Página Inicial » Saúde » Glutationa – O que é, função, benefícios, fontes nos alimentos, preço e onde comprar

Glutationa – O que é, função, benefícios, fontes nos alimentos, preço e onde comprar

A glutationa ou GSH é uma proteína e um poderoso antioxidante que protege as células. Combatendo os radicais livre e evitando muitos doenças. 

Glutationa suplemento

Considerada a mãe dos antioxidantes, essa proteína encontrada nas células do corpo humano pode fazer muito por você. Encontrada principalmente no fígado, a glutationa tem efeitos anti-inflamatórios e desintoxicantes.

A proteína também pode ser ingerida através da alimentação, como por carnes, vegetais e frutas.

Função da Glutationa

Pesquisas acreditam que a glutationa é tão importante que o nível da proteína em nossas células pode medir a longevidade. Podendo ser tomada de forma oral para tratar algumas doenças, a proteína também é produzida naturalmente.

Quando tomada de forma oral, a glutationa pode tratar doenças como catarata e glaucoma. Além disso, ela pode prevenir envelhecimento, tratar alcoolismo e até ajudar em comportamentos de asma ou câncer.

Doenças cardíacas, hepatite, doenças que atacam o sistema imune, AIDS e Alzheimer também podem ser tratadas por meio dessa proteína. Algumas pesquisas mostram também eficácia no tratamento de doenças pulmonares, incluindo a fibrose cística.

Alguns médicos podem aplicar a glutationa como injeção no músculo. Isso pode ajudar a prevenir efeitos colaterais do tratamento de câncer. E também pode ajudar muito a tratar a infertilidade masculina. Quando ingerida diretamente na veia o nutriente pode prevenir anemia em pacientes renais sob tratamento com hemodiálise.

Entre outros benefícios que a proteína traz está a melhora do tratamento de mal de Parkinson, melhoramento da corrente sanguínea, e a diminuição da coagulação em pacientes com arteriosclerose.

Síntese e funcionamento no catabolismo

A glutationa é sintetizada no fígado. Além do mais também são catalisadas pela y-glutamil-cisteina-sitetase e pela glutationa-sintetase. Em seu funcionamento a proteína é distribuída através da circulação sanguínea para todos os tecidos. A degradação da glutationa e GSSG nos seus aminoácidos ocorre em nível extracelular.

Outro bom ponto que ela ajuda é na desintoxicação de antidepressivos e benzodiazepinas.

Em nosso corpo

A glutationa é encontrada em todo nosso corpo, principalmente no trato intestinal e no fígado. Ela ajuda na luta contra compostos prejudiciais que são eliminados através da bile.

A glutationa é fornecida através da reconstrução do sistema imunológico. Ela é fornecida para os glóbulos vermelhos e brancos, portanto a deficiência dessa molécula pode trazer malefícios. A falta de uma molécula antioxidante hidrossolúvel leva o corpo a uma maior vulnerabilidade.

Além disso, ela pode acabar sendo mais danificada pelos radicais livres. Algumas doenças que podem ocorrer com a deficiência da proteína são distúrbios mentais, tremores e até falta de equilíbrio.

Essa proteína é essencial para as células do corpo, protegendo-as de vários riscos e exposições. Como por exemplo a ingestão excessiva de álcool ou drogas. Esta proteína ajuda o organismo na produção de algumas células assassinas, que ajudam o sistema imunológico a combater algumas doenças.

Contra radicais livres, por exemplo, esta proteína é muito útil e a falta dela pode resultar em graves danos. Como já dito, a deficiência é problemática e pode provocar doenças crônicas degenerativas.

Leia também => Ácido glutâmico: O que é, para que serve, funções e fontes nos alimentos

As toxinas ambientais podem provocar uma diminuição na quantidade da proteína no corpo. Por esse motivo a presença dessas toxinas pode resultar em problemas. Por ser um antioxidante muito importante, é notório salientar a sua causa.

A glutationa é considerada um agente antioxidante importante devido a alta concentração do estado “redox”. Além disso, essa proteína é uma agente desintoxicante, principalmente do fígado que está sujeito a toxinas ambientais.  

