Pesquisar

Erva-cidreira: 16 Benefícios, Tipos e como fazer

Conheça os tipos de erva-cidreira e todos os seus benefícios para saúde. Aprenda a preparar em casa de forma rápida e saborosa.

erva-cidreira


PUBLICIDADE

A erva-cidreira é uma das plantas mais conhecidas e populares do país quando o assunto é chá.

Você sabia que além do gosto que atrai a tantas pessoas ela também é repleta de benefícios? Sim, isto é verdade, como iremos demonstrar mais à frente no artigo.

O uso da erva-cidreira como chá é o mais recorrente, embora ela possa ainda ser vista de outras formas.

Os óleos essenciais com base nela são também fáceis de encontrar, sobretudo em lojas de produtos naturais.

O que é

Com o nome científico de Melissa officinalis, a erva-cidreira é uma planta perene herbácea e que pertence ao mesmo grupo de outras como a hortelã. Até por isso o sabor guarda alguma semelhança.

Na sabedoria popular, também pode ser encontrada sobre os nomes de erva-cidreira verdadeira, capim-cidreira, melissa e citronete. Ela serve principalmente para tratar problemas de digestão.

O sabor da planta, assim como o seu aroma, tem um aspecto frutado e próximo do limão.

Embora a aparência com a hortelã, as suas folhas têm a característica de serem mais alongadas e mais claras.

O uso desta herbácea é feito de diversas formas. Dentro do consumo em ingestão, está relacionado a temperos e, mais notadamente, aos chás.

Fora da culinária, no entanto, ela também é bastante utilizada.

Os já citados óleos essenciais, perfumes, pastas de dentes e até mesmo como atrativo de abelhas fazem parte das formas de uso para que serve a erva-cidreira.

Propriedades

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

As propriedades da erva-cidreira são variadas e constituem num largo grupo de fitoquímicos. Podemos resumir tudo isso nos classificados abaixo:

  • Terpenos
  • Taninos
  • Poliferois
  • Flavonoides
  • Antioxidante ácido rosmarínico
  • Ácido cafeico citral
  • Acetato de eugenol
  • Fibras

Essas propriedades são o que garante os principais benefícios da planta, principalmente relacionada à sua ação antioxidante.

Ela costuma ser utilizada no sistema gastrointestinal e também com um efeito de calmante.

Graças a todos esses efeitos, esta planta tem um importante efeito em terapias da medicina alternativa.

Destaca-se, acima de tudo, o seu uso na chamada aromaterapia, que hoje em dia é fornecida até mesmo pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Até mesmo na medicina tradicional do Ocidente ela tem sido usada.

Na Alemanha e na Áustria, por exemplo, suas folhas são prescritas por médicos em pacientes que estão sendo afetados por distúrbios intestinais, no fígado, de bile, no sono, na digestão e no sistema nervoso central.

Tipos de erva-cidreira

Na verdade, o tipo de erva-cidreira legítima é mesmo o da Melissa officinalis, que temos descrito até o presente momento.

Este é o que conta com todas as características que estamos falando sobre no presente artigo.

Ainda assim, é importante destacar que há uma confusão muito grande feita com outra planta e que muita gente pensa erroneamente que é o mesmo que a erva-cidreira. Trata-se da Lippia alba.

Esta erva-cidreira falsa tem ainda diversos outros nomes pelos quais é conhecida na sabedoria popular. São eles:

  • Erva-cidreira de arbusto
  • Erva-cidreira do campo
  • Falsa erva-cidreira
  • Falsa melissa
  • Alecrim do campo
  • Erva-cidreira brava
  • Sálvia-da-gripe
  • Sálvia
  • Sálvia-trepadora
  • Salva-brava
  • Cidrilha

A falsa melissa tem outras características pelas quais é boa para a saúde.

Entre elas, destaca-se o potencial calmante, de combater convulsões e de ser antiespasmódica – como temos visto, bem diferente da erva-cidreira original.

Não é tão difícil assim diferenciar os dois tipos. Enquanto a original possui um aspecto semelhante à hortelã, conforme já explicamos, a falsa tem uma aparência distinta.

Esta última puxa mais para flores com tons amarelados que ficam em galhos longos e que são facilmente quebradiços.

Embora ambas possam ser utilizadas de modo semelhante, as propriedades medicinais e ações terapêuticas de cada uma distinguem-se sobremaneira. Daí a importância de saber diferenciar exatamente o que você está tomando.

Pode ser que o objetivo que esteja procurando alcançar não esteja conseguindo exatamente por estar confundindo a planta.

Graças à confusão do conhecimento popular, isto acaba sendo habitual aos mais descuidados ou que não conhecem a distinção entre as plantas.

16 Benefícios da erva cidreira

Uma vez que a erva-cidreira é rica em tantos nutrientes e que é até mesmo utilizada na medicina alternativa e na tradicional, por certo conta com muitos benefícios.

Eles podem ser listados em 16 grandes categorias, as quais iremos descrever aqui:

1. Ajuda a acalmar:

Esta planta possui uma ação que chamamos de sedativa e de calmante. Ela age no sistema nervoso central estimulando ações que tratam o estresse exacerbado, a ansiedade e ajuda a tranquilizar nos momentos de tensão.

Na aromaterapia, se utiliza do seu óleo essencial muito em função do alcance deste objetivo.

2. Trata os gases:

Quando temos gases, é porque está havendo uma intensa movimentação na nossa região abdominal, o que além de aumentá-los ainda provoca sintomas como o desconforto e até mesmo a dor.

Esta herbácea auxilia os tecidos a relaxarem, fazendo com que seja diminuído ou até liquidado este problema.

3. Controla no controle da pressão arterial:

Os vasos sanguíneos, quando numa condição inadequada, acabam levando a um aumento da pressão arterial, que pode gerar a tão indesejada pressão alta ou a hipertensão quando o problema é mais sério.

A cidreira faz com que haja a chamada vasodilatação, que ajuda a acabar com este problema.

4. Combate os problemas no estômago:

Esse é um dos seus principais usos, embora os estudos científicos não saibam dizer ainda qual das suas propriedades é que faz ser tão eficaz nisto.

As principais hipóteses são que o efeito calmante da planta ou diminuem o estresse das pessoas e isso, por conseguinte, minimiza os sintomas gastrointestinais ou então que relaxa os músculos da região.

5. Serve para diminuir as cólicas menstruais:

Não só para problemas digestivos, mas a erva-cidreira também pode ser bastante adequada para acabar com as cólicas provenientes da menstruação. A ação é pautada, igualmente, na mesma lógica de relaxamento dos tecidos.

6. Previne o envelhecimento precoce:

Esta herbácea tem o poder de atuar combatendo os radicais livres, o que dá não só um ganho de saúde, mas também estético. Com isso, a condição da pele e dos cabelos fica em ótimo estado.

7. Controla o colesterol:

O fato da erva diminuir os índices do colesterol ruim (LDL) e de aumentar os do colesterol bom (HDL) na corrente sanguínea são outro ponto positivo.

O efeito mais imediato disso é um auxílio ao coração no seu funcionamento e a prevenção de doenças cardiovasculares.

8. Evita doenças cerebrais de caráter degenerativo:

A ação sobre o sistema nervoso central pode ser boa não só pelo efeito calmante, mas pelo caráter de prevenção de doenças.

Algumas delas, que são degeneradoras, como o mal de Alzheimer, Parkinson e a demência, podem ser evitadas ou terem os sintomas diminuídos.

9. Ajuda na saúde dos rins:

Há estudos que indicam também que o consumo adequado do chá da erva-cidreira ajude na saúde dos rins.

Eles têm como função não só lidar com a urina, mas com o sangue de uma maneira geral.

Sua função é muito importante, bem como o bom funcionamento destes órgãos.

10. Ajuda a desinchar:

Quem sofre com edemas, que nada mais são do que frutos da retenção de líquidos, pode ter aqui também um importante aliado.

As propriedades desta herbácea fazem com que o corpo bote para fora este líquido excedente, tendo uma consequência de desinchar.

11. Melhora a qualidade do sono:

Com tantos efeitos calmantes, a erva-cidreira não poderia ficar de fora do benefício de auxiliar aqueles que têm noites mal dormidas ou que sofrem de insônia. Fazer uso da planta antes de dormir é uma indicação ótima para estes casos.

12. Tem ação expectorante:

Por incrível que pareça, esta planta pode até mesmo aliviar os sintomas da tosse e fazer expelir o catarro do nosso corpo.

Principalmente quando ela é associada ao limão, estes efeitos são potencializados e temos aí um ótimo expectorante natural.

13. Melhora a condição do fígado:

Ao ter uma ação desintoxicante, esta planta ajuda o fígado a não ficar sobrecarregado em suas funções.

Como sabemos, livrar o corpo das toxinas que entram no nosso organismo é função deste órgão.

Muitas vezes prejudicamos ele ainda mais, consumindo produtos que são danosos (algumas junk foods, bebidas alcoólicas, entre outros). Portanto, a cidreira pode ser boa para ajudar neste árduo trabalho.

14. Ajuda o bom funcionamento dos intestinos:

Até mesmo os problemas para evacuar são combatidos com esta herbácea. Ela ajuda a aliviar os sintomas da prisão de ventre e a acabar com a constipação.

15. Previne alguns tipos de câncer:

Os efeitos de cunho antioxidante da planta podem também auxiliar no combate de alguns tipos de câncer, como o de cólon. Isto ainda não é comprovado cientificamente, mas há indícios.

16. Fortalece o sistema imunológico:

A atuação de fortalecimento do sistema imune garante que o corpo esteja mais preparado para enfrentar agentes externos capazes de trazer infecções para o organismo.

Deste modo, auxilia o corpo a se fortificar na proteção contra vírus e bactérias, por exemplo.

Leia também:

Chá de Camomila: Para que serve, 15 Benefícios e como preparar

Chá de Canela emagrece? Para que serve? 9 Benefícios e Receitas

Hortelã – Para que serve, benefícios e como fazer o chá

Erva-cidreira emagrece?

Além de todos esses benefícios, uma outra dúvida que costuma surgir é se a erva-cidreira emagrece.

A resposta é bem simples e direta: sim, ajuda a perder peso. Esse é, portanto, como se fosse um benefício adicional.

Ela faz isso de algumas formas principais que valem a pena serem mencionadas aqui. Em especial, esses efeitos são turbinados quando juntamos à erva-cidreira o limão.

  • Acelera o metabolismo:

Ao aumentar o metabolismo, a consequência mais básica que o nosso corpo tem é a de queimar gordura mais rápida.

As reservas energéticas são acionadas e o efeito é duradouro, podendo acontecer durante o dia inteiro.

  • Ajuda no controle emocional e combate a compulsão:

Querendo ou não, muitas vezes acabamos engordando ou não conseguindo emagrecer por motivos de caráter puramente psicológico.

O corpo pode não ter nenhuma doença e a sua dieta também pode estar adequada, mas a nossa mente acaba achando alguma forma de sabotar.

A erva-cidreira acalma e nos permite acabar com a ansiedade, que é a principal aliada da compulsão alimentar.

Adicionalmente, esta planta herbácea possui um efeito diurético.

Isso não é sinônimo de emagrecimento, mas certamente está ligado ao que todo mundo que deseja emagrecer tem como meta.

O efeito diurético é aquele que acaba com a retenção de líquidos e desincha.

Vamos combinar que emagrecer e continuar com uma aparência mais cheinha não é nada agradável, não é verdade?

Contraindicações

Ainda que conte com toda essa gama de benefícios, como todos os alimentos que podemos encontrar, sempre há algum fator que faça com que seja pouco recomendado a algum grupo em específico. No caso da erva-cidreira não é diferente.

Pessoas que sofrem de hipotireoidismo devem evitar o consumo da planta, uma vez que ela tem a capacidade de agir nos hormônios da tireoide.

Em virtude dos seus efeitos calmantes, acaba sendo contraindicada também para quem tem pressão baixa. Adicionalmente, é claro, pessoas com sensibilidade ou alergia à planta devem evitá-la.

Se aparecer algum sintoma estranho com o consumo da herbácea, procure um médico.

Isto não é normal e você deve ser examinado para ver o que houve. Para evitar maiores problemas, não consuma em excesso.

Como fazer em casa

como preparar chá de erva cidreira

Fazer o chá de erva-cidreira em casa é bem simples e não requer nenhuma técnica distinta do habitual. Selecionamos em duas opções, com folha e com chá desidratado:

  • Com folha:

Para quem deseja fazer o chá diretamente com as folhas da planta, deve pegar 3 colheres de sopa das folhas e infundir na água fervente durante pelo menos 5 minutos.

Evite colocar açúcar e caso não consiga tomar sem adoçar, utilize adoçantes mais saudáveis como stévia ou xilitol. Se quiser adicione algumas gotas de limão.

  • Com chá desidratado:

O chá desidratado tem uma indicação muito semelhante.

Basta colocar em uma xícara de chá de água fervente durante o mesmo período, esperar esfriar e depois consumir, preferencialmente sem açúcar.

O recomendado é tomar até 3 a 4 xícaras de chá diárias. Mais do que isto pode ser danoso ao seu corpo e causar males em vez de benefícios.

Portanto, siga o uso correto e não exagere. A erva-cidreira é capaz de beneficiá-lo já nestas doses ou até menos.

Erva-cidreira: 16 Benefícios, Tipos e como fazer
5 (100%) 1 vote

Sobre Equipe Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte. Conheça a equipe principal do Treino Mestre clicando aqui.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de