Página Inicial » Motivação » Exercícios físicos na melhora da produtividade

Exercícios físicos na melhora da produtividade

Muito além da melhora da estética e da qualidade de vida, os exercícios físicos vêm se mostrando uma excelente maneira de melhorar a produtividade.

Não apenas para quem busca melhora da saúde, da qualidade de vida e estética, mas também para quem busca progredir profissionalmente, o exercício físico é fundamental. Aquela imagem de que o profissional bem sucedido precisa ser alguém gordo e sedentário, vem cada vez mais caindo por terra. Hoje existem milhares de pesquisas que mostram que o exercício físico bem aplicado é fundamental na melhora de fatores como o foco e a concentração, fundamentais para a melhora da produtividade!

Exercícios físicos na melhora da produtividade

O mundo corporativo vem há anos buscando estratégias para tornar os funcionários mais produtivos, já que este é um fator fundamental para encarar a concorrência e tornar a empresa mais competitiva. Nestas pesquisas, foi possível verificar que juntamente com a alimentação saudável, o exercício físico é fator fundamental na melhora da produtividade.

Produtividade e exercício físico, o que a ciência diz?

É importante entender que o foco deste artigo não é ligado as questões de ginástica laboral, já que ela é ligada a diferentes aspectos. O que queremos mostrar é a melhora da produtividade através de ganhos na capacidade de foco, concentração e resolução de problemas. Para isso, precisamos entender o exercício físico em níveis cerebrais e não apenas metabólicos.

Em um estudo da Mental Health and Physical Activity, foi possível encontrar resultados interessantes, já que ele mostrou que  pessoas que praticam pelo menos 150 minutos de  exercícios físicos por semana, tem um sono melhor e tem mais capacidade de ficarem mais alertas durante o dia, quando comparadas as pessoas que são sedentárias. A pesquisa foi realizada com mais de 2.600 homens e mulheres, com idades que variavam entre 18 e 85 anos. O resultado foi obtido através de exames laboratoriais e de testes psicológicos específicos.

Nesta pesquisa foi considerada apenas a questão da atividade física, sem delimitar modalidades.

Em um outro estudo do Journal of Occupational and Environmental Medicine, foram avaliados funcionários de 4 consultórios dentários. Em dois destes consultórios os funcionários foram convidados a praticar 2,5 horas por semana de atividades físicas, distribuídas em duas sessões, durante o horário de trabalho.

Um terceiro  grupo de profissionais teve ainda esta mesma diminuição na carga horária de trabalho, mas sem o exercício físico. O quarto grupo manteve suas horas de trabalho habituais, de  40 horas semanais.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Este foi um estudo subjetivo, então os avaliados foram entrevistados e foram encontradas melhorias na produtividade dos 3 primeiros grupos, mas de maneira mais acentuada nos 2 que praticaram exercícios físicos. Além disso, o índice de doenças (que ocasionam faltas), também foi amplamente reduzida nos grupos mais ativos.

Em um estudo da universidade de Gotemburgo, foi avaliada questão da cognição, relacionada com o condicionamento aeróbico. Foram encontradas diferenças significativas em pessoas com bom condicionamento aeróbico, em relação a resolução de problemas e ao QI.

As razões para isso são muitas, já que de maneira geral, o exercício físico melhora aspectos importantes para a manutenção da atenção e do foco. Em níveis cerebrais, os hormônios liberados durante a prática de exercícios físicos (as conhecidas endorfinas), atuam melhorando a conexão e a velocidade da comunicação entre os neurônios.

Além disso, devido ao fato de o exercício físico melhorar consideravelmente a circulação de sangue, teremos uma nutrição do cérebro muito mais acentuada. Com isso, todos os processos são melhorados.

Tudo isso já foi percebido pelas empresas mais inovadoras, tanto que muitas delas oferecem prêmios e outras vantagens, para funcionários que sejam ativos fisicamente. Por exemplo, existem várias empresas que estimulam de formas variadas, seus funcionários a irem de a pé ou de bicicleta par ao trabalho. Outras oferecem academia e acompanhamento de um profissional de educação física, com o intuito de melhora da produtividade.

Resumindo tudo isso, além da melhora cognitiva e de foco, quem é ativo fisicamente ainda adoece menos e com isso, falta menos. Desta forma, quem pratica exercícios físicos tem melhoras consideráveis que podem ser fundamentais na escalada da carreira.

Se você quer de fato ser feliz e bem sucedido, siga o exemplo dos maiores CEOs do mundo, que reservam pelo menos uma hora de seu dia altamente atribulado, para praticar exercícios físicos. Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

7 atitudes para vencer a preguiça na hora de treinar

Quem nunca sentiu aquela boa e velha preguiça de treinar que atire a primeira pedra. …

Seja feliz na academia! – 4 Dicas para ter sucesso na musculação

Todos nós precisamos de lugares ou contextos sociais que nos deixem mais felizes. Quem realmente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!