Pesquisar

Naltrexona: Para que serve, se emagrece, efeitos colaterais e onde comprar

Atualizado em
Compartilhe:

A naltrexona foi inicialmente desenvolvida para o tratamento de pessoas com dependência química e problemas com alcoolismo, hoje em dia pessoas tem usado essa substância para emagrecer! Será que funciona?

Naltrexona


PUBLICIDADE

A Naltrexona trabalha de modo contrário ao receptor opióide, que está relacionado ao prazer.

Ela é usada principalmente para o tratamento de dependentes de morfina.

Contudo, com o tempo foi descoberto que a naltrexona também serve como um eficiente emagrecedor.

Porém, apenas a naltrexona não tem o poder emagrecedor citado, sendo que para isso ela precisa ser consumida em conjunto com outro remédio, o bupropiona.

Para que serve a Naltrexona?

A naltrexona serve então para dois propósitos: ajudar pessoas dependentes do alcoolismo e morfina e a emagrecer quando ingerida junto ao bupropiona.

Quando os dois remédios são consumidos, alteram o equilíbrio de alguns hormônios que causam a nossa sensação de fome, fazendo assim com que a pessoa sinta menos fome e ingira menos calorias.

A naltrexona também serve para que os níveis de colesterol no organismo sejam equilibrados de modo saudável.

Composição da Naltrexona

O princípio ativo da naltrexona o cloridrato de naltrexona, sendo o produto de sua reação o 6-ß-naltrexol.

Tanto o princípio ativo quanto o metabólito são excretados pelo rim.

Como funciona a Naltrexona?

A naltrexona funciona como um remédio inibidor da abstinência seja de alguns tipos de drogas ou do álcool.

O que a naltrexona faz é inibir a região do cérebro que interpreta o uso de drogas ou o consumo de álcool como um prazer.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Ou seja, a pessoa sente menos necessidade de ingerir álcool ou consumir drogas já que não causa mais nenhuma sensação de prazer no organismo.

E quando combinada a bupropiona, também tem poder emagrecedor.

Benefícios da Naltrexona

Recentemente, médicos e cientistas descobriram que a naltrexona quando ministrada em doses baixas podem trazer diversos benefícios ao organismo.

  • Ajuda a emagrecer com o bupropiona;
  • Promete tratar de doenças autoimunes;
  • Trata de distúrbios no sistema nervoso;
  • Pode ajudar no tratamento de alguns tipos mortais de câncer;
  • Ajuda no tratamento de câncer de mama, fígado e pulmão;
  • Pode ajudar no tratamento do HIV ministrado em doses mais baixas do que a naltrexona;
  • Reduzem a vontade da pessoa de usar drogas e álcool.

A Naltrexona emagrece?

Sim, ela ajuda a emagrecer, mas somente quando consumida junto com a bupropiona.

A alimentação, em alguns casos, funciona como o uso de drogas para as pessoas, já que algumas pessoas sofrem de distúrbios de alimentação.

Sendo assim, comer se torna mais do que uma necessidade para causar uma sensação de prazer.

Apesar de emagrecer, a junção dos dois medicamentos não é aprovada pela ANVISA e pode trazer algumas consequências para o organismo.

Estudos comprovaram que o uso dos dois medicamentos pode emagrecer de 5 a 10 quilos, mas isso também pode depender do metabolismo de cada um.

De qualquer modo, é recomendado procurar um médico antes de consumir os dois medicamentos para ter certeza de que não há qualquer tipo de restrição.

Efeitos colaterais da Naltrexona

Os efeitos colaterais podem ser diferentes de acordo com o metabolismo de cada pessoa.

No entanto, alguns são observados com mais frequência em quem consome o remédio. Eles são:

  • Alterações de humor, causando nervosismo;
  • Enjoos;
  • Causam tremores;
  • Enxaqueca;
  • Dificuldades para dormir (é comum que algumas pessoas que usam a naltrexona também tomem remédios para dormir, embora não seja recomendado);
  • Não sentem muita fome;
  • O remédio pode desenvolver também depressão e ansiedade por mexer na regulação de alguns hormônios. Em casos mais graves ainda pode gerar uma tendência ao suicídio. Nesse caso, é recomendado que o uso do remédio seja suspenso temporariamente e que se procure um médico.

Contraindicações

Ainda é bom frisar que o remédio não deve ser consumido em nenhuma hipótese por gestantes, lactantes, pessoas alérgicas ao cloridrato de naltrexona, pessoas com problemas crônicos no rim ou pessoas que já fazem algum tratamento com opióides.

Como tomar a Naltrexona?

A naltrexona pode ser ministrada de dois modos diferentes, sendo que um é para pessoas dependentes de álcool e o outro para dependentes químicos.

Para quem quer se tratar do alcoolismo, é recomendado tomar uma dose única diária de 50mg.

Quem precisa de tratamento por dependência química deve consumir a mesma dose, mas é preciso esperar pelo menos 7 dias sem consumir nenhum tipo de droga para que o organismo sofra uma limpeza de qualquer substância tóxica que ainda ficar no corpo.

O ideal é que a pessoa espere de 7 a 12 dias para começar o tratamento de maneira efetiva.

Leia também => 17 Remédios para emagrecer que são naturais e não prejudicam a saúde

Preço e onde comprar

A naltrexona pode ser encontrada em qualquer farmácia e na internet, sendo que o valor pode variar de R$160,00 a R$287,00, aproximadamente.

Lembre-se de sempre consultar um médico antes de iniciar qualquer tratamento e nunca fazer automedicação, sobretudo com remédios mais fortes e que podem vir a representar algum perigo se tomados de forma errada.

Caso queira comprar a Naltrexona pelo menor preço em uma loja de confiança, você pode clicar no banner abaixo para ter mais informações:

Comprar a Naltrexona pelo menor preço

Relatos sobre os resultados

Quem está tomando naltrexona ou já tomou e quer deixar seu relato sobre os resultados obtidos com o uso dessa substância, pode utilizar nossa área de comentários logo abaixo e ajudar os próximos leitores com seu depoimento. Todos agradecem!

Naltrexona: Para que serve, se emagrece, efeitos colaterais e onde comprar
3.7 (73.09%) 194 votes

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

30
Deixe um comentário

avatar
13 Tópicos de comentários
17 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais em alta
26 Autores de comentários
KaoanaPatyMARIA DA PENHA G FragaDanielCleber Autores de comentários recentes
  Inscrever-se  
Mais recente Mais antigo Mais votado
Notificação de
Paty
Visitante
Paty

Tenho tomado conforme prescrito pela endocrinologista a naltrexona + bup + metiformina. Vi resultados logo no primeiro dia. Sinto repulsa só em pensar em alimentos gordos. EX.: Pizza, hambúrguer, uma costela com agrião que amo rs. Só tenho conseguido comer coisas leves ( frutas, carne magra, alimentos baixo em gordura) quanto aos efeitos colaterais, tenho sentido náusea quando tomo. Comecei a tomar após o café da manhã e observei que com barriga cheia sinto menos. Quando estou no trabalho tomo um antiemético ( remédio pra náusea) para não atrapalhar em meu trabalho. Bom a princípio a endócrino passou a medicação… Leia mais »

Daniel
Visitante
Daniel

Vou começar a tomar hoje: uma cápsula de 1,5mg às 22hs. Meu tratamento é para uma das doenças autoimunes mais comuns hoje em dia – Tireoidite de Hashimoto (Hipotireoidismo). Daqui a um tempo voltarei para dar um feedback a vocês.

Cleber
Visitante
Cleber

Oi, o médico receitou o da marca revia mas ele ta custando 300$ e tem outros naltrexona custando 100$, será que tem muita diferença no resultado?

MARIA DA PENHA G Fraga
Visitante
MARIA DA PENHA G Fraga

Depende da dosagem que lhe foi prescrito.Se for baixa dose vale a pena manipular , desde que em farmácia de manipulação confiável

Susana
Visitante
Susana

Usei um mês pra ver se me faria bem tenho fibromialgia e depressão me sentia muito mau com um desânimo terrível e muitas dores me fez tão bem que meu médico receitou outra vez estou quase sem dor nem uma me sinto mais animada muito mais disposta efeitos colaterais não senti nada

Rosenéia
Visitante
Rosenéia

Boa noite Susana! Me animei com seu depoimento sobre o naltrexona. Faço tratamento psiquiátrico (depressão e ansiedade) há alguns anos e também sofro com a fibromialgia. Dentre todo este tempo, nenhum médico tinha prescrito o naltrexona. O psiquiatra que me tratava saiu da clínica e uma outra médica ficou no lugar dele; hj passei em consulta, ela me receitou o naltrexona gotas, falou para iniciar com 1 gota é assim por diante, máximo de 20 gts. Que meu organismo aceite bem assim como o seu. Também sinto muito desânimo e dor. Abraço, Rose.

Violeta Vânia de Paula
Visitante
Violeta Vânia de Paula

Olá, Rosenéia sou paciente psiquiátrica também. Tenho pisoríase no couro cabeludo e o médico geriatra me indicou essa medicação. Mais li a bula e vi que é para quem consome álcool. Você teria como me explicar melhor. Pois estou com muito medo de tomar, por conta de outros medicamentos anti-depressivos que tomo. Obrigada, se me responder. Bom dia!

carlos antonio thiesen CRFsc778
Visitante
carlos antonio thiesen CRFsc778

ol a 45 anos e estudo psoriase a muitos anos voce tem que tirar o glutem totalmente’ter a viatamina D3 acima de 50 n.e tomar naltrexona 4,5mg com receita medica as 23hrs por 6 meses.

Vania
Visitante
Vania

Também tenho fibromialgia, queria iniciar mais estou cheia de medo, mesmo ortomolecular passando. Qual dose vc toma?

Violeta Vânia de Paula
Visitante
Violeta Vânia de Paula

Susana sou paciente psiquiátrica também. Tenho pisoríase e o médico geriatra me indicou essa medicação. Mais li a bula e vi que é para quem consome álcool. Você teria como me explicar melhor. Pois estou com muito medo de tomar, por conta de outros medicamentos anti-depressivos que tomo. Obrigada, se me responder!

Osiane
Visitante
Osiane

Comecei a tomar há 12 dias, nos 10 primeiros com uma dosagem de 1,5mg, minha médica recomendou uma dose reduzida para adaptação, há dois dias comecei com 3,0 mg. Esou utilizando para tratar psoríase, até agora tive uma melhora discreta. De efeitos colaterais, estou me sentindo mais calma agora, nos primeiros dias fiquei mais agitada, meu intestino parou e estou com retenção de liquido. Vou continuar tomando e ver se meu organismo se adapta.

Luís Ângelo Silva de Abreu
Visitante
Luís Ângelo Silva de Abreu

PROTOCOLO COIMBRA: É um tratamento simples e barato e por isso não desperta o interesse da indústria farmacêutica.
Consiste em altas doses diárias de vitamina D, com restrição de cálcio e muita hidratação.
É usado desde o ano de 2002 pelo Dr. Cícero Galli Coimbra e vários outros médicos treinados por ele, no Brasil e no exterior.
Controla todas as doenças autoimunes, o Parkinson e o autismo, total ou parcialmente.
Luís A. S. de Abreu