A proteína possui o aminoácido cisteína, esse mesmo ajuda a destruir matérias tóxicas do organismo. Isso ocorre devido as propriedades de ação anti-radical livre. Esse aminoácido também funciona como aglutinante de metais pesados. A carência de cisteína pode resultar em baixa imunidade e doenças no fígado. A falta de cisteína resulta em toxinas não neutralizadas

Fontes nos alimentos

Algumas frutas e legumes são fontes naturais de glutationa, tais como morango, tomate, melancia, abóbora, melão, brócolis, repolho. São esses alguns dos alimentos que contém o nutriente.

Como aumentar a glutationa no corpo:

Para aumentar esse nutriente de forma natural é importante mudar a dieta. Consumir carnes magras e outros tipos de comida pode ajudar nisso. A taxa de do nutriente aumenta se você ingerir os seguintes alimentos: carnes de aves magras; Whey Protein; Iogurte e lacticínios.

Algumas frutas e legumes também são fontes naturais do nutriente. Caso você deseje aumentar a produção da glutationa, ingira então: aspargos, pimentas, batatas, cebolas, cenouras, brócolis e abacates. Além também de espinafre, alho, abóbora, tomate, toranjas, maçãs, laranjas, pêssegos e melão.

É importante lembrar que alimentos muito processados ou cozidos podem perder suas propriedades nutritivas.

Adicione mais temperos a sua dieta

É sabido que alguns temperos ajudam na restauração dos níveis de glutationa.

Esses temperos são: cúrcuma, canela, cominho, cardamomo. O curry é um tempero que possui em sua receita esses outros três tipos de temperos.

Caso esteja procurando aumentar os níveis da substância de forma natural, bom, comece a utilizar mais temperos em sua receita. Essa dica garante que os níveis de restauração começarão a aumentar. A canela é a mais simples desses temperos e pode ser comprada em qualquer lugar. Despeje pequenas quantidades do temperinho no café da manhã ou em algum outro doce.

O selênio ajuda a aumentar o índice de peroxidase e da cisteína. Ele também ajuda a contribuir para a produção de GSH.

Alimentos ricos em selênio são:
cerais de sementes de girassol, aveia, castanha do pará, nozes. Além de leguminosas, atum, bifes, aves, queijos, ovos, peru e peito de frango. Também é possível consumir um suplemento de selênio. A ingestão diária que é recomendada é de 66mg.

Suplementos multivitamínicos e exercícios

Para aumentar a produção de GSH no corpo, escolha um multivitamínicos que inclua minerais. Esses minerais devem ajudar na produção de glutationa. Quando for consumir esse multivitamínicos, foque-se se as seguintes vitaminas estão incluídas. Pois não há como obter nutrientes apenas numa dieta comum. É importante tomar algum tipo de suplemento ou vitaminas para aumentar os nutrientes numa dieta.

Caso as seguintes vitaminas estejam incluídas, a produção de glutationa aumentará:

  • vitamina C;
  • vitamina E;
  • vitamina B6;
  • vitamina B12;
  • folato;
  • riboflavina (vitamina B2);
  • selênio;
  • magnésio;
  • zinco e vanádio.

Preço e onde comprar o suplemento concentrado

Você também pode comprar glutationa de forma concentrada em suplementos vendidos em farmácias de manipulação. O preço da embalagem contendo 60 cápsulas com 250mg cada cápsula fica em torno de R$117,00. Clique no banner abaixo para ter mais informações e comprar pelo melhor preço.

Faça mais atividades físicas
Os exercícios são uma das ótimas maneiras de aumentar o metabolismo e estimular o organismo a produzir mais glutationa. Inicie o treinamento com exercícios aeróbicos leves, como caminhas e corridas lentas. Depois aumente mais os exercícios, coisas como natação, ciclismo e corrida.

Esse tipo de atividade ajuda muito a produção do nutriente no organismo. Também é possível tomar suplementos da proteína do soro do leite (Whey Protein), que irá ajudar.

Caso você esteja pensando em ingerir algum multivitamínicos ou suplementos, consulte um médico. Esse artigo não substitui uma consulta com um profissional qualificado. É importante também fazer os exercícios com um acompanhamento de profissional.

Relatos sobre os resultados

Se estiver tomando algum suplemento com a glutationa e quiser deixar seu relato a respeito dos resultados e ajudar os próximos leitores, utilize a área de comentários logo abaixo. Compartilhe também com seus amigos nas redes sócias!

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend