Página Inicial » Dietas e Nutrição » Escarola – Seus principais benefícios, propriedades e como fazer

Escarola – Seus principais benefícios, propriedades e como fazer

Por ser rica em fibras a escarola favorece o emagrecimento e ainda ajuda a combater a anemia, por ser também rica em ferro. Veja outros benefícios importantes para saúde e a melhor forma de preparar.

Escarola

Poucos sabem, mas a escarola é na verdade um tipo de chicória. Apesar de o seu sabor não ser tão agradável ao paladar por ser um pouco amarga, é uma verdura riquíssima para a saúde.

Além de possuir uma quantidade enorme de vitaminas e nutrientes, é bem pouco calórica, sendo que uma porção de 200 gramas possui apenas 34 calorias.

A escarola lembra muito uma alface, com a diferença de que suas folhas são mais escuras, mais recortadas e, claro, mais amargas.

O vegetal já era consumido por civilizações antigas, mas começou a ser mais difundida na Índia até que se espalhasse pelo Ocidente.

Propriedades da escarola

Além de suas propriedades probióticas, a escarola ajuda a prevenir alguns diferentes tipos de câncer.

Ela também possui substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes, que previnem o envelhecimento celular precoce e a formação de algumas doenças.

Graças a sua propriedade probiótica, a escarola estimula o corpo a produzir maior quantidade de bactérias que compõe nossa flora intestinal, proporcionando uma melhora da saúde, fortalecendo o sistema imunológico e protegendo o corpo contra microorganismos.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

A escarola é rica em cálcio, um mineral essencial para a formação e manutenção dos ossos.

É rica também em potássio, que auxilia na contração muscular (por isso é importante consumir depois de um exercício físico mais intenso), regula o pH do sangue e também a pressão, sendo recomendada por conta disso para pessoas hipertensas.

Os benefícios da escarola

1. Ajuda a emagrecer

A escarola ajuda a emagrecer porque fornece fibras e possui um teor baixíssimo de calorias.

Quem quer perder peso deve adicionar a escarola na alimentação, já que ela ajuda a saciar a fome e promove um equilíbrio maior entre calorias queimadas / consumidas, já que o único jeito de emagrecer é queimar mais calorias do que se consome.

2. Protege a pele e os olhos

A escarola é rica em Vitamina A. Uma porção de 50 gramas fornece um pouco mais de 21% das necessidades diárias de Vitamina A.

Ela é responsável por proteger a pele, os olhos (também ajuda a evitar a formação de algumas doenças como a catarata), e ajuda a fortalecer o pulmão, evitando também a formação de alguns tipos diferentes de câncer.

3. Protege as células

A escarola é rica em antioxidantes, que bloqueiam a ação dos radicais livres, responsáveis pela oxidação celular e pela formação de doenças como o câncer.

4. É rica em manganês

A escarola é rica em manganês, um mineral extremamente importante para  organismo por diversos motivos:

  • Metaboliza os carboidratos;
  • Responsável pela fabricação de hormônios ligados ao sexo da pessoa;
  • Ajuda a compor ossos;
  • Ajuda a compor tecidos;
  • Trabalha na manutenção de nervos do sistema nervoso.

5. Combate a anemia

A escarola também é rica em ferro, e por isso é recomendada para quem tem anemia.

Uma de suas propriedades também é aumentar a produção de glóbulos vermelhos no sangue. E já que a anemia é caracterizada pela diminuição da concentração de hemácias, nada melhor do que adaptar algumas receitas e aumentar o consumo da verdura.

Porém, nem sempre somente a escarola ou qualquer outro vegetal será suficiente para curar a anemia. Cada pessoa pode estar em um estágio diferente da doença e uma intervenção médica pode ser necessária. Portanto, consulte um médico sempre que aparecerem os sintomas.

6. Tratamento para portadores de Diabetes

A escarola possui uma substância chamada inulina que ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue.

Isso evita a formação de picos de insulina, que consequentemente evita o ganho excessivo de peso e até a formação de inflamações pelo corpo.

Mesmo assim é importante antes consultar um médico e saber o que seria mais adequado fazer com as refeições.

Leia também => Chicória – Para que serve, todos os seus benefícios e receitas saudáveis

Como preparar e comer a escarola?

Apesar de a escarola ser amarga, há alguns modos de preparar a verdura de modo que ela fique com o sabor um pouco mais atenuado.

Ao preparar ela crua na salada, você sentirá um gosto amargo mais forte. Uma alternativa para isso é cozinhar no vapor ou refogar com alguns condimentos como cebola, azeite e alho.

Preste atenção quando for comer a escarola refogada, porque quando ela passa da cor esverdeada para um tom mais amarronzado significa que ela cozinhou mais do que deveria e isso faz com que ela perca propriedades muito interessantes para o corpo.

Lave bem a escarola antes de seu preparo, e se preferir, poderá deixar de molho no vinagre para higienizar melhor o alimento. Depois de lavada, você poderá refogar no azeite e misturar temperos como alho, cebola, sal, cominho, manjericão ou orégano.

Quanto mais refogada, menor será o seu amargor. Mas ao mesmo tempo tome o cuidado de não passar demais do ponto.

Caso você não queira refogar no azeite, outro modo de preparar a escarola é colocando cerca de 100 ml de água em uma panela e a deixar cozinhando no vapor somente. O processo é rápido e também irá ajudar a diminuir o amargor do vegetal.

Apesar de seu sabor mais amargo, vale à pena fazer um esforço para adicionar a escarola na dieta. Ela possui um complexo vitamínico muito grande, que além de ajudar a fortalecer o sistema imunológico e proteger o organismo de doenças, ajuda a regular o funcionamento de diversos órgãos.

Leia também => Todos os benefícios da rúcula para saúde

Onde encontrar a escarola? Qual época do ano ela é mais encontrada?

A escarola pode ser encontrada em qualquer tipo de supermercado, fruteiras, quitandas e feiras.

Dê sempre preferência aos legumes e vegetais da época, já que além de serem mais baratos serão mais nutritivos.

A escarola pode ser encontrada o ano inteiro nos mercados, mas o ideal é que você consuma a verdura nos meses de fevereiro, março, abril e agosto.

Além de serem mais baratas, já que a oferta é bem maior, há ainda o fato de que essas verduras não recebem tantos aditivos como agrotóxicos ou outros tipos de veneno. Acaba sendo uma opção mais saudável também para a sua alimentação. E, se possível, opte sempre por produtos orgânicos!

Leia também

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

Metionina – Para que serve, funções, fontes nos alimentos e suplemento

A metionina é um aminoácido essencial que pode ser de grande valia para melhorar sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!