fbpx
Pesquisar

Parkour: o que é, como surgiu e como fazer os movimentos

Tem interesse em começar a praticar o Parkour? Então veja essas dicas essenciais para se dar bem nesse esporte!  Saiba quais alongamentos, aquecimentos e exercícios são mais recomendados, e os principais movimentos e cuidados.

A prática da atividade física é extremamente importante para a promover boa saúde e qualidade de vida.

Praticar esportes é uma forma de se divertir e também se manter ativo e saudável, sendo que existe uma grande diversidade de atividades desportivas existentes.

Um dos esportes que atualmente vem se popularizando, principalmente entre os jovens é o parkour.

Porém muitas vezes algumas pessoas já até escutaram falar do parkour, porém tem dúvidas em relação a sua origem e como se pratica e para responder a estes questionamentos escrevemos este artigo.

Parkour

O que é e de onde vem o parkour?

O parkour é um esporte, no qual o principal objetivo do praticante é deslocar-se de um ponto até outro vencendo obstáculos e para tal deve utilizar de diversos movimentos, como correr, pular, assim como realizar diversas manobras.

Os praticantes devem progredir de maneira a realizar cada percurso da forma mais ágil e rápida, porém sendo o mais eficiente possível, evitando gastar energia desnecessária nas manobras.

Esta modalidade foi elaborada por David Belle, o qual nasceu na região da Normandia na França e idealizou o esporte a partir de suas experiências na ginástica olímpica e artes marciais.

Após se juntar a outros jovens David Belle buscou divulgar os fundamentos, técnica do parkour, nomeando as manobras de forma a tornar mais popular esta atividade.

Como começar a fazer o Parkour

Muitas pessoas admiradoras do esporte sentem o desejo de praticá-lo também, porém ao ver vídeos dos traceur (nome dado a quem pratica o parkour) se desanimam por acreditar que seja impossível chegar a realizar uma manobra.

Assim como outros esportes, o primeiro passo é conhecer os fundamentos e técnicas da atividade e dessa forma ir de maneira progressiva treinando os movimentos e depois aumentando o grau de complexidade dos mesmos.

O parkour requer um grau de flexibilidade, agilidade e resistência para poder realizar manobras e vencer os obstáculos, portanto é necessário um treinamento com a finalidade de melhorar o desempenho na atividade.

Os primeiros passos para iniciar o treinamento são:

Alongamento

Realizar um alongamento do corpo inteiro auxilia a preparar os músculos para a atividade, no parkour é extremamente importante o alongamento para seus praticantes.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Um bom alongamento é essencial para os traceur, de maneira que necessitam de uma boa flexibilidade para garantir um desempenho máximo na atividade.

Aquecimento

Aquecer também é extremamente importante, pois é neste momento que o corpo é preparado para a atividade propriamente dita, com a finalidade de evitar possíveis lesões.

Esta parte pode ser realizada, realizando uma caminhada ou corrida de intensidade moderada por 15 minutos.

Treino

Esta é a parte, a qual interessa aos simpatizantes e curiosos em geral. Neste momento serão realizados os movimentos e manobras, sempre progredindo dos mais simples aos mais complexos.

O equilíbrio, aterrizagem, rolamento e as manobras são repetidos de maneira a aperfeiçoar a técnica e alcançar cada vez níveis mais altos em grau de dificuldade.

Vídeo com dicas de 10 movimentos fáceis para iniciantes

Cuidados e contra indicações

O parkour é um esporte, o qual desafia os limites físicos e psicológicos dos seus praticantes, sendo assim alguns cuidados devem ser tomados a fim de garantir uma atividade prazerosa e segura.

Respeite seus limites

É comum seja por inexperiência ou pela vontade de estarem sempre se superando, algumas pessoas tentam pular etapas com o objetivo de chegar ao mais alto grau de complexidade o mais rápido possível.

Portanto querer ir além dos limites de maneira indiscriminada pode levar a lesões, o que além de afastar das atividades e impactar de forma negativa na qualidade de vida do praticante.

Comece pelos movimentos básicos

Antes de saltos magníficos e movimentos que beiram o impossível é preciso aprender a técnica de maneira a realizar primeiro as manobras mais básicas.

Aprender a maneira correta de aterrizar, além de como saltar e diminuir o impacto utilizando o rolamento são alguns movimentos que devem ser compreendidos antes de passar para manobras mais difíceis.

Por ser um esporte, o qual requer um alto grau de mobilidade e também há muito impacto, pessoas com lesões nas articulações do tornozelo e joelho principalmente podem não conseguir desenvolver as atividades.

Para evitar desconforto, além de não agravar as devidas lesões, esta atividade física pode ser contra indicada para populações que possuam patologias articulares e musculares em primeiro momento.

Concluindo

O parkour é um esporte, dessa forma é necessário tentar sempre progredir para conseguir alcançar vários limites, sendo necessário fortalecer os músculos e evitar desequilíbrios musculares por meio do treinamento resistido (musculação).

Além do mais é importante treinar a flexibilidade de maneira a melhorar o desempenho durante a atividade e também evitar lesões.

A inclusão de exercícios de mobilidade também serão bastante úteis, com a finalidade de facilitar o progresso do praticante e garantir uma melhor evolução nos movimentos deste esporte.

Antes de iniciar qualquer treino, consulte seu professor de Educação Física para que ele prescreva e oriente um programa de treinamento específico de acordo com suas necessidades para poder estar praticando o parkour.

O parkour é importante como atividade física e também é uma ferramenta contra o sedentarismo, praticar este esporte além de desafiar o físico e psicológico também tem em sua filosofia o companheirismo e seu caráter de socialização.

Portanto informe-se e desfrute desta modalidade e aproveite para conhecer novos amigos, mantendo-se ativo e saudável.

Bons treinos!

Sobre Victor Hugo Rocha Ferreira de Oliveira

Professor de Educação Física formado em licenciatura pela UNIME e Bacharel pela FSBA. CREF: 010586-G/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *