Pesquisar

Musculação aplicada ao Emagrecimento

Uma pergunta muito comum em nosso site é se musculação emagrece, nesse artigo esclarecemos essa dúvida e ainda falamos de todos os seus benefícios.

O treinamento de força é um dos temas mais estudados e debatidos no meio acadêmico. Suas aplicações não se aplicam apenas ao treinamento desportivo ou ao fisiculturismo. Cada vez mais são encontradas evidências do papel do treinamento de força aplicado à saúde e a funcionalidade.

No que se refere ao emagrecimento, a perda de reservas adiposas ( quando falamos em emagrecimento não podemos ficar focados apenas no peso, pois as mudanças mais significativas acontecem na composição corporal), é o principal objetivo. Durante muitos anos se acreditou que apenas os exercícios aeróbicos eram realmente eficientes para o emagrecimento. Eles sem sombra de dúvidas são eficientes, mas a musculação também tem um papel importante neste processo.

Com os exercícios aeróbicos, com duração de mais de 20 minutos, usamos as reservas adiposas como fonte de energia também. Por isso eles também são eficientes no emagrecimento. O problema é que os aeróbicos, geralmente não têm um gasto calórico tão alto no pós-exercício, diferentemente da musculação.

Segundo França ( 2006) “Nos dias de hoje acredita-se que o emagrecimento acontece pelo gasto Calórico total da atividade, no qual inclui a realização do exercício, bem como a sua recuperação orgânica. Devido a este novo conhecimento, passou-se a dar mais importância a intensidade do exercício, por aumentar o gasto energético durante a recuperação do organismo, totalizando um maior gasto calórico durante as 24 horas do dia para o indivíduo, facilitando a perda de peso (DIONNE; TREMBLAY, 2003), além de ser mais eficiente na melhora do condicionamento físico (FERNANDEZ et al., 2004)”. Com isso a musculação passou a ser amplamente estudada, pois seu gasto calórico total se mostrou muito maior do que as atividades aeróbicas.

Quantas calorias queimamos em 1 hora de musculação?

musculação emagrece mesmoQuando falamos em gasto calórico de cada tipo de exercício, numa caminhada moderada de 1 hora, por exemplo, você pode eliminar entre 200 a 300 kcal. Já em 30 minutos intensos de musculação, pode-se gastar praticamente a mesma quantidade de kcal (estes valores variam de acordo com cada metabolismo).

Porém, após o exercício aeróbio nosso organismo levará aproximadamente 1 hora para voltar ao normal, onde será elimina entre 10 e 15 calorias. Já os praticantes de musculação tem o metabolismo acelerado cerca de 12% no pós-treino e até 15 horas depois esta taxa continua 7% mais alta.

Quanto mais massa muscular, mais fácil de emagrecer!

Como a musculação aumenta a massa magra, esta acelera o metabolismo de 17 a 25 vezes mais do que a massa de gordura. portanto, quanto maior a massa muscular, mais acelerado será o seu metabolismo e o seu gasto calórico, além de melhoras na utilização de energia e circulação sanguínea.

Ainda segundo França (2006) “Os exercícios de força podem produzir mudanças na composição corporal, no desempenho motor, na força muscular e na estética corporal, sendo um componente atual importante nos programas de treinamento para a saúde pública, onde a principal capacidade física treinada é a força muscular. Os principais fatores que os levariam a contribuir com a redução do peso seriam: a manutenção da taxa metabólica de repouso, através da manutenção da massa muscular e o aumento no consumo de energia pós-exercício. Após o exercício, o consumo de oxigênio permanece acima dos níveis de repouso por um determinado período de tempo, denotando maior gasto energético durante este período, acarretando em um aumento no gasto calórico diário.

Com isto concluímos que a musculação é um excelente exercício quando o foco é o emagrecimento. Ótimos resultados são alcançados quando a musculação é aliada a exercícios aeróbicos, pois temos as vantagens de ambos. Mas de nada adiantará estes exercícios se sua ingestão calórica for mais elevada do que seu gasto calórico. Portanto cuide também de sua alimentação.

Referências Bibliográficas:

FRANÇA, João Paulo Limongi. Et.al. Treinamento de força em circuito na perda e no controle do peso corporal. Revista Conexões v. 4, n. 2, 2006

SANTOS, Victor Hugo Araújo, et al. O treinamento de resistência muscular localizada como intervenção no emagrecimento. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo v.2, n. 7, p. 34-43, Jan/Fev. 2008.

Sobre Sandro Lenzi

CREF: 22643-G/SC Profissional de educação física apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online. Quer ter um treino personalizado? clique aqui.

10 Comentários

  1. neuza alves de oliveira

    oi treino a 10 meses ganhei massa muscular mas nao consegui peder muita gordura ,entrei na menopausa
    estou com os hormonios desorganizados treino 3 vz por dia musculaçao com aerobica e 2 dias faço pow jamp
    a unica coisa que estou conseguindo e manter meu peso de atual ma com alimentaçao correta
    brigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *