Página Inicial » Dietas e Nutrição » Os benefícios do chocolate amargo

Os benefícios do chocolate amargo

O chocolate amargo além de proteger o coração, diminui também a vontade de comer. Mas é importante saber qual a quantidade ideal a ser consumida.

chocolate amargo benefícios

Difícil é encontrar um que não goste do bom e velho chocolate. Uns gostam mais, outros gostam menos. Ainda mais atualmente que temos tantos tipos, sabores, recheios, misturado com frutas, trufados…é uma verdadeira infinidade para caber no gosto e também no bolso dos consumidores. O problema é que nem sempre a gente quer comer apenas aquele “quadradinho” da barra ou um bombom pequeno. Depois de comer um, a mão tende a pegar outro pedaço e é aí que mora o perigo. Porém, dependendo do tipo de chocolate, ele pode ser muito bem-vindo e fazer bem para a saúde, mas, ainda assim, é preciso cautela e controle para consumir essa iguaria tão famosa no mundo.

Tipos de chocolate

Bom, como muitos sabem, existem 3 tipos de chocolate que são a base para os demais. Para comer bem é preciso saber o que comer e quando comer. Portanto, vamos a eles:

1. Chocolate ao leite: o mais comum entre todos eles. Esse tipo é composto de leite em pó ou leite condensado (sendo este o ingrediente mais comum) e o teor de cacau fica em torno de 30 a 40%. A presença do leite faz com que esse tipo tenha uma taxa de gordura elevada, além disso tem muito açúcar e gordura hidrogenada.

2. Chocolate Branco: é o mais calórico de todos porque não contém cacau puro e sim a manteiga do cacau. Além desse ingrediente temos também açúcar, leite e lectina. Apresenta textura mais cremosa e também é mais doce que os outros tipos de chocolate. Esse é a pior escolha que alguém pode fazer na hora de escolher um chocolate.

3. Chocolate amargo: possui, em média, 50 a 75% de cacau na composição e é produzido com os grãos de cacau torrados e sem adição de leite. Neste tipo aqui podemos ter algumas variações como o extra amargo que apresenta cerca de 75% a 85% de cacau e o meio amargo com 35 a 50% de cacau. Possui cor mais escura e sabor mais amargo sendo, por isso, muitas vezes rejeitado pelos consumidores, mas é o melhor para a nossa saúde.

Além desses temos, é claro, as versões diet e light de cada um desses, mas ainda assim não são muito aconselháveis. Isso porque, quando há, por exemplo, uma redução na quantidade de carboidratos, os fabricantes compensam o sabor aumentando a quantidade de gordura. Portanto, se for comprar algum desses tipos melhor olhar atentamente a tabela nutricional e comparar com o chocolate comum pra ver qual vale mais a pena.

Composição do chocolate amargo

Quanto mais cacau encontramos no chocolate mais teremos substâncias boas para a saúde. Por exemplo, os flavonoides (em especial a epicatequina) são os nutrientes mais importantes do chocolate amargo. Aos flavonoides são atribuídos diversos benefícios entre os quais temos: anti-hemorrágica, anti-inflamatória, antialérgica, anticâncer, entre outros. Outro benefício é que ajudam na absorção de vitamina C, importante para melhorar o sistema imune e ainda ajuda na produção de colágeno. Um papel muito importante para a saúde é o fato de ter ação antioxidante intensa atuando como agente preventivo do câncer e também de doenças cardiovasculares.

Chocolate amargo emagrece?

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Uma das propriedades do cacau é o seu efeito termogênico. Ou seja, ele aumenta o metabolismo do nosso corpo fazendo-o gastar energia numa velocidade maior e assim, consumindo mais gordura e carboidratos para se manter em atividade. Por ter ação termogênica, o chocolate amargo pode sim ajudar na perda de peso. Isso se deve à presença de cafeína no cacau. Além dela, existem outras substâncias com efeito muito parecido ao da cafeína: a metil-xantina e a teobromina. Para cada 100 g de chocolate podemos encontra 5 mg de metil-xantina e 160 mg de teobromina.

Para ter os resultados desejados você deve estar praticando algum tipo de atividade física, seja aeróbica ou de resistência. Além disso, os resultados são melhores quando você passa a ingerir diretamente o cacau em pó na dieta. Ele pode ser consumido junto com alguma fruta e mel ou em vitaminas e iogurtes já que possui o gosto um pouco amargo.

Benefícios do chocolate amargo

Alguns benefícios à saúde e à boa forma oferecidos pela presença de grande quantidade de cacau no chocolate amargo já foi descrito acima como acelerar a perda de peso e ação antioxidante ajudando na prevenção do câncer e doenças cardiovasculares. Vamos aprofundar esses conhecimentos.

1° Reduz a pressão arterial
Os flavonoides presentes no cacau são fortes combatentes do LDL, o colesterol ruim que tanto tentamos eliminar da alimentação. Esse tipo de gordura tende a se juntar e formar placas de ateroma que “grudam” na parede dos vasos sanguíneos aumentando a pressão arterial. O LDL pode chegar até a ocluir a luz do vaso, o que provoca o conhecido infarto.

Leia também: Como evitar e combater o colesterol alto

2° Diminui a vontade de comer
Além de aumentar o metabolismo, outra forma que o chocolate amargo pode ajudar na perda de peso é o fato dele reduzir a fome. Esse tipo de chocolate aumenta a saciedade, controla a liberação de insulina reduzindo aquela fome aguda que acontece às vezes e também diminui a síntese de grelina, um hormônio que aumenta a fome.

3° Maior sensação de bem-estar
Esse é o efeito mais conhecido oferecido pelo chocolate. Não é por acaso que muita gente, num momento de aflição, ansiedade ou estresse recorre a ele. O chocolate amargo consegue ativar a liberação de alguns tipos de neurotransmissores (compostos químicos que ajudam na passagem de informações e sensações no corpo e cérebro).

Alguns desses compostos são: a endorfina (diminui a sensação de dor e o estresse), serotonina (antidepressivo), teobromina e anandamida (também conhecida como substância da felicidade). Elas aumentam a sensação de bem-estar e reduzem o estresse. Nesse caso, como muita gente acaba descontando a ansiedade na comida, inclusive os que estão acima do peso promovendo um ciclo vicioso, uma boa opção é o chocolate amargo que pode aplacar com esse tipo de comportamento que costuma causar muito arrependimento depois.

Leia também: Bebidas e Alimentos Termogênicos que vão auxiliar no seu emagrecimento

Como consumir o chocolate amargo

A quantidade ideal de chocolate amargo que deve ser consumido por dia é de apenas 30 g, o equivalente a 3 “quadradinhos” de uma barra grande. São 179 calorias, 2.34 g de proteínas, 12.79 g de gorduras e 13.77 de carboidratos. Como se pode perceber, ainda que seja do tipo amargo, o chocolate pode ser bem calórico e ultrapassar as 30 g por dia não é aconselhável.

O chocolate amargo pode ser ingerido puro ou com frutas e iogurtes. Você pode ralar ou triturar e colocar no lanche que desejar. Mas atenção: não é bom ingeri-lo acompanhado de leite porque o oxalato presente no cacau impede a absorção do cálcio.

Referências
RICHTER, Marissol; LANNES, Suzana Caetano da Silva. Ingredientes usados na indústria de chocolates. Rev. Bras. Cienc. Farm.,  São Paulo ,  v. 43, n. 3, p. 357-369, Sept.  2007 .   Available from Scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-93322007000300005&lng=en&nrm=iso. access on  02  Oct.  2015.  Dx.doi.org/10.1590/S1516-93322007000300005.

Leia também

O que avaliar ao procurar um nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é um profissional fundamental para que você tenha melhores resultados em seu …

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

  1. Sou diabetica , mais amo chocolate amargo vale a pena o custo benefício, só peco com um quadradinho a mais rsrsrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!