fbpx
Página Inicial » Dietas e Nutrição » Frutas » Lichia, a fruta que emagrece e tem ação antioxidante

Lichia, a fruta que emagrece e tem ação antioxidante

Rica em vitaminas e nutrientes, a fruta lichia possui ótimos benefícios para saúde e ainda ajuda nos treinos e no emagrecimento.

Lichia, benefícios da fruta

A lichia, também chamada de lechia, uruvaia ou lichi é uma fruta de origem asiática e que é bastante semelhante ao morango por fora. Ela é de cor vermelho intenso e sua casca é rugosa, já a polpa é muita parecida com a uva, muito fácil de ser destacada tanto da casca quanto do caroço que é grande.

Ela é rica em vitamina C, além de ter outros nutrientes como vitaminas do complexo B, sódio, potássio e cálcio. A fruta chegou há poucos anos aqui no Brasil e já faz grande sucesso.

Nutrientes e propriedades da Lichia

A lichia é também conhecida por ajudar no tratamento e prevenção de gripes e resfriados. Não foi por acaso que ganhou essa fama, em 100 gramas da fruta é possível consumir 71,5 mg de vitamina C (ajuda a fortalecer o sistema imunológico). A vitamina C também é um potente agente antioxidante, ajudando a destruir os radicais livres e a diminuir o risco de câncer (a lichia é cheia de flavonoides).

Essa vitamina também ajuda no controle do colesterol e faz bem para a pele.

A casca da lichia também é repleta de substâncias fenólicas (agentes antioxidantes) como as antocianinas. Elas não auxiliam apenas na prevenção do câncer como também de doenças cardiovasculares, alergias, imunidade baixa e doenças crônico degenerativas. Veja outros nutrientes que fazem parte da lichia e ajudam na nossa saúde:

Potássio (em 100 gramas de lichia temos 171 mg de potássio): esse mineral é essencial na manutenção da pressão arterial;

Vitaminas do complexo B (o que torna a fruta um bom agente metabólico);

Contém muita água, ajudando na hidratação dos tecidos orgânicos;

Leia também: Vitaminas do complexo B – Funções, fontes, benefícios e engordar

Os benefícios da lichia

Ajuda no emagrecimento
A lichia é uma excelente fruta para quem está querendo perder peso. Muito saborosa e cheia de fibras, essa fruta tem baixa caloria. Em 100 gramas (em torno de 8 a 15 unidades) temos apenas 65 calorias. Além disso, um estudo realizado no Japão conseguiu constatar a perda de 15% da gordura abdominal de pessoas que usaram a lichia por 10 semanas, em comparação ao grupo placebo.

Ajuda nos treinos
Como foi dito mais acima, a lichia possui uma grande quantidade de potássio. Esse mineral é essencial para que a contração muscular seja efetiva. Lembre-se que existe um mecanismo celular conhecido como Bomba de sódio e potássio.

Para que a contração possa ocorrer deve haver uma quantidade mínima de potássio na nossa corrente sanguínea para realizar o potencial de ação e assim, os nutrientes necessários conseguirem entrar na célula para que ela seja nutrida.

É por isso que, quando há deficiência de potássio no nosso corpo sentimos cãibras. Isso fica muito mais nítido logo após os treinos de musculação, um momento no qual o músculo trabalha de forma mais intensa para conseguir as proteínas que precisa.

Trata infecções intestinais
Um tipo de infecção intestinal, causado por uso frequente de antibióticos, o reduz os agentes benéficos da nossa flora intestinal, pode ser minimizado pelo consumo da lichia. Um tipo de levedura encontrada na fruta consegue resistir à ação do suco gástrico presente no estômago e quando chega ao intestino colonizando-o.

Esse micro-organismo consegue diminuir a produção de toxinas causadas por esse tipo de infecção intestinal e também consegue ajudar na liberação de um tipo de protease que bloqueia a ação dos receptores das toxinas.

Ação antioxidante
A lichia contém uma substância chamada de proantocianidinas. Ela é um agente antioxidante, também muito encontrada nas sementes de uvas, consegue diminuir a ação danosa dos radicais livres nas células.

Esses radicais, com o passar do tempo, podem modificar a estrutura do nosso DNA e com isso, a replicação celular fica defeituosa, gerando os tumores. A proantocianidinas também consegue exercer proteção sob o fígado e rins por overdose de paracetamol.

Como consumir a lichia

Infelizmente, a lichia aparece de forma mais frequente no verão. É possível encontrá-la também durante o inverno, mas com um preço muito mais salgado. Uma boa solução é fazer um estoque e congelar a fruta ao longo do ano pois ela não perde o seu saber e não os seus benefícios.

A sua textura pode ficar um pouco comprometida pela formação dos cristais de gelo e possível destruição de parte das fibras. Na hora de comer, limpe bem a casca para remover todas as impurezas e evitar que elas encontrem a polpa. A melhor opção é consumi-la de forma natural, mas é possível fazer sucos, até mesmo os funcionais e detox com essa fruta.

Existem contraindicações?

Existem, mas são poucas. Por conter muito potássio, a lichia não é indicada para pacientes com doença renal crônica, tampouco para aqueles que têm alguma doença cardíaca ou hipertensão arterial. É preciso também ficar atento a algum tipo de reação alérgica, mas é raro.

Lichia, a fruta que emagrece e tem ação antioxidante
Avalie este artigo

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de