Página Inicial » Estética » Lipocavitação: tratamento estético que elimina a gordura localizada

Lipocavitação: tratamento estético que elimina a gordura localizada

Entenda as vantagens e desvantagens do procedimento de lipocavitação. Se funciona, quais os riscos, contraindicações e resultados de antes e depois.

lipocavitação

Se tem uma coisa que é difícil de perder são as tais gorduras localizadas. Mesmo os mais magrinhos acabam acumulando uma gordura aqui, outra ali. Isso acontece, normalmente, por causa dos maus hábitos alimentares: salgadinhos, refrigerantes, frituras, doces e por aí vai. Uma das formas de eliminar essa gordura de forma rápida é através da lipoaspiração. Mas, para você que não quer passar por uma cirurgia apenas por estética, pode optar pela lipocavitação.

O que é a lipocavitação

É um procedimento não invasivo no qual é usado um aparelho de ultrassom (bem diferente do aparelho de imagens ao qual estamos acostumados) para a redução da gordura localizada. Não é indicado para pessoas que sofrem de obesidade ou sobrepeso já que, neste caso, o ideal é fazer dieta e exercícios físicos com a ajuda de uma equipe de profissionais de saúde. A lipocavitação pode ser aplicada em diversas partes do corpo: quadris, flancos, abdome, braços, coxas e outras, reduzindo até 80% da gordura localizada.

Como a lipocavitação funciona

O aparelho de ultrassom consegue emitir ondas sonoras que estão numa frequência acima do que os ouvidos humanos conseguem compreender. Essas ondas atingem os tecidos mais superficiais como o tecido adiposo, ocorrendo uma vibração dentro das células. Essa vibração forma bolhas que vão aumentando de tamanho durante a aplicação do ultrassom. Em determinado momento, a pressão dentro dos adipócitos (células de gordura) fica tão grande que elas acabam estourando.

Leia também: Carboxiterapia – prós e contras

Essa gordura se divide em duas partes: ácido graxo e glicerol. O primeiro se liga à albumina, sendo posteriormente eliminada pelo fígado e o segundo acaba se dissolvendo em água e é eliminada pela urina e vasos linfáticos. Assim, a gordura que estava armazenada dentro das células fica livre podendo ser utilizada pelo corpo ou eliminada.

Cuidados após o procedimento

Ainda não há um consenso quanto ao que acontece com a gordura após ela ser liberada na corrente sanguínea. Alguns profissionais afirmam que ela acaba sendo realocada, seja de volta para o tecido adiposo em outro local no corpo, ou ainda pior, forma placa de gordura na parede dos vasos elevando a pressão arterial e os níveis de colesterol. Neste caso, o ideal seria realizar exercícios físicos de alta intensidade para eliminar a gordura que está circulando.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Outros afirmam que tal risco não existe já que, pois a quantidade de gordura liberada numa sessão de lipocavitação não é suficiente para causar tais malefícios. Entre uma sessão e outra, a gordura já teria sido eliminada, não sendo realocada. Mas em uma coisa os profissionais concordam: é importante realizar uma sessão de drenagem linfática após a sessão. Como a gordura também é direcionada para os vasos linfáticos, uma drenagem facilita a eliminação dela, que seria mandada para fora do corpo com maior rapidez.

Quais as vantagens e desvantagens da lipocavitação?

Bem, como se pode perceber, uma grande vantagem em relação a outros métodos de eliminação de gordura localizada é o fato da lipocavitação não ser invasiva. Esse procedimento não é doloroso, apesar de causar um leve desconforto em algumas pessoas. Quanto à desvantagem, para os mais apressados, os resultados só conseguem ser vistos após 4 ou 8 sessões. Cada sessão dura, em média, 30 minutos, ou seja, dá para ser feita até mesmo no intervalo do almoço. O ideal é que apenas uma área seja tratada por sessão, porém é possível tratar até 2 áreas, mas isso depende da extensão de cada uma delas.

lipocavitação antes e depois

Efeitos colaterais e contraindicações

Não há muitos efeitos colaterais e a maioria deles é causado pelo mal uso do aparelho pelo profissional. Procure uma clínica de confiança e com um profissional devidamente capacitado, com curso específico para o procedimento. Também é preciso ter certeza se o aparelho foi devidamente calibrado. Do contrário, podem causar queimaduras na região e até mesmo danificar órgãos mais profundos, pois um aparelho com defeito pode emitir ondas de maior extensão e atingir outras áreas do corpo.

Já as contraindicações ficam por conta de alguns grupos mais específicos:

  • Gestantes ou quem quer engravidar já que as ondas sonoras podem prejudicar a gestação e trazer problemas de saúde para o feto;
  • Pessoas que sofrem de doença cardíaca, com tumor, colesterol alto, patologias hepáticas, feridas abertas ou doenças de pele;
  • Quem utiliza próteses metálicas, implantes, marcapasso, aparelhos auditivos e outros.

Preço por sessão

O valor sobre cada sessão tem um preço razoável, ficando entre R$ 100 ou 150, porém, como podem ser necessárias até 8 sessões para ver o resultado. O valor pode sair um pouco mais salgado que o esperado. Como só é preciso esperar cerca de 72 horas para a próxima aplicação, o ideal é já ter uma reserva para completar todo o procedimento.

Sobre Calila Galvao

Leia também

Óleo de Rícino – Para que serve, benefícios e onde comprar

Estudos recentes tem mostrado que o óleo de rícino (ou óleo de mamona) pode auxilar …

Óleo de Argan – Para que serve, benefícios e como usar

Rico em vitamina E, o óleo de argan e muito utilizado para o tratamento do …

  1. Rosaine Bianco Morales

    Estou fazendo o tratamento com a lipocavitacao. Minha pele fica com um vermelhidão ..como hematoma. É normal??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!