fbpx
Pesquisar

Faseolamina: Para que serve, 5 Benefícios e Como tomar

Descoberta na década de 70, a Faseolamina é uma glicoproteína encontrada no feijão branco que consegue reduzir a absorção de carboidratos. Resultado no emagrecimento e perda de gordura.

Faseolamina

A faseolamina é uma glicoproteína a qual é extraída da planta denominada, cientificamente, Phaseolus vulgaris.

Trazendo para o dia a dia, nada mais é do que uma substância existente principalmente no feijão branco.

A principal utilização da faseolamina, atualmente, remete ao auxílio em processos de emagrecimento.

A ação desta substância é tão relevante que ela tem sido utilizada até mesmo na produção de fármacos.

O que é Faseolamina?

A faseolamina, portanto, é uma substância da classe das glicoproteínas e pode ser consumida através da ingestão de alimentos que a contenham.

No caso, é de particular interesse o feijão branco, rico nela.

Atualmente, crescem cada vez mais os estudos e, por conseguinte, produtos feitos com base na faseolamina.

São diversas as marcas que produzem. Para saber qual é a mais indicada, consulte o seu médico.

Para que serve?

O objetivo da ingestão de faseolamina é, em praticamente todos os casos, ajudar a perder peso.

Seja com já está em obesidade ou em quem deseja evitá-la de modo saudável.

O modo de atuação dela tem por característica diferir bastante de outros produtos disponíveis no mercado.

É comum vermos aqueles que são ricos em substâncias como cafeína ou anfetamina. Estes, acabam trazendo efeitos colaterais muitas vezes nocivos.

A faseolamina, por outro lado, atua diretamente nas enzimas do corpo, sem um efeito adverso tão relevante.

Em suma, o que ela faz é dificultar a absorção de calorias a partir do amido, o qual é presente em alimentos básicos como o arroz.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Leia também:

Spirulina emagrece? Para que serve, 13 Benefícios e RELATOS

12 Melhores Suplementos para Emagrecer (Atualizado 2019)

Quitosana: Para que serve? Emagrece? Veja!

5 Benefícios

Os benefícios da faseolamina estão, como resultado do que tem sido dito, associados à redução do peso.

Relacionadas a esta grande vantagem da utilização da glicoproteína em questão, há ainda outras.

1. Auxílio no emagrecimento comprovado

Como já ficou bem claro, a faseolamina ajuda a emagrecer, certo? Só que ela tem uma vantagem que outros produtos naturais não têm.

É que ela tem comprovação científica, de estudos que foram realizados tanto no Brasil quanto no exterior.

2. Não provoca perda de massa magra

Outro ponto importante desta glicoproteína é que ela não provoca a perda de massa magra. desta forma, não mascara a perda de peso.

O processo de catabolismo muscular não é desejado por quem quer emagrecer. O que estas pessoas querem, e precisam, é perder gordura.

3. Menos efeitos colaterais

Em comparação a outras substâncias, a faseolamina tem menos efeitos colaterais e é contraindicada a menos grupos.

Deste modo, acaba sendo um coadjuvante de peso para tratamentos que visam combater a obesidade.

4. Diminui o nível de açúcar no sangue

Comprovadamente, este produto faz com que os níveis de açúcar no sangue sejam reduzidos, o que pode ser de boa serventia para alguns grupos.

No entanto, adverte-se que indivíduos que sejam dependentes de insulina, como parte dos diabéticos, evite o uso.

5. Pode ser usada com outros fitoterápicos emagrecedores

Acontece, muitas vezes, de substâncias que não podem ser associadas a outras, porque interagem. Não é o caso da faseolamina. Pelo contrário, inclusive.

É muito comum que ela seja associada a medicamentos como coadjuvante.

Além disso, ela é igualmente vendida junto com extratos com efeitos complementares, como o chá-verde, o ginseng, a cúrcuma longa, a geleia real, entre outros.

Faseolamina emagrece?

Vimos até aqui muito sobre a faseolamina. Já foi possível, identificar, aliás, a resposta à pergunta que nos move agora.

De fato, a faseolamina emagrece mesmo. Ela é uma daquelas substâncias boas de se ter na dieta, pois ajuda a perder peso.

Bom, mas dito isso, como a faseolamina emagrece? A resposta é de um complexo processo existente no corpo humano, mas que pode ser facilmente resumido em poucas palavras.

Lembra-se de quando falamos que ela é uma glicoproteína? Pois então, a faseolamina, em particular, tem uma ação de inibição de uma enzima chamada alfa-amilase.

Essa enzima tem por ação transformar o amido em glicose no corpo humano.

Em outras palavras, faz com que estes carboidratos (presentes em massas, farinhas, etc) virem energia, a qual é armazenada na forma de gordura quando em excesso.

Uma vez que a faseolamina inibe a ação da enzima, também faz com que o corpo não absorva tantos carboidratos – principalmente o amido. Desta forma, ele vai diretamente para o intestino, onde se junta às fezes e é eliminado.

Ou seja, resumindo tudo, faz com que um processo que certamente iria acumular gordura, seja atenuado.

Sendo assim, diminui a absorção destes nutrientes no corpo. Quem está de dieta, sabe o quanto os carboidratos são nocivos na luta contra a balança e a importância de combatê-los. 

Fontes nos alimentos

Como dissemos, a fonte de faseolamina é basicamente uma só.

Apesar de ser estudado se existe ou não em outros alimentos, como outros tipos de feijão, o que se tem certeza hoje é de um apenas.

Sabe-se que a faseolamina no feijão branco se encontra em maior abundância.

Somente lá está em quantidades consideradas satisfatórias, de modo que até mesmo para os produtos farmacêuticas é extraída deste alimento.

Suplemento como tomar e dosagem

Para início de conversa, deve ser ressaltado que, como sempre, o médico deverá prescrever o produto para consumo.

A automedicação pode ser bastante prejudicial à saúde, inclusive trazendo efeitos contrários aos desejados.

Uma vez que o médico tenha receitado a faseolamina, ele deverá, inclusive, prescrever a dose que deve ser ingerida.

Isto varia de acordo com as características pessoais de cada indivíduo, de forma que é impossível precisar uma quantidade exata para cada um.

Ainda assim, os fabricantes costumam dar indicações nas bulas. Estas indicações são a base do que os médicos utilizam.

Normalmente, a faseolamina está disponível em cápsulas com 500 mg cada.

Devem ser tomadas duas por dia: uma 30 minutos antes do almoço e a outra 30 minutos antes da janta.

Indicações

A faseolamina é um dos únicos produtos de origem vegetal que comprovadamente inibe a absorção do amido.

Isto confere a ela um caráter muito particular, e que de fato auxilia quem está procurando (e necessitando) perder peso.

Indica-se que, junto com a utilização da faseolamina, ainda sejam feitas outras medidas sempre necessárias em dietas.

São elas a reeducação alimentar, as atividades físicas regulares e o acompanhamento com médico e/ou nutricionista.

Efeitos colaterais da Faseolamina

A ação da faseolamina, conforme foi salientado anteriormente, é a de inibir a absorção do amido.

Por conseguinte, é claro, acaba trazendo a possibilidade de alguns efeitos colaterais.

Quando ela é ingerida nas dosagens indicadas, eles são raros e não devem ser graves.

  • Flatulência;
  • Diarreia;
  • Dores abdominais.

Contraindicações

Assim como toda substância, a faseolamina também é contraindicada a alguns grupos de pacientes.

Isto porque a ação da substância, em indivíduos em algumas condições, pode causar efeitos nocivos. São eles:

  • Pacientes com hipoglicemia;
  • Indivíduos insulina dependentes (como diabéticos);
  • Mulheres grávidas ou em amamentação.

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

2 Comentários

  1. Gostei muito deste artigo pois tirou minhas dúvidas, muito esclarecedor…

  2. Mais um artigo que entrou para os favoritos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *