fbpx
Pesquisar

Hérnia inguinal nos praticantes de musculação

Atualizado em
Compartilhe:

O surgimento de hérnia inguinal em alguns praticantes de musculação, tem os mantido afastados dos treinos. Conheça os motivos, sintomas e tratamentos.


PUBLICIDADE

O corpo mantém seus órgãos em um espaço interno, o qual também é preenchido por pele, aponeurose, ossos e músculos.

Estes, além de terem suas próprias funções, auxiliam para que nenhum dos órgãos vitais sofra injuria ou se desloque.

Entretanto, por motivos genéticos ou, até mesmo, do meio, a parede da cavidade onde esses órgãos são protegidos pode se enfraquecer, causando lesões e problemas graves.

Falando sobre um dos problemas que têm sido visto em grande parte da população, a hérnia, especialmente a hérnia inguinal é nosso assunto para a matéria de hoje, principalmente por ser problemática e ter sido vista em muitos praticantes de musculação.

Esta, quando não cuidada no tempo devido, podem levar o paciente à morte através de uma infecção generalizada.

Vamos conhecer um pouco sobre esse problema e como, através da musculação, alguns atletas o desenvolveram.

A hérnia inguinal é o aparecimento de um orifício, dentro do abdômen, na parte muscular do mesmo.

 Esse orifício se faz visível ao portador de tal problema, podendo ser vista, em grau mais avançado, a pele que separa o intestino da parede da cavidade abdominal.

Esse tipo de hérnia é a mais comum, sendo mais de 70% das hérnias abdominais, e atingindo grande parte da população.

Estudos indicam que tal hérnia afasta, por ano, mais de 80 mil pessoas do trabalho.

O canal que sofre a ruptura, para causar a hérnia inguinal, chama-se canal inguinal e é um espaço normalmente fraco na região abdominal do corpo.

Sua principal função ocorreu quando o homem era apenas um feto, ainda em desenvolvimento.

Foi por esse canal que o sistema reprodutivo masculino, ou seja, os testículos, se moveu a fim de chegar ao seu local permanente, a bolsa escrotal.

Depois de ser a passagem para os testículos durante a vida intrauterina, o canal foi fechado por músculos.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Entretanto, dependendo da formação muscular de cada indivíduo, ele poderá ficar mais ou menos predisposto a sofrer lesões, além de outros fatores que poderiam contribuir para a formação de rupturas nessa área.

Existem dois tipos de hérnia inguinal, a direta e a indireta. A hérnia inguinal direta ocorre a partir de uma fraqueza do canal, que foi mencionado anteriormente.

Normalmente, tal fraqueza pode ser decorrente do afrouxamento que ocorre dos tecidos da parede do canal, aparecendo com a idade.

Pessoas mais velhas ou que fizeram exercícios em que o abdômen sofreu muito esforço podem ter tal hérnia.

Já a indireta ocorre quando o conteúdo abdominal desliza para a bolsa escrotal por um local fragilizado.

Esse ponto menos resistente do canal inguinal chama-se anel herniático.

Entre os principais sintomas que podem ser vistos em pessoas com hérnia inguinal é a dor na região, a qual piora com esforços como tosse, exercícios, evacuação; abaulamento abdominal, que é a formação de caroços, especialmente na virilha; entre outros.

É importante que a qualquer sinal de dor na região, um médico seja consultado, para que o estado não piore.

Como falamos anteriormente, existem dois tipos de hérnia inguinal, a direta e a indireta. Vamos falar um pouco mais da direta, porém levando em consideração os atletas da modalidade de atividade física musculação, que normalmente podem sofrer com tal problema devido ao grande esforço de atividades físicas.

Todos os exercícios, em especial aqueles que levam o corpo a um esforço maior, podem ocasionar a hérnia inguinal. Entretanto, uns ou outros têm sido apontados como aqueles que poderiam desencadear, de maneira direta, tal problema.

Exercícios que favorecem o aparecimento da Hérnia inguinal

Entre estes, alguns dos esforços que ocorrem durante tal atividade podem ocasionar a ruptura da pele do canal inguinal, ou piorar a possível predisposição ao problema.

Atletas que realizam exercícios de grande esforço e que demandam muita resistência são possíveis indivíduos a manifestarem a hérnia inguinal.

Entre os exercícios que mais poderiam levar a uma hérnia, aqueles que aumentam a pressão dentro da cavidade abdominal, como agachamento, exercícios isotônicos e isométricos, especialmente através da grande demanda pela contração na área do abdômen, podem levar à ruptura.

Exercícios de grande impacto, como corridas, especialmente as de grande resistência, como maratonas, também poderiam ocasionar este problema nos atletas, especialmente por ocasionar um grande aumento na pressão abdominal.

Foi possível perceber que a questão maior é a pressão ocasionada dentro da cavidade abdominal. Em relação a isso, outras considerações devem ser vistas também.

Não somente os exercícios ocasionam pressão na região abdominal, mas o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, o tabagismo e a obesidade poderiam levar a um aumento da pressão nessa região.

Por isso, é importante que se tenha uma vida saudável e regrada, com exercícios e alimentação moderados, além do acompanhamento sempre de um médico, no intuito de se prevenir de problemas como a hérnia inguinal.

Tratamentos da hérnia inguinal

O tratamento desse problema, ocasionalmente, é a cirurgia. Chamada, também, de herniorrafia. Ela é simples e, normalmente, não ocorre maiores complicações na hora de sua realização.

Esse tratamento convencional vem sendo usado há anos, onde consiste em recolocar o conteúdo herniário para dentro da cavidade abdominal, e em seguida corrigindo o defeito do canal inguinal com pontos (sutura).

Devido alguns relatos de inconvenientes no pós-operatório por causa de dores nos tecidos que sofriam grande tensão, e que em muitas das vezes o tecido já estava comprometido e doente e recebiam pontos. Havendo um índice enorme de surgimento de novas hérnias.

Em 1970 surgiu um novo tratamento onde ocorre a colocação de uma tela sintética. 

Essa técnica consiste em corrigir o defeito do canal inguinal sem tensão muscular, adaptando o tamanho da tela para cada caso.

Essa técnica tem apresentado baixos índices de hérnia inguinal, menor dor no período pós-operatório, menor necessidade de repouso, uma recuperação e retorno mais rápido as atividades físicas. 

A aplicação dessa tela é realizado de duas formas: o método convencional com uma incisão na região inguinal ou através de cirurgia vídeo-laparoscópica (colocação de pinças na cavidade abdominal). Dependendo do caso é feito a cirurgia com anestesia local sem internação hospitalar.

O paciente pode ser operado e ao término ir para casa.

Não deixe de consultar um médico no caso de qualquer dos sintomas salientados no decorrer do artigo. Sua saúde vem em primeiro lugar.

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

23
Deixe um comentário

avatar
18 Tópicos de comentários
5 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais em alta
23 Autores de comentários
Wátylla CorreiaTreino MestreBruno Kistenmacker SantosALESSANDRO DAROSHarrison Miranda Autores de comentários recentes
  Inscrever-se  
Mais recente Mais antigo Mais votado
Notificação de
Bruno Kistenmacker Santos
Visitante
Bruno Kistenmacker Santos

Não sei se tenho a hernia , ultimamente quando eu faço corrida na esteira , sinto meu saco escrotal diminuir , é meu pênis também . Porém não sinto dores nenhuma , só a diminuição mesmo . Só acontece quando faço muito esforço físico. Quais exames devo fazer pra descobrir se tenho ou não ?

ALESSANDRO DAROS
Visitante
ALESSANDRO DAROS

Fiz uma cirurgia de hérnia inguinal recentemente. Faz uns 15 dias quando posso voltar a treinar musculação

Wátylla Correia
Visitante
Wátylla Correia

Fiz a cirurgia recentemente também. Meu médico disse pra mim voltar as atividades com 45 dias após a operação (treino com carga bem leve), após 60 dias aumentamos a carga gradativamente , somente em casos de dor que não podemos aumentar a carga.

Harrison Miranda
Visitante
Harrison Miranda

Gostaria de saber se fazer exercício físico de força, como musculação, sem cueca e/ou suspensório escrotal pode ser prejudicial ao homem.

Oliveira
Visitante
Oliveira

Péssima notícia amigos,tive fiz 2 cirurgias e corro risco da terceira rsrs ….natural ela vai voltar a nao ser que parem com os treino ou diminuem as cargas e pesos. Ou parem com as atividades.

Ana Paula
Visitante
Ana Paula

Boa tarde!!!
Fiz uma cirurgia de hérnia inguinal bilateral no dia 31/07 e estou para voltar às atividades físicas.
O problema que estou com receio da hérnia voltar.
Claro que vou procurar ter todos os cuidados e procurar ir com calma, pois o que me apavora é ficar sem treinar.
A pergunta é: tem alguma cinta que eu possa usar para evitar?