Página Inicial » Saúde » Flavonoides – O que são, 10 Grandes Benefícios e Onde Encontrar
Flavonoides
Você sabe o que é Flavonoide?

Flavonoides – O que são, 10 Grandes Benefícios e Onde Encontrar

Os Flavonoides são responsáveis por exercer várias funções vitais em nosso organismo, além de combater doenças e preservar nossa saúde. Saiba tudo agora nesse artigo!

Você já se perguntou o porquê de tantas frutas e vegetais terem cores brilhantes e vibrantes? A resposta está em uma palavra: flavonoides.

Eles são as moléculas responsáveis por proporcionar esses pigmentos, que além de bonitos também filtram os raios ultravioleta, atraem insetos polinizadores, fixam nitrogênio e entre outras funções.

Além disso, os flavonoides possuem muitos benefícios para os seres humanos. Saiba mais sobre esse composto tão importante nesse artigo!

O que exatamente são os flavonoides?

Os flavonoides fazem parte da classe de polifenóis dos fito nutrientes. Esses polifenóis estão relacionados à função cerebral, controle da pressão arterial e dos níveis de açúcar no sangue.

Eles também atuam na proteção da pele, tendo ação anti-inflamatória e antioxidante.

Flavonoides estão muito presentes na natureza e possuem pouca toxicidade em comparação a outras substâncias encontradas nas plantas.

Por isso é permitido consumi-los em grandes porções sem se preocupar com riscos à saúde.

Leia também => 12 alimentos que são anti-inflamatórios naturais

Tipos de flavonoides

Existem diferentes tipos de flavonoides, cada um com suas características específicas e ações particulares. Conheça os principais a seguir:

Flavonóis

Este é um grande grupo que pode ser encontrado nos seguintes alimentos:

  • alho;
  • couve;
  •  feijões;
  •  chás;
  •  frutas;
  •  cebola;
  •  etc.

Entre seus benefícios, podemos citar o combate a febres e alergias, ações anti-inflamatórias e prevenção de doenças.

Flavonas

As flavonas podem ser encontradas em alimentos como:

  • salsa;
  •  aipo;
  •  Pimentas;
  •  etc.

Entre seus benefícios, podemos mencionar a ação antioxidante e a diminuição do efeito de drogas.

Leia também => 15 Alimentos ricos em Antioxidantes

Flavonones

As flavonones podem ser muito encontradas em frutas cítricas. Elas estão ligadas às atividades anti-inflamatórias e à saúde cardiovascular.

Flavanol

O flavanol pode ser encontrado em alimentos como:

  • uvas;
  • cacau;
  • vinhos;
  •  etc.

Entre seus benefícios característicos, podemos mencionar o combate à fadiga, o auxílio na saúde neurológica e cardiovascular, a redução do colesterol, entre outros.

Antocianidinas

As antocianidinas podem ser encontradas nos seguintes alimentos:

  • frutas vermelhas
  • uvas rosadas;
  • romãs;
  • ameixas;
  •  etc.

Entre seus benefícios característicos, é possível mencionar a prevenção ao diabetes, o auxílio à saúde do coração, o combate à obesidade, etc.

Isoflavonas

O grupo das Isoflavonas pode ser encontrado na soja e nas leguminosas, por exemplo.

Entre seus benefícios, cabe citar a prevenção aos cânceres hormonais (mama, próstata, por exemplo) e o tratamento para os sintomas menopausa.

Quais são os benefícios dos flavonoides?

Como você já deve ter percebido, os flavonoides possuem muitos benefícios. A seguir detalharemos os 9 principais:

Proteção contra a osteoporose

Algumas pesquisas chegaram à conclusão de que as isoflavonas encontradas na soja conseguem melhorar a resistência óssea e por consequência reduzir riscos de fraturas.

Elas funcionam especialmente bem na osteoporose pós-menopausa.

Combate às células cancerígenas

Os flavonoides inibem uma enzima responsável por fazer as células cancerosas sobreviverem.

No entanto, alguns estudiosos entendem que eles devem ser usados como um pré-tratamento e não em conjunto com a quimioterapia, pois a reação entre as substâncias pode ser prejudicial à pessoa.

Algumas pesquisas descobriram ainda que extratos de cebola com flavonoides oferecem grandes efeitos contra a propagação das células cancerígenas do cólon e do fígado.

Encontrado em abundância

Um dos pontos altos dos flavonoides é que eles são abundantemente encontrados na natureza.

Pode ter certeza de que você já comeu diversos alimentos ricos nesse composto. Normalmente ele é achado em vegetais que também possuem muitos outros benefícios para sua saúde.

Auxílio à saúde do coração

Estudos comprovam que quanto maior o consumo de flavonoides menor é a chance de se adquirir uma doença no coração.

Isso porque eles bloqueiam a oxidação das lipoproteínas, o que diminui os riscos de desenvolvimento da aterosclerose (formação de placas sobre as paredes das artérias).

O cacau é tido como um dos principais alimentos ricos em flavonoides benéficos ao sistema circulatório. Sua ingestão pode reduzir bastante a pressão arterial e equilibrar os níveis de colesterol.

Redução dos sintomas da menopausa

Estudos realizados no Japão comprovam que as isoflavonas da soja estão ligadas à diminuição da quantidade de ondas de calor em mulheres entrando ou saindo da menopausa.

 Além disso, as isoflavonas também reduzem outros sintomas de doenças comuns na terceira idade, como a osteoporose, por exemplo.

Proteção às gengivas

Os flavonoides presentes no oxicoco (cranberry) conseguem inibir doenças bacterianas nas gengivas, isso graças ao seu poder anti-inflamatório.

Além disso, segundo pesquisadores, eles também podem ser utilizados no tratamento de infecções na boca.

Controle de peso

Segundo estudos, os flavonoides ajudam a controlar a inflamação da leptina (hormônio estimulador do apetite), o que pode causar uma redução de peso. Portanto, flavonoides também combatem a obesidade.

Função anti-inflamatória

As pesquisas feitas sobre essa função apontam que alguns tipos de flavonoides possuem a capacidade de combater enzimas causadoras de inflamação.

Normalmente esse grupo de flavonoides pode ser encontrado em especiarias e ervas.

Melhoria da cognição para pessoas em idade avançada

Algumas evidências mostram que o frequente consumo de flavonoides pode retardar algumas doenças neurodegenerativas que normalmente estão relacionadas à idade, como o mal de Alzheimer.

 Eles protegem danos oxidativos e regeneram os nervos

Além disso, outras pesquisas apontam que seu uso ajuda impulsionar o fluxo sanguíneo em certas áreas do cérebro, o que melhora o seu funcionamento e consequentemente as funções cognitivas.

Entre os alimentos mais benéficos para esse tratamento, as frutas vermelhas são as mais indicadas, pois se tem a crença de que elas atrasam o envelhecimento cognitivo por mais de 2 anos.

 Seu poder antioxidante ajuda também a combater a fadiga, a lentidão, a depressão e a irritabilidade.

Quais são os alimentos ricos em flavonoides?

vitamina P (Bioflavonóides)
Principais fontes nos alimentos.

A maioria das frutas, ervas e legumes possui flavonoides em, pelo menos, alguma quantidade. Além disso, eles também podem ser encontrados em outros tipos de alimentos, como grãos, chás e no vinho tinto.

Quanto mais cor o alimento tiver, maior a quantidade de flavonoides presentes nele.

Existem duas formas para assegurar que o organismo tenha a quantidade de flavonoides de que precisa: ingerir diariamente frutas e vegetais ou tomar suplementos.

Para o primeiro caso, saiba a seguir quais são os alimentos mais ricos na substância:

  • Uvas (roxas e rosadas);
  • Laranjas;
  • Cebola;
  • Frutas vermelhas;
  • Cacau;
  • Brócolis;
  • Couve;
  • Mirtilo;
  • Soja;
  • Repolho;
  • Ameixas;
  • Toranja;
  • Pimenta;
  • Cogumelos;
  • Vinho tinto;
  • Fava;
  • Salsa e tomilho;
  • Cebolinha;
  • Aipo;
  • Limão;
  • Chás (pretos, verdes, brancos);
  • Maçã.

Entre esses alimentos existem os que possuem maior concentração da substância em sua composição. Dessa forma, veja a seguir a quantidade aproximada presente em alguns alimentos:

50 mg de flavonoide para 100 g do alimento:

  • feijão-verde,
  • oxicoco (cranberry),
  • suco de laranja
  • e brócolis.

5 mg de flavonoide para 100 g do alimento:

  • fava,
  • uva,
  • tomate,
  • morango,
  • pimentão,
  • chás,
  • e vinho tinto.

1 mg para 100 g do alimento:

  • vinho (especificamente o branco),
  • espinafre,
  • cenoura,
  • pêssego,
  • repolho,
  • café
  • e cogumelo.

Existem suplementos de flavonoides?

Sim. Os suplementos são utilizados quando as pessoas, por motivos diversos, não conseguem comer os alimentos ricos na substância ou não o ingerem em quantidade suficiente.

Qual é a quantidade correta a ser consumida por dia?

O indicado, para um adulto, é ingerir de 20 mg a 1 g de flavonoides diariamente. Essa quantidade é consumida em diversas partes do mundo e os resultados se mostraram bem positivos.

Se for tomar o suplemento, preste atenção na dosagem. Sugerimos consultar um médico ou nutricionista que possa lhe indicar a dosagem adequada ao seu caso.

Possuem efeitos colaterais?

Se ingeridos de forma natural por uma alimentação saudável, não. No entanto se os suplementos forem tomados de forma exagerada pode haver alguns efeitos secundários.

Os principais são: dor de cabeça, náuseas e dormência.

Além disso, é sempre importante frisar que pessoas que estiverem fazendo uso de alguma medicação, grávidas e lactantes devem ser avaliadas por um médico antes de começar a tomar os suplementos.

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend