Página Inicial » Saúde » Erva de São João – Para que serve, Como tomar e Efeitos Colaterais
planta de onde se extra a erva de são joão
Planta de onde se extrai a erva de São João

Erva de São João – Para que serve, Como tomar e Efeitos Colaterais

Além de todos os benefícios que você irá conhecer agora, será que a Erva de São João também emagrece? Saiba agora!

A erva de São João tem o nome científico de Hypericum Perforatum. A planta é de origem europeia e chega ao Brasil quase que exclusivamente em formato de cápsulas ou chás conservados.

Embora seu uso para melhorar a saúde em vários aspectos tenha ficado conhecido apenas nos últimos anos, ele é milenar e foi comum entre os povos antigos que vagavam pelos campos Europeus.

No artigo de hoje, falaremos um pouco mais sobre a Erva de São João, seus benefícios, funcionalidades e trazer algumas dicas sobre a quantidade diária recomendada e sobre seu uso no processo de emagrecimento. Confira mais abaixo o que separamos!

O que é a Erva de São João?

Como falamos mais acima, a Erva de São João é uma planta europeia, de tamanho baixo e que tem sido usada há séculos para curar diversas doenças e até distúrbios mentais.

Sabe-se que suas entre seus nutrientes estão a Vitamina C, os óleos essenciais e as hipericinas, que são substâncias fundamentais para a regular a atividade neurológica.

Embora seja totalmente natural, ela pode ter efeitos colaterais e precisa de orientação médica para ser consumida de forma correta.

Leia também => Tomilho – O que é, para que serve, propriedades e todos os seus benefícios

Para que serve a Erva de São João? Benefícios gerais!

É importante saber que a Erva de São João precisa ser consumida com moderação e com o auxílio de um médico. Ele irá determinar a quantidade diária recomendada para o seu corpo e para o seu problema em específico.

Ela tem diversos benefícios que valem a pena serem citados. São eles:

– Combate à depressão

Esse benefício sempre é o primeiro a ser citado em qualquer texto sobre a erva de são joão. Afinal, ela é hoje em dia um dos antidepressivos mais utilizados da Europa, especialmente da Alemanha.

Sua ação contra a depressão ocorre basicamente por causa dos seus nutrientes, especialmente as hipericinas em conjunto com as vitaminas e os óleos essenciais.

Porém, a erva de são joão é mais utilizada em depressões leves a fracas, sendo necessário ministrar medicamentos mais intensos em casos graves.

– Emagrecimento

A erva de São João não possui efeito termogênico, onde seria capaz de ajudar na “queima de gordura”. O benefício do emagrecimento relacionado à Erva de São João é mais voltado para a mente no geral, como no controle da compulsão alimentar, por exemplo.

No aspecto físico, ela pode auxiliar apenas no quesito digestão, já que ela também otimiza esse processo e pode até diminuir dores no estômago derivadas de gastrite ou úlceras.

Os dois benefícios citados da Erva de São João são sempre mais voltados para quem possui algum tipo de problema detectado pelo médico. Mesmo que você acredite ter depressão leve ou problemas de compulsão alimentar, não deve se automedicar. Procure sempre auxílio médico.

– Diminuir a Ansiedade

Essa ação da erva de são joão na mente pode ajudar também no caso de ansiedade generalizada. Um bom exemplo disso é no caso de fumantes, que podem se livrar do vício fazendo um uso equilibrado do suplemento. Nesses casos, é importante evitar o excesso e optar por uma dosagem mínima.

– Tratar problemas de pele

oleo para o corpo
Óleo para o corpo

Por fim, um benefício bem conhecido da Erva de São João é o tratamento de problemas de pele. Nele caso, ele é feito através de um óleo produzido com base na planta e não com o suplemento em si. Os problemas de pele que podem ser diminuídos geralmente são as irritações – que podem ser mais ou menos graves, dependendo do caso.

É válido procurar um dermatologista e ter a certeza sobre o uso da erva para essa finalidade, pois o seu problema pode necessitar outro tipo de intervenção. Jamais faça a automedicação.

Qual a quantidade diária recomendada?

A quantidade recomendada varia muito de acordo com o problema. Quem tem depressão pode precisar tomar até duas cápsulas por dia se for optar pelo suplemento da erva de São João. Já quem a usará para outros benefícios como o emagrecimento ou a digestão, geralmente pode precisar apenas de uma cápsula.

E é aí que o respaldo médico pode ajudar muito: será ele que irá indicar a quantidade mais recomendado para o seu problema, evitando assim algum tipo de sintoma negativo. Como qualquer produto, por mais natural que seja, os efeitos colaterais podem surgir, como explicaremos logo abaixo.

chá preparado com a erva de são joão
A opção de uma xícara por dia do chá de erva de São João, já garante boa parte dos seus benefícios também.

Onde comprar

A erva de São João pode ser encontrado em chás, cápsulas concentradas e também em extrato oleoso para ser utilizado na pele. Ele pode ser comprado em lojas de produtos naturais, tanto lojas físicas como pela internet.

Efeitos colaterais – quais são eles?

É importante lembrar que o uso excessivo da erva de são joão pode causar efeitos colaterais severos, como:

  • Problemas de ansiedade, indo na contramão da ajuda contra a depressão. Podem ocorrer sintomas sérios nesse sentido, especialmente se houver o abuso na hora do uso, ultrapassando o valor médio seguro, que é de até 300mg por dia.
  • Em casos mais raros, pode ocorrer agressividade intensa. Esse efeito é mais comum em pessoas propensas ao problema. Por isso, se você tem histórico de alguma doença nesse sentido, deve procurar um médico antes de optar pela suplementação. Apesar de raro, esse efeito colateral é bastante perigoso. Por isso, quem já faz algum tratamento contra depressão ou qualquer outro problema de saúde mental, o médico deve ser consultado antes de qualquer suplementação com a erva de são joão.
  • Também pode ocorrer problemas como dores de estômago e dificuldade para ir ao banheiro. O excesso da erva também pode causar diarreias e enjoos.
  • Por fim, é importante lembrar que a erva de são joão não deve ser consumida casada com outros medicamentos, como analgésicos e sedativos. Esse uso em conjunto pode causar efeitos severos ou mesmo diminuir os efeitos desses remédios.

Contraindicações

  • Além disso, é importante indicar que mulheres grávidas ou lactantes não devem fazer uso da suplementação em qualquer dosagem. O bebê possui o organismo muito sensível e pode sofrer efeitos colaterais graves.

Conclusões

Concluímos com a nossa pesquisa sobre a Erva de São João que ela é excelente para a saúde, desde que utilizada nas dosagens corretas. Esse cuidado é fundamental para evitar qualquer tipo de efeito colateral e para garantir os resultados adequados.

Em caso de dúvidas, procure um médico e apresente o produto a ele. No geral, caso opte por suplementos vendidos sem prescrição, é importante seguir as instruções e jamais ultrapassar a dosagem recomendada.

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend