Pesquisar

Lecitina de soja: Para que serve, Benefícios e Como tomar

A Lecitina de soja reduz o colesterol e ainda melhora a saúde do cérebro. Apesar de ter vários benefícios, deve se ter atenção a alguns dos seus efeitos colaterais.

lecitina de soja benefícios e efeitos colaterais


PUBLICIDADE

A lecitina é um tipo de gordura essencial que tem como origem diversos alimentos, sendo eles de origem animal ou vegetal. No caso da lecitina de soja, como o nome propõe, a origem é justamente esta planta.

A lecitina de soja pode ser encontrada facilmente à venda como um suplemento fitoterápico, uma vez que tem diversos benefícios à saúde.

Suas principais indicações variam desde a saúde da mulher até a de evitar doenças neurológicas.

Para que serve a Lecitina de soja

Engana-se, porém, quem pensa que a lecitina de soja tem utilização apenas como suplemento alimentar fitoterápico.

As vantagens desta substância são também aproveitadas no ramo da estética, com a produção de cosméticos, e também na indústria alimentícia.

No caso específico da culinária, este produto pode ser utilizado de diferentes maneiras.

Em geral, emprega-se ele como emulsificante, substituindo o ovo em receitas, em saladas e engrossando sucos e caldos de frutas ou sopas.

Já no corpo humano, podemos resumir a utilização da lecitina de soja em algumas principais.

Ela é utilizada como complementar natural para tratar e evitar doenças neurológicas, cardiovasculares, hepáticas e até mesmo depressão e ansiedade.

Propriedades

O que gera essas funções da lecitina de soja é o que ela carrega consigo.

Ou seja, as suas propriedades, que conferem à ela um alto valor nutricional e fazem da lecitina de soja tão benéfica à saúde.

O principal motivo dela ser usada na culinária, a que os usos já foram referidos, é que ela une as partículas, emulsificando, ou, em outras palavras, dando corpo aos alimentos.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Adicionalmente, ela também faz com que os líquidos se espalhem com maior facilidade. Na indústria de cosméticos tem valor semelhante.

No caso específico da saúde, ela tem uma série de propriedades positivas na sua tabela nutricional.

A lecitina de soja é fonte de gorduras boas, além de possuir uma quantidade considerável de carboidratos e poucas proteínas. Além disso, possui:

  • Colina
  • Fibras alimentares
  • Fósforo
  • Inositol
  • Ômegas 3 e 6
  • Sódio
  • Fosfolipídios (fosfatidiletanolamina, fosfatidilcolina e fosfatidilinisitol)

Fontes nos alimentos

As principais fontes de lecitina são a gema do ovo, o gérmen de trigo e a soja.

Leia também:

Levedo de cerveja: Para que serve, 15 Benefícios e Como usar

Benefícios da Lecitina de soja

Tudo isto confere à lecitina de soja benefícios ao organismo, traduzidos em melhora na qualidade de vida das pessoas. Ela é importante para o bom funcionamento do organismo. Ela atua da seguinte forma:

1. Controla o colesterol

Existem dois tipos de colesterol: o bom (HDL) e o ruim (LDL). A lecitina de soja auxilia com que o positivo seja produzido em maior escala, ao passo que também controla os índices do negativo. Com isso, auxilia a evitar coágulos e todos os males relacionados.

2. Estimula a saúde neurológica

Um dos grandes benefícios da lecitina de soja é dar saúde ao cérebro. Ela auxilia na formação de um neurotransmissor denominado acetilcolina, o qual é responsável, no sistema nervoso central, por funções que previnem a demência, o Alzheimer, entre outros.

3. Regula a menstruação

O primeiro dos benefícios da lecitina de soja às mulheres é a regularização da menstruação.

Ela faz isto porque também interfere na produção de hormônios, evitando extremos que mexem com a saúde feminina.

4. Alivia os efeitos da menopausa

Também por equilibrar a produção hormonal, este produto tem aqui outro efeito. Alivia os tão incômodos efeitos da menopausa.

5. Auxilia no emagrecimento

Uma vez que se complemente a lecitina à prática regular de exercícios físicos, ela auxilia na perda de peso. Isto por conta da aceleração do metabolismo, fazendo o corpo gastar mais energia.

6. Saúde do Fígado

Tanto a lecitina quanto a colina são essenciais para a saúde do fígado e elas têm um papel fundamental para impedir que haja acúmulo de gordura e bloqueios do sistema sanguíneo.

 Essas duas substâncias também conseguem proteger o fígado de possíveis danos eliminando as toxinas desse órgão.

Indicações da Lecitina de Soja

Indica-se, em suma, a lecitina de soja, quando há algum destes problemas de saúde aos quais ela pode ajudar a combater. No entanto, este produto não substitui os medicamentos tradicionais.

Os efeitos à saúde feminina, ao cérebro, na perda de peso e ao coração só aparecem quando utilizado de modo responsável.

Por isto, procure a orientação de um médico ou nutricionista para a recomendação de um suplemento.

Leia também:

Proteína de soja: 10 Benefícios, mitos e verdades, fontes e consumo

Efeitos colaterais

Como qualquer outro alimento, por mais saudável que ele seja, quando você o consome em excesso ele pode causar danos a sua saúde. Veja quais podem ser esses danos:

1. Efeito sanfona:

Algumas pessoas podem ganhar peso com o consumi excessivo da soja e também sentir perda de apetite por um certo período. Isso pode causar o temido efeito sanfona que deixa a pele flácida e causa estrias.

2. Alergias: 

Existem pessoas que têm alergia à soja e que mesmo em quantidades pequenas podem sofrer com os efeitos da lecitina. Podem aparecer erupções e coceiras na pele.

3. Hormônios: 

A lecitina da soja interfere na função da glândula tireoide o que pode desencadear patologias como o hipotireoidismo ou hipertireoidismo.

4. Queda da pressão arterial:

Podem aparecer sinais como visão borrada, dor de cabeça, tontura, vômito entre outros com o consumo excessivo da lecitina de soja.

5. Sistema digestivo: 

A lecitina da soja pode causar náusea, diarreia e dor abdominal, interferindo na absorção de nutriente dos alimentos.

Leia também:

Linhaça: 8 Benefícios, Se emagrece, Como consumir e quantidade

Como tomar o suplemento

A lecitina de soja, como tudo que se conhece, deve ser consumida de forma moderada, sem exageros. O mais correto é seguir as indicações do médico ou nutricionista ou então do rótulo do produto adquirido.

No entanto, há um padrão de utilização da lecitina que varia de 500 mg a 2000 mg por dia. Dentro desta janela de valores, o consumo não deve gerar maiores problemas.

Elas são ingeridas antes das principais refeições, sendo duas cápsulas para antes de cada uma.

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

7 Comentários

  1. Alcides Ribeiro Batilani

    Tomo junto com extrato puro de graviola, e excelente para quem tem problema de esquecimento.
    Depois de duas semanas minha memoria se restabeleceu normalmente, e ouve um aumento muito grande no libido…
    Sei que coloco 10 gotas do extrato de graviola em copo de água, e duas capsulas antes do almoço e jantar.

  2. Interessante a matéria, mas vamos esquecer um tiquinho os patrocinadores para beneficiar os leitores: vocês também encontram em embalagens de 1 litro por 1/30 do custo proporcional das cápsulas.

  3. Elisângela Aparecida Barrado Avanço Hailer

    Me ajudou muito, o artigo sobre a lecitina de soja, muito obrigada.

  4. angelica gomes da silva teixeira

    Gostaria de saber se alguém já tomou e quais foram os resultados

    • Marcia Maria Pontes

      Na minha família, a lecitina é usada para labirintite, melhor do que qualquer droga e, a partir do segundo dia de uso os sintomas começam a desaparecer.

    • Angelica, uso a lecitina a muitos anos e recomendo. Inclusive ela é um ótimo repositor hormonal quando tomado para ajudar no controle da menopausa.

  5. Leticia Dias Nardelli

    Ótimo artigo sobre a lecitina , ajudou muito, obrigada , Leticia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *