção dos ácidos esteróides, reduzindo a pressão arterial.

Prevenção de câncer

Há ainda estudos que indicam que a pectina pode auxiliar na prevenção do câncer de próstata e também de cálculos biliares. Estes últimos, inclusive, podem encontrar na substância propriedades terapêuticas.

Mas afinal, a Pectina realmente emagrece?

Apesar de muito ter sido mencionado sobre este assunto, afirmar que somente a pectina é capaz de proporcionar emagrecimento a um indivíduo é errado. Não há segredo algum aqui.

Para que seja dado o emagrecimento, é necessário associar a ingestão de suplementos nutritivos a uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos. Somente então as propriedades e benefícios possíveis podem ser obtidos com o consumo de pectina podem ser alcançados.

No entanto, é importante destacar – mais uma vez -, que a pectina quando associada a outras práticas saudáveis pode auxiliar no emagrecimento. Além de sua capacidade saciadora (pelo tempo gasto para o esvaziamento gástrico), ela favorece a eliminação lipídica.

Resumindo

Então, se você consumir alimentos ricos em pectina em uma dieta balanceada e praticar atividades físicas, irá sim emagrecer. Agora apenas consumir a pectina e não fizer mais nada, não terá resultados na perda de gordura.

Possíveis efeitos colaterais

Não há efeitos colaterais conhecidos sobre o consumo excessivo da pectina, existem, no entanto, orientações ao seu consumo.

  • A primeira dela diz respeito ao uso de outros medicamentos; Atente-se, pois a pectina pode eliminar o seu efeito do organismo;
  • Recomenda-se também que o produto seja consumido apenas por indivíduos em idade adulta (acima dos 18 anos);
  • Gestantes ou mulheres durante o período de amamentação devem também evitá-lo ou consumi-lo somente com orientação médica.

Fontes nos alimentos

A pectina é encontrada principalmente no albedo de frutas cítricas e na polpa da maçã. Existem três formas primárias da substância: os ácidos pécticos, as pectinas e as protopectinas, variando conforme a fonte de obtenção.

As principais fontes alimentares da pectina são o bagaço da maçã, junto a casca de frutas cítricas. Ela é também encontrada no:

  • damasco;
  • morango;
  • jabuticaba;
  • tamarindo;
  • nas beterrabas açucareiras;
  • infrutescências do girassol;
  • cenouras;
  • goiaba;
  • kiwi;
  • tomates;
  • ervilhas;
  • arroz integral;
  • batatas.

Suplemento e Como tomar

Para pessoas com deficiência no consumo, é indicado por profissionais da saúde, a ingestão através do suplemento concentrando em pó ou em cápsulas de pectina.

A primeira recomendação que antecede o consumo da pectina diz respeito à indivíduos que visitaram profissionais habilitados; sempre siga as orientações dadas ao atendimento recebido, independente de diferentes usos recomendados.

A maneira convencional de ingerir a pectina, no entanto, é 2 vezes ao dia, sempre antes das principais refeições. Apenas duas cápsulas são necessárias para obter os resultados desejados.

Pectina – Para que serve, função, benefícios, se emagrece e onde encontrar
Avalie este artigo

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